A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Retratos Fantasmas
DRRetratos Fantasmas

“Vamos parar.” Alvalade CineClube anuncia última sessão

Colectivo que dinamizou sala Fernando Lopes vai parar “por tempo indeterminado”, devido a falta de meios.

Escrito por
Rute Barbedo
Publicidade

A história do Alvalade CineClube remonta a 2019: um grupo de amigos e amantes do bairro (e de Lisboa) junta-se com o intuito de aumentar a oferta de cinema independente na cidade. Começaram no Centro Cívico Edmundo Pedro, que funcionou como sede da Junta de Freguesia de Alvalade, e, no início de 2021, ocuparam a sala de cinema Fernando Lopes, no interior da Universidade Lusófona (Campo Grande). Mas também passaram pelo Cinema Ideal, por bibliotecas municipais e pela rua, onde arriscaram uma mensagem subliminar forte, ao organizarem sessões à porta de salas que construíram a memória cinéfila de Lisboa e que entretanto desapareceram, como o Salão Lisboa ou o Cinema King. No próximo dia 14 de Dezembro, quinta-feira, acontece a última sessão regular deste clube. "Vamos parar por tempo indeterminado", diz o colectivo, justificando a decisão com a “dificuldade de gestão de um projecto de base cívica e amadora que não tem meios para se profissionalizar", pode ler-se no comunicado enviado à agência Lusa.

O último filme não é escolhido ao acaso. Retratos Fantasmas, do brasileiro Kleber Mendonça Filho (realizador de Bacurau e Aquarius), é um documentário "sobre cinemas, e sobre o amor, e o que somos dentro dos cinemas, e como a nossa vida se pode cruzar com cinemas, como construímos memórias dentro das suas câmaras", como descreve o colectivo.

Sem ressentimentos, o Alvalade CineClube despede-se assim dos seus seguidores num "tempo em que todos dizemos que é importante abrandar". "Não temos falta de dinheiro", "não estamos zangadas, com o Estado ou outras entidades", e "não estamos doentes", explicam. "A excepção a isto será uma mostra final, organizada pelos miúdos do Cinedojo (projecto incrível), com quem temos estado a aprender imenso sem dar brado. Eles vão escolher e apresentar filmes, num cinema verdadeiro, para português ver, e aí vamos mostrar tudo e contar tudo", declaram na mesma nota. O evento vai acontecer em Janeiro (dias a anunciar), no Cine-Teatro Turim, em Benfica. 

+ Leia grátis a edição de Dezembro da Time Out Portugal: Jantares de grupo

+ Timothée Chalamet põe a cartola de Willy Wonka para uma viagem às origens do chocolateiro

Últimas notícias

    Publicidade