Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Sete livros de cozinha para se tornar o mestre da culinária
cooking book
Unsplash/S O C I A L . C U T

Sete livros de cozinha para se tornar o mestre da culinária

Juntámos sete livros de cozinha editados este ano para aumentar a sua sabedoria gastronómica ou dar asas à criatividade

Por Inês Garcia
Publicidade

Ler, cozinhar, comer. A santíssima trindade por estes dias. Mas o que anda a comer é mesmo bom? E se em vez de se dedicar ao pão, começasse a produzir os seus próprios leites veganos ou a fazer umas quantas receitas dos Açores? Juntámos aqui sete livros de cozinha da fornada 2020 que pode comprar online. Têm histórias para aumentar a sua sabedoria gastronómica, dicas para mudar de regime alimentar ou simplesmente ideias dar asas à criatividade, que por estes dias é capaz de já ser escassa, e cozinhar mais e melhor.

Recomendado: Restaurantes com entregas e take-away especiais

Ler, cozinhar, comer

Livro, Cozinha, A Leitaria Vegana, Emelie Holm
Livro, Cozinha, A Leitaria Vegana, Emelie Holm
©DR

A Leitaria Vegana

O confinamento e o distanciamento social trouxeram uma onda de novos padeiros às redes sociais. Quando tudo passar, padarias não vão faltar, mas pode explorar mais opções: no livro A Leitaria Vegana, Emelie Holm, terapeuta nutricional, ensina-o a fazer as suas próprias bebidas, iogurtes, queijos, manteigas e natas de origem vegetal. Transforme a sua casa numa leitaria vegana – mesmo que não siga esta alimentação, é uma forma de explorar alternativas e ganhar novas aptidões no que toca a trabalhar plantas, sementes, grãos ou frutos.

A Leitaria Vegana, Emelie Holm (Arte Plural Edições), 16,60€.

Livro, Cozinha, Coma Comida Real, Carlos Ríos
Livro, Cozinha, Coma Comida Real, Carlos Ríos
©DR

Coma Comida Real

O nutricionista e influencer Carlos Ríos já chateou grandes cadeias de supermercados e marcas gigantes de bolachas ou de refrigerantes, apontando o dedo a rótulos falsos e apoiando uma alimentação mais saudável. Ríos defende que a maior parte da população vive enganada no que respeita a alimentação e que a culpa é da indústria. Neste livro, dá-nos o conhecimento científico necessário para questionar produtos e aprofundar o conhecimento sobre a “comida de verdade”. Tem conselhos práticos, truques e receitas para deixar os ultraprocessados nas prateleiras do supermercado e passar a comer produtos saudáveis bons, sem rótulos “light”. Siga-o também no Instagram para conselhos diários.

Coma Comida Real, Carlos Ríos (Planeta), 16,90€.

Publicidade
Livro, Cozinha, Comida Caseira, Gordon Ramsay
Livro, Cozinha, Comida Caseira, Gordon Ramsay
©DR

Comida Caseira

É habitual vê-lo no pequeno ecrã a comandar trupes na cozinha e a manusear ingredientes fora do comum. Mas Gordon Ramsay tem um lado mais amigável em casa, onde defende que a comida deve ser tão deliciosa quanto rápida, para a poder desfrutar em família. Dos petiscos com menos ingredientes às especialidades de tacho, dos ovos Benedict para matar saudades do seu brunch favorito à pá de porco assada, neste livro tem 120 receitas originais, algumas da infância do chef, para pôr em prática aos pequenos-almoços, almoços e jantares.

Comida Caseira, Gordon Ramsay (Porto Editora), 24,90€.

Livro, Cozinha, Comer à moda dos Açores, Rúben Pacheco Correia
Livro, Cozinha, Comer à moda dos Açores, Rúben Pacheco Correia
©DR

Comer à moda dos Açores

Pode comer um bocadinho do arquipélago dos Açores neste livro, à boleia de Rúben Pacheco Correia, proprietário do Botequim Açoriano, em Rabo de Peixe. Filho e neto de chefs de cozinha, quis aqui escrever “uma carta de amor à sua terra”, entre receitas dos pratos mais típicos das nove ilhas – que garante serem de fácil reprodução – e prosas sobre a origem de determinados produtos e as pessoas que os confeccionam. Morcela com ananás, torta de erva do calhau, caldo de peixe à moda do Pico, polvo guisado à micaelense, bife regional à moda dos Açores, queijadas da Graciosa, compota de maracujá e bolo da sertã são algumas das receitas que dá a conhecer.

Comer à Moda dos Açores, Rúben Pacheco Correia (Contraponto), 17,70€.

Publicidade
Livro, Cozinha, O Homem que comia tudo, Ricardo Dias Felner
Livro, Cozinha, O Homem que comia tudo, Ricardo Dias Felner
©DR

O Homem que comia tudo

Ricardo Dias Felner, ex-director da Time Out Lisboa e Porto, jornalista e crítico gastronómico, tem provado realmente de tudo nos últimos anos, dos bofes aos insectos, sem discriminação. No seu blogue O Homem Que Comia Tudo escreve sobre episódios no talho, à mesa de um restaurante de fine dining ou em viagens ao outro lado do mundo em busca dos melhores pratos, mas também sobre pérolas em tascos locais ou os novos foodies. Isso tudo deu um livro, no qual reúne os textos publicados nos últimos anos e ao qual pode ir buscar inspiração para a próxima aventura culinária.

O Homem Que Comia Tudo, Ricardo Dias Felner (Quetzal), 17,70€.

Livro, Cozinha, O Vegetariano, Sandra Gomes Silva
Livro, Cozinha, O Vegetariano, Sandra Gomes Silva
©DR

O Vegetariano

Se o tempo a mais em casa o está a fazer reflectir sobre a vida e o seu regime alimentar, informe-se. Mudar para o vegetarianismo é um passo que deve ser consciente e informado. Neste livro, a nutricionista Sandra Gomes Silva, especialista neste tipo de dieta, guia-o e diz-lhe como dar os primeiros passos, com dicas práticas, listas dos alimentos que não podem faltar em casa e os que deve mesmo comprar na próxima ida ao supermercado. Tem também informações sobre os nutrientes mais importantes para ser um vegetariano saudável e receitas para pôr em prática.

O Vegetariano, Sandra Gomes Silva (Oficina do Livro), 18,90€.

Publicidade
Livro, Cozinha, Petiscos de açúcar e mel, Isabel Zibaia Rafael e Virgílio Nogueiro Gomes
Livro, Cozinha, Petiscos de açúcar e mel, Isabel Zibaia Rafael e Virgílio Nogueiro Gomes
©DR

Petiscos de açúcar e mel

Depois de Petiscos e Miudezas à Portuguesa e Petiscos do Rio e do Mar, a trilogia de Isabel Zibaia Rafael e Virgílio Nogueiro Gomes fecha-se com a chave de ouro da gastronomia portuguesa: os Petiscos de Açúcar e de Mel – que atire a primeira pedra quem não precisa de um docinho no final da refeição para a dar como terminada. Incentivam as idas para a cozinha e pegam em bolachas ou bolos tradicionais, dedicando capítulos especiais à utilização do mel, do açúcar escuro e de diferentes farinhas. E avisam: “os regimes alimentares não deverão ser impeditivos de alguns prazeres. A privação cria descontentamento. Aprendamos a ser felizes com alternativas.”

Petiscos de Açúcar e Mel, Isabel Zibaia Rafael e Virgílio Nogueiro Gomes (Marcador), 15,50€.

Ideias para meter as mãos na massa

The Pizza Project
Photograph: Courtesy The Pizza Project

Aprenda a fazer pizza em casa e torne-se num pizzaiolo

Coisas para fazer

Se há criação gastronómica consensual, em matéria de gosto, entre grande parte da população mundial, poder-se-á dizer que é a pizza. Não é fantástico como um pedaço de farinha, sal e água amassado, levado ao forno com demais ingredientes, causa tanta felicidade no palato de quem prova? Retenha isto: com a pizza não se brinca. E recorrer às opções congeladas não conhece perdão. Para não cair na tentação do caminho mais fácil e menos prazeroso, falámos com três dos melhores pizzaiolos de Lisboa e pedimos-lhes as suas receitas para que, em casa, possa aventurar-se neste mundo delicado. Nada tema, as sugestões que se seguem foram pensadas para que facilmente as possa executar no conforto do lar. 

Pão do Pastor
Mário Ambrózio

Meter as mãos na massa: um guia de como fazer pão caseiro

Coisas para fazer

Do que sente mais saudades quando a vida era levada sem medos de um inimigo invisível, que nos entra corpo adentro sem darmos conta? Daquela bica no café da rua logo pela manhã, de ir à padaria buscar o pão quentinho para comer ao pequeno-almoço, ou de uma cervejinha depois de um dia cansativo de trabalho? Apostamos na segunda opção, ainda que todas as outras sejam válidas e de igual importância para o nosso bem-estar. Nada substitui um pão acabado de sair do forno. A satisfação de levar à boca um espécime ainda a fumegar, particularmente inundado em manteiga derretida, ou de o fazer percorrer um prato à procura de um molho saboroso, não tem precedentes. O pão é um alimento que nos deverá acompanhar sempre, seja em tempos de pandemia ou não. A pensar em todos os que anseiam por pão que lhes encha as medidas, ou nos que se têm detido na tentativa de uma experimentação caseira mais arrojada, pedimos ajuda a quem sabe para que, no conforto do lar, possa fazer o seu pão caseiro. Diogo Amorim, da padaria Gleba, e Eduardo Pastor, do Pão do Pastor, responderam ao apelo da Time Out e passaram-nos a sua sabedoria, para que no final disto tudo estejamos mais perto de democratizar o verdadeiro pão. 

Publicidade
Craftsmen Specialty Coffee
Facebook/Craftsmen Specialty Coffee

Como fazer café de especialidade em casa

Coisas para fazer

Se é apreciador de cafeína, mas não se contenta com o café de máquina das grandes marcas no mercado, há uma alternativa simples que pode alegrar-lhe os dias nestes tempos de pandemia. Existem, na cidade, várias lojas de café de especialidade e torrefactoras que tratam os grãos de café com a devida responsabilidade e delicadeza. Depois de lhe dizermos como dar os primeiros passos na arte do pão, desta vez fomos falar com especialistas e baristas que partilharam connosco a arte de bem-tirar um café, as suas técnicas e diferentes receitas. Há métodos tradicionais para fazer café em casa, como a cafeteira italiana ou o French Press, ou outros mais complexos como o Aeropress e Sifão, que precisam de equipamentos especializado. Aventure-se e teste as suas qualidades de barista no conforto do lar. 

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade