Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Os melhores sítios para comprar bolo-rei em Lisboa

Os melhores sítios para comprar bolo-rei em Lisboa

É presença obrigatória em qualquer mesa portuguesa nesta altura do ano. Fique a conhecer os melhores bolos-rei de Lisboa

bolo rei fatias
Fotografia: Ana Luzia
Publicidade

Por esta hora já deve ter começado as festividades natalícias e empaturrado umas quantas de fatias de bolo-rei. Este bolo redondo com um buraco no centro já não tem fava nem pequena figura de loiça (diz que era coisa capaz de engasgar quem o comesse por engano), mas continua a ser uma tradição querida da época. Popularizou-se em Portugal no século XIX, seguindo uma receita originária do sul de Loire, que ainda hoje se mantém. Este bolo é em forma de coroa e feito de massa lêveda. Consta que a primeira casa a vendê-lo foi a Confeitaria Nacional, que se mantém firme na lista dos melhores sítios para comprar o bolo-rei. 

Mais tradicional, mais moderno ou mais saudável, eis os melhores sítios para comprar bolo-rei em Lisboa.

Recomendado: As melhores pastelarias com fabrico próprio em Lisboa

Uma foto da Time Out Magazine

A Time In Portugal já está disponível

Pode ler a última edição no conforto do seu sofá

Ler a revista

Os melhores sítios para comprar bolo-rei em Lisboa

bolo rei confeitaria nacional
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes, Cafés

Confeitaria Nacional

Baixa Pombalina
Foi graças à Confeitaria Nacional que o bolo-rei chegou a Lisboa. Corria o ano de 1870 e o dono da pastelaria à época, o Sr. Castanheira, de viagem a Paris, descobriu-o, provou-o e trouxe-o para a cidade. A receita é secretíssima, mas famosa pela massa húmida e pela fruta cristalizada sem corantes.
 
Preço: 19,90€/kg
 
Pastelaria Batalha
©DR
Restaurantes

Pastelaria Batalha

Chiado

Em 2019, a Pastelaria Batalha andou na boca dos lisboetas (literalmente): ora ofereceu pastéis de nata para comemorar o 25 de Abril, ora alargou a sua oferta de pastelaria vegan. Este Natal têm por lá todos os clássicos da época. Há, claro, o bolo-rei tradicional mas também uma versão do bolo sem produtos de origem animal. Trate das encomendas e tire as teimas.

Preço: 14,90€/kg.

Publicidade
Padaria da Esquina
©Duarte Drago
Restaurantes, Padarias

Padaria da Esquina

Campo de Ourique

A Padaria da Esquina de Mário Rolando e Vítor Sobral está recheada de bons produtos para este Natal (isto sem falar do pão, que se quer que esteja na sua mesa na Consoada, convém ir comprá-lo cedo). O bolo-rei é feito, como mandam as regras desta casa, com massa-mãe e fermentação longa, o que garante que vai estar bom no dia, no dia a seguir e uns quantos dias a seguir (se sobrar). 

Preço: 21,50€.

moço dos croissants
©DR
Restaurantes, Pastelarias

O Moço dos Croissants

Campo de Ourique

O Moço dos Croissants, o chef Manel Perestrelo, resolveu adicionar à sua oferta especialiazada de croissants, bolo-rei. Tem, como manda a tradição, fruta cristalizada (mas da boa e em doses equilibradas) e é douradinho. Além da versão clássica, há um bolo-rei de praliné de chocolate, mais redondinho e uma boa alternativa para quem não é tão fã do doce da época.

Preço: 18€/kg. 

Publicidade
Restaurantes, Global

Rice Me

São Sebastião

Nos últimos anos, o Rice Me tem de se dedicar à séria aos bolos festivos nesta quadra. O bolo-rei é feito com com farinha de arroz e trigo sarraceno biológico, tem um baixo teor em açúcar e as frutas cristalizadas podem ser personalizadas a seu bel-prazer no momento da encomenda (mais laranjas, menos cerejas, mais figo...). 

Preço: 18,50€/kg

Restaurantes

Pastelaria Alcôa

Chiado

Durante a quadra natalícia, os bolos-reis competem por atenção na vitrino, lado-a-lado com as cornucópias, mimos de freira, pudins de São Bernardo, torrões reais, queijinhos do céu, coroas de abadessa e castanhas de ovos. Convém encomendar para ter a certeza que há para o dia e hora que quer. Há também uma versão de bolo-rei recheado (34,50€/kg).

Preço: 23,50€/kg.

Publicidade
Bolo rei careca
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes, Cafés

Pastelaria Restelo - “O Careca”

Belém
A receita tem mais de 50 anos, tem fama no bairro e arredores e ganhou uma prova cega de bolos-rei feita pela Time Out há um par de anos. Habitualmente confundido com o bolo-rainha, pelo excesso de frutos secos e pela simplicidade na cor das frutas cristalizadas, é uma boa escolha para quem tenha pachorra de enfrentar filas.
 
Preço: 19€/kg. 
 
Restaurantes

Bénard

Chiado

Tem uma massa leve, bem fermentada e recheada de frutos secos e frutas cristalizadas. Por fora é a mesma decoração elegante que se encontra nos reizinhos, na vitrine por esta altura. 

Preço: 18,95€/kg

Publicidade
Bolo Rei - Pastelaria Garrett
©DR
Restaurantes, Pastelarias

Garrett do Estoril

Cascais
Ok, o leitor vê Garrett e pensa: “Vou mesmo ao Estoril buscar um bolo-rei...” Pense duas vezes, porque a viagem vale a pena. A massa é fofa, as frutas cristalizadas têm qualidade e a respectiva distribuição pelo bolo, a par dos frutos secos, é bem equilibrada. Só tem um defeito, é impossível reservar. Tem mesmo de ir para a fila. 
 
Preço: 23,70€/kg.
 
Restaurantes, Cafés

Leitaria Lisboa

Avenida da Liberdade/Príncipe Real
Para além do bolo-rei tradicional (17€/kg) e do bolo rainha (18€/kg), a Leitaria Lisboa, que tem um dos brunchs mais acessíveis da cidade, tem um bolo-rei com caramelo salgado. No interior, além da massa normal, tem um recheio de caramelo salgado e erva-príncipe, barrados também na parte exterior do bolo. Um pecado perfeito para aqueles que torcem o nariz às frutas cristalizadas.

Preço: 20€/kg

Lisboa doce

Brigadeiros - Ponto mais doce da Cidade
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes

Três sítios para comer brigadeiro

São pequenas bolinhas de felicidade importadas do Brasil, mais especificamente de São Paulo. E não é fácil resistir a este doce que na sua versão mais tradicional é feito à base de leite condensado e chocolate (qual bomba calórica) e com uma preparação relativamente rápida e fácil de reproduzir em casa. Entretanto já há brigadeiros de todos os sabores, do amendoim ao morango, caramelo, caju, limão. 

Bettina & Niccòlo Corallo Shop - Bombons
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

As melhores chocolatarias em Lisboa

Frio ou calor, a verdade é que nunca se diz que não a um chocolate. Pode ser só um quadradinho, uma tablete inteira, bombons recheados com líquidos licorosos ou outros tipos de chocolates, mas ajudam sempre a melhorar o dia. De preferência se forem variados e de qualidade, o que ainda dá mais gula e menos sentimento de culpa na hora de abrir uma embalagem. 

Publicidade
tease
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes, Cafés

Os melhores sítios para lanchar em Lisboa

Todos sabemos que o pequeno-almoço é aquela refeição que nunca devemos saltar mas os médicos defendem também que não devemos ficar mais do que duas a três horas sem comer e por isso há que cumprir a recomendação. Comece já a pensar onde vai lanchar. Seja durante uma tarde de trabalho, para matar saudades daquele amigo ou familiar e pôr conversa em dia, ou ao fim-de-semana para ficar toda a tarde a relaxar. 

Publicidade