Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Quatro pratos da nova estação para provar no Zazah

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme sempre antes de sair de casa.

zazah
©Arlindo Camacho O restaurante Zazah no Príncipe Real

Quatro pratos da nova estação para provar no Zazah

Moisés Franco, chef do Zazah, introduziu novos pratos na carta do seu restaurante. Comida de conforto e de partilha é o que encontra nestas novas sugestões.

Por Sebastião Almeida
Publicidade

Aberto há dois anos, o Zazah de Moisés Franco, no Princípe Real, é um restaurante em processo de aperfeiçoamento. A ideia continua a ser pegar em produtos locais e tranformá-los em pratos de cozinha moderna mas é preciso dar-lhes tempo para amadurecerem. Os sabores oriundos das terras por onde os portugueses passaram ao longo dos séculos estão na base da criação. A cozinha internacional, vinda da terra e do mar, continua a ser a identidade da casa. Como os ares mais frios do Inverno pedem outro tipo de comida de conforto, o chef tratou de introduzir novas sugestões que apelam à partilha e à descoberta de sabores do mundo.

Recomendado: O que fazer quando o Inverno aperta

Quatro novos pratos do Zazah para entrar no Inverno

cogumelos furikake zazah
cogumelos furikake zazah
Mariana Veloso/ Chefs Agency

Cogumelos Furikake

Esta é uma das novidades introduzidas na carta que vai buscar os sabores da terra. Os cogumelos de Paris são fritos com lascas de cebola roxa e são temperados com cebolinho e flor de sal. Por fim, o molho furikake (um tempero tradicional da gastronomia nipónica feito à base de peixes secos, sementes de gergelim, algas picadas) é adicionado, sendo depois misturado. 

Preço: 8€

Taquitos de atum
Taquitos de atum
Zazah

Taquitos de Atum

O atum dos Açores é um dos ingredientes preferidos do chef. Moisés Franco é brasileiro mas têm raízes açorianas na família. Os cubinhos de atum são marinados em paprica, lima, coentros, cebola roxa e chili. A tortilha de milho envolve tudo o resto. 

Preço: 7€ (2uni)

Publicidade
Vazia maturada
Vazia maturada
Mariana Veloso/ Chefs Agency

Vazia maturada com puré trufado

A carne chega no ponto e desfaz-se na boca. Este corte, que é um dos mais nobres, passa por um processo de maturação e é grelhada antes de lhe chegar ao prato. É servida com maionese especial do Zazah. A acompanhar siga a sugestão que os empregados lhe darão: o puré de batata trufado, um clássico.

Preço: 24€/ 220g                                     

 

 

 

 

 

 

Descoberta Zazah
Descoberta Zazah
Mariana Veloso/ Chefs Agency

Descoberta

Este é, talvez, o prato que melhor representa o conceito do Zazah. Fruto de um profundo trabalho de investigação e cruzamento de ingredientes, Moisés Franco chegou ao Descoberta. Um prato que reúne os sabores típicos de Portugal: carabineiro, polvo grelhado, chouriço, coentros, alho, batata, pimentos e cebola. Pode parecer uma grande misturada mas os sabores ligam-se naturalmente. Para partilhar, é claro.

Preço: 49€

Comida de conforto para enfrentar o frio que aí vem

Gnocchi di Zucca con Gamberi e Rosmarino
DR

Seis novos pratos para comer no Pasta Non Basta

Restaurantes Italiano

A aposta numa horta própria para consumo nos restaurantes do grupo Non Basta, lançada no ano passado, começou finalmente a dar frutos. O Outono chegou em Setembro, mas só agora se têm feito sentir temperaturas mais amenas, que convidam a comida de conforto. Para dar resposta a esta necessidade, o Pasta Non Basta lançou uma nova carta em que os produtos de época como a couve, a castanha, a abóbora ou o marmelo estão presentes.

Jardim da Luz - Açorda de Gambas
Fotografia: Manuel Manso

Três sítios para comer açorda de gambas

Restaurantes

O prato parece simples, pobre até, mas só aos olhos menos cautelosos. Os outros sabem que é um consolo. Se o que procura é comida de conforto à boa maneira portuguesa estes são três restaurantes para encontrar açorda de gambas. 

Publicidade
Fox Coffee "O Rei da Cachupa" - Cachupa
©Duarte Drago

Três sítios para comer cachupa

Restaurantes

Iguaria gulosa e de prato cheio, a cachupa é um prato típico da gastronomia cabo-verdiana. Não há uma receita única e o mais provável é, em cada restaurante, descobrir uma maneira diferente de o cozinhar – é assim também nas ilhas. Quer melhor altura para se fazer aconchegar deste manjar do que no Inverno?

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade