Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Quatro pratos para provar no Memoria, o italiano de Campo de Ourique

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme sempre antes de sair de casa.

Memoria
©Inês Félix

Quatro pratos para provar no Memoria, o italiano de Campo de Ourique

Dois Pasta não bastavam, então o grupo de restaurantes italianos abriu outro, mas começam um novo capítulo e uma nova marca. Estes são os pratos a não perder.

Por Inês Garcia
Publicidade

As memórias das almoçaradas ao domingo em casa de familiares, de travessas sempre cheias a chegar à mesa, com boa comida e bebida, são muito queridas para os sócios deste restaurante. Na investida num terceiro projecto, quiseram manter a linha italiana da comida de conforto, caseira, mas trazer as lembranças para o presente – o nome do restaurante, em frente ao Jardim da Parada, em Campo de Ourique, é o primeiro sinal. Criaram também um menu como se fosse uma página de um livro de receitas antigo, escrito à mão, e três pratos servidos em travessas, para dividir e fazer esse almoço de família.

Mantiveram alguns dos pratos mais icónicos dos Pasta, como a lasanha della nonna (12€), a carbonara com guanciale (12€) ou o spaghettoni com trufa (14€), mas criaram duas secções completamente novas. A primeira é uma selecção de queijos e enchidos italianos, como o taleggio de Bergamo (entre os 5€ e os 8€, consoante o tamanho da dose pedida), o Lady Capra, da categoria de queijos azuis, mas cremoso e mais suave (entre os 6€ e os 10€), o coração da burrata stracciatella (a partir de 8€), o salame de Parma (a partir de 6€) e a mortadela al tartufo de Bolonha (a partir de 6€). O espaço presta-se a finais de tarde a picar qualquer coisa e, no futuro, gostavam até de estabelecer melhor a ideia de aperitivo, tão querida dos italianos – a primeira medida foi ter várias opções de Spritz, servido em copo ou em jarro. Têm seis diferentes, com escolha mais doce, mais cítrica, mais ácida ou mais amarga. O segundo capítulo inteiramente novo da ementa é o de pratos para dividir, servidos em travessas grandes de loiça.

Descubra aqui quais os quatro pratos memoráveis deste restaurante italiano em Campo de Ourique.

Recomendado: Os melhores restaurantes italianos em Lisboa

Quatro pratos para provar no Memoria

Memoria
Memoria
©Inês Félix

Burrata

A burrata cremosa, servida aqui com pesto e presunto, é uma opção de entrada para entrar no espírito do petisco italiano. 

Preço: 13€

Memoria
Memoria
©Inês Félix

Pappardelle al ragù di coniglio

Na carta, evidenciam-se as restantes propostas de massa fresca, produzida totalmente no restaurante. Têm um pappardelle com ragu de coelho cozinhado lentamente, enquanto no Pasta non Basta servem a massa com o ragu tradicional.

Preço: 14€

Publicidade
Memoria
Memoria
©Inês Félix

Linguini nero al pescatore

Este linguini nero é um dos novos pratos servidos em travessas grandes de loiça. É uma dose com al pescatore, com lulas, camarão e mexilhão.

Preço: para três pessoas 38€, para uma 14€

Memoria
Memoria
©Inês Félix

Pizza Memoria

Há muitas opções de pizza em forno de lenha para os amantes de uma boa fatia ao invés das massas. Destaca-se a da casa, com tomate, mozzarella fior di latte, nduja (uma pasta de salame de porco picante), salame picante, azeitonas e orégãos (14€).

Preço: 14€

Mais especialidades italianas em Lisboa

cannoli
©Duarte Drago

Três sítios para comer cannoli

Restaurantes

A cereja está para o topo do bolo como o cannoli está para o fim de uma refeição italiana. Esta sobremesa tradicional da Sicília é perfeita para quem gosta de comer coisas crocantes: é feita com uma massa doce frita em formato de tubinho e recheada tradicionalmente com um creme de ricota. Pode ter variações nos recheios, é certo, mas os sítios que lhe indicamos aqui seguem o caminho da tradição. Tome nota e reserve espaço para a sobremesa. Enfim, é ver a dieta por um canudo – e olhe que se vê muito bem.  

Il Matriciano carbonara
Fotografia: Arlindo Camacho

Os melhores sítios para comer carbonara em Lisboa

Restaurantes

Um restaurante italiano sem uma boa carbonara é como a Fontana di Trevi sem água, a Capela Sistina sem turistas afogueados ou a Praça de São Pedro sem turistas ansiosos para ver o Papa. Mas desengane-se quem pensa que é fácil encontrar um bom exemplar da receita clássica italiana em Lisboa – se lhe apresentarem um prato de massa com natas, fuja logo a sete pés. Para lhe facilitar o trabalho e não ser uma maçada, reunimos os melhores sítios em Lisboa para comer uma carbonara autêntica e conseguir acabar a refeição a dier: Mamma mia! Che buono! 

Publicidade
Gnocchi do il mercato
Fotografia: Manuel Manso

Três sítios para comer gnocchi

Restaurantes

Quando lhe der vontade de um prato de massa vigoroso e reconfortante, considere esta palavrinha: gnocchi. Mostramos-lhe três sítios onde comer esta massa geralmente feita de puré de batata e farinha. 

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade