Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Sete regras para comer ramen como um japonês

Sete regras para comer ramen como um japonês

As famosas sopas ramen japonesas ganham cada vez mais adeptos, mas estes calduços não são coisas fáceis de comer em público. Siga as nossas instruções.

Ramen Afuri
©Mariana Valle Lima Ramen do Afuri
Por Ricardo Dias Felner |
Publicidade

A sopa japonesa ramen, cujo segredo máximo está no caldo e nas suas horas de preparação, está na moda em Lisboa. É reconfortante quando cai no estômago mas não é assim tão fácil comê-la em público, correndo o perigo de respingar por todo o lado, roupinha lavada incluída. E come-se primeiro a massa toda e outros sólidos (proteína e legumes) ou sorve-se o caldo todo primeiro? Para que é que vêm pauzinhos e colher se isto escorrega tudo? Enquanto nascem e não nascem mais sítios para provar as diferentes variedades de ramen (ou achava que era só uma canjinha com massa lá para dentro?) e para comer confortavelmente o calduço, deixamos-lhe aqui sete regras para comer ramen como um japonês. 

Recomendado: Os melhores sítios para comer ramen em Lisboa

Sete regras para comer ramen como um japonês

1. Os pauzinhos

Agarre nos pauzinhos com a mão direita, a colher na esquerda, ou o contrário se for canhoto ou lhe der mais jeito. Se não sabe comer com pauzinhos, não coma ramen. 

2. Um bocadinho de cada vez

Apanhe apenas pequenas porções de massa de cada vez. 

Publicidade

3. Não precisa enfiar a cabeça no prato

Pegue na massa com os pauzinhos e, se necessário, com a colher ajude a elevar as pontas na outra extremidade. 

4. Vá alternando entre massa e caldo

Alterne massa ou outros sólidos com uma colher de caldo. Não deixe o caldo para o fim. 

Publicidade

5. O caldo tem de vir fumegante

O ramen tem de vir a ferver, a fumegar. Se não a gordura começa a gelificar e torna-se enjoativa. Mande para trás se estiver só quentinho. É por esta razão que as melhores casas de ramen no Japão servem ao balcão, diminuindo-se assim a distância entre a fonte de calor e o cliente. 

6. Coma em 15 minutos

O ramen não é comida para estar na palheta com o amigo. Em Tóquio, um japonês despacha um ramen em cinco minutos. Em Lisboa, damos-lhe 15. Mais do que isso e fica tudo morninho. 

Publicidade

7. Pode sorver

Quando come a massa pode sorvê-la, deixando entrar um pouco de ar para arrefecer a boca. O ruído bucal é tolerado no Japão, mas pode ser severamente censurado em Lisboa.

Cozinha asiática em Lisboa

pad thai de camarão
©DR
Restaurantes, Asiático contemporâneo

Três sítios para comer pad thai

Na Tailândia, praticamente todas as ruas das grandes cidades têm uma chapa com massa de arroz a crepitar num wok. Parece não ter grande ciência, mas tem: é-lhe sempre acrescentado o ovo, que fica praticamente colado à frigideira até se envolver com os noodles, os legumes, o frango ou o marisco. O amendoim dá a textura final crocante e as gotas de lima o tempero mais cítrico. Siga viagem pelos sabores tailandeses.

soi
Fotografia: Francisco Santos
Restaurantes, Pan-asiático

Nestes restaurantes pan-asiáticos em Lisboa cabe a Ásia toda

Para quê um japonês ou um vietnamita quando se pode ter a Ásia (quase) toda à mesa? Pan-asiáticos: não há o que temer, não é um nome estranho para uma dieta restritiva que se tornou trendy na internet. Lisboa está a ganhar uns quantos espaços que não querem ter de escolher entre um pho vietnamita ou um ramen japonês e que põem o mais que podem e sabem sobre a Ásia na mesma carta. O resultado são cartas com muita street food asiática, agridoce, picante e comida de conforto. 

Publicidade
Bonsai
© Ana Luzia
Restaurantes, Japonês

Os melhores restaurantes japoneses em Lisboa

Comida japonesa não é, de todo, só sushi, mas há já umas boas mãos-cheias de restaurantes que servem sushi de qualidade confeccionado com talento. Até porque a qualidade do peixe português é uma dádiva para os sushimen a operar em Lisboa.  Há cada vez mais restaurantes japoneses onde o sushi assume o papel secundário. Prove o melhor da gastronomia daquele país num destes 19 restaurantes japoneses. 

Publicidade