A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Restaurante, Boa-Bao, Bao de robalo com rabanete amarelo em conserva e maionese picante
©Estúdio CozinhaBao de robalo com rabanete amarelo em conserva e maionese picante do Boa-Bao

Os melhores baos em Lisboa

Os pãezinhos quentes de Taiwan chegaram, viram e venceram. Esqueça a carcaça e descubra onde comer bao em Lisboa

https://d32dbz94xv1iru.cloudfront.net/customer_photos/14d3bbef-59cc-4753-a960-2f64c64804b1.jpg
Escrito por
Inês Garcia
e
Sebastião Almeida
Publicidade

É uma das grandes tendências de street food à escala planetária e Lisboa não ficou indiferente aos pães recheados e cozinhados a vapor que vieram da Ásia. Aliás, agora o mais difícil é escolher onde ir comer, entre novidades e sítios que já se tornaram clássicos – estamos aqui para ajudar. À partida até pode parecer só um pãozinho branco meio insonso mas quando se dá a primeira trinca percebe-se que nada tem a ver. É macio, o interior desfaz-se na boca e pode e deve ser recheado numa versão mais clássica com barriga de porco, coentros e amendoim, com um caranguejo inteiro (de casca mole) ou escolher o céu como limite e enfiar opções doces lá dentro. Saiba onde comer bao na cidade. 

Recomendado: Os melhores sítios para comer ramen em Lisboa

Onde comer bao em Lisboa

  • Restaurantes
  • Asiático contemporâneo
  • Chiado
  • preço 2 de 4

O Boa-Bao e os pratos pan-asiáticos que lá se servem são um caso de sucesso. Na categoria dos baos, um dos preferidos é o de robalo. Pudera. Marinado em curcuma e panado com farinha de arroz, é servido num bao preto com rabanete em conserva, bimis e uma maionese picante que dá vontade de lamber os dedos.

Preço: 6,50€

Tártaro de salmão do A-Bao-T
©DR

Tártaro de salmão do A-Bao-T

A pandemia pôs os empresários a pensar no que faltava e como levar diferentes gastronomias ao nosso lar. A nova marca de entregas ao domicílio do grupo Sea Me, lançada no Verão, é fruto disso mesmo e leva-nos directamente a Taiwan, o país responsável por nos trazer os pãezinhos asiáticos brancos cozidos a vapor. Além dos mais tradicionais, como o pork belly (7,50€), com barriga de porco desfiada, ou o korean chicken (7€), com frango crocante, é o de tártaro de salmão (2 uni) que merece a nossa atenção. A massa do bao é escura devido ao carvão de bambu e o salmão é fresco e acompanhado com abacate e molho teriyaki. Para melhorar a experiência, adicione o molho agridoce que vem juntamente.

Preço: 11€. Entregas exclusivas através da Glovo, todos os dias.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Asiático contemporâneo
  • Martim Moniz
  • preço 3 de 4

É o restaurante asiático que partilha o último andar com o TOPO, no Centro Comercial do Martim Moniz e reúne uma oferta gastronómica que vai desde os baos, aos pad thais, passando pelos ramens. O que nos desperta a atenção é este bao feito apenas com manteiga de wasabi, hortelã, cebolo e cebola crocante. Fica a promessa de lhe deixar a boca picante.

Preço: 4€

  • Restaurantes
  • Japonês
  • Chiado
  • preço 2 de 4

O ramen é o prato que deu fama ao Afuri e o que mais brilha no restaurante japonês do Chiado. Mas a carta tem mais do que os caldos fumegantes e merece que lhe dê uma vista de olhos com atenção: entre grelhados e pratos de sushi, há um capítulo dedicado aos baos, onde está este soft shell crab bao, um pãozinho recheado com caranguejo de casca mole, aioli picante, chicória e cebolo.

Preço: 5€

Publicidade
  • Restaurantes
  • Alvalade

É o novo projecto de entregas e de take-away da marca Mercantina e está a cargo de Rui Santos, o anterior chef do Miss Jappa. Os baos chegam sempre em pares e há seis diferentes: os chasuni, com porco, pickles rúcula e alho francês, o de salmão e teriyaki, com amêndoa tostada, pickles e couve pak-shoi, o veggy, com cogumelos, cenoura, pickles, beringela chinesa, rúcula e molho de sésamo, o de frango com amendoim e o de pato com molho hoisin, cebolo e nabo, que destacamos.

Preço: 10,50€

  • Restaurantes
  • Asiático contemporâneo
  • Cais do Sodré

É o pan-asiático do Cais do Sodré, mas desengane-se se pensa que aqui irá encontrar os pratos mais tradicionais da comida de rua asiática. Entre as sugestões de assinalar, há o pork wok, uma barriga de porco que de desfaz à primeira colherada, com pimento, bok shoy e molho hoisin (6€) e os pulled pork sliders, boas de porco cozinhado a baixa temperatura com alface iceberg, pepino e kimchi (8€). Desta vez, contudo, escolhemos um bao (2 uni) com peixe – uma tempura de bacalhau fresco com aioli e uma maionese de cebolinho.

Preço: 10€

Publicidade
  • Restaurantes
  • Asiático contemporâneo
  • Alvalade
  • preço 3 de 4

Abriu em 2018 e tornou-se um dos restaurantes de referência da gastronomia asiática em Lisboa. A carta elaborada pelo chef Luís Cardoso e a sua equipa é extensa e, como não podia deixar de ser, nela encontra os pães cozidos a vapor originários de Taiwan. Há-os com porco desfiado e com molho de feijão preto, de caranguejo de casca mole com maionese de kimchim de barriga de porco, molho hoisin, coentros e courato, ou de carne wagyu e amendoim – vá por este, à confiança.

Preço: 10€

Sabores asiáticos em Lisboa

  • Restaurantes
  • Indiano

Uma das primeiras referências dos portugueses no que respeita à cozinha étnica foram os restaurantes indianos. E não há como os contornar. Nos restaurantes desta lista não faltam chamuças, caris ou pães naan quentinhos. Cada um com as suas especialidades, um mais moderno e perito em fazer dosas (que são uns crepes gigantes); outros mais clássicos e prontos para darem aos comensais o que querem. E, no meio disto tudo, quase numa categoria à parte, um par de goeses que operam uns furos acima da competição, o Jesus é Goês e o Tentações de Goa. Benditos.  Não tenha medo e prepare as papilas gustativas para ver se aguentam esta viagem pelos melhores restaurantes indianos em Lisboa. 

  • Restaurantes
  • Japonês

A cozinha japonesa apareceu em Lisboa nos anos 1980 mas só nos anos 2000 atingiu o seu boom. Nos últimos anos a oferta de restaurantes tem crescido em larga escala por toda a cidade, em parte por culpa dos buffets de sushi que democratizaram a relação dos portugueses com estas pecinhas de arroz e peixe cru. Nem tudo o que abriu, porém, tem a qualidade de matéria-prima desejada ou mãos que a saibam tratar como merece. Comida japonesa não é, de todo, só sushi, mas há já umas boas mãos-cheias de restaurantes que servem sushi de qualidade confeccionado com talento, seja ele mais ou menos tradicional. Até porque a qualidade do peixe português é uma dádiva para os sushimen a operar em Lisboa, sejam eles mais tradicionais ou adeptos da cozinha de fusão.  Há cada vez mais restaurantes japoneses onde o sushi assume o papel secundário. Prove o melhor da gastronomia daquele país num destes 19 restaurantes japoneses em Lisboa. 

Publicidade
  • Restaurantes
  • Chinês

Os Golden Visa não melhoraram só o panorama do imobiliário da cidade. Depois de um período de crise, a cidade tem hoje dos melhores restaurantes chineses da Europa. A procura de comida chinesa autêntica e regional aumentou a olhos vistos e já não é tudo acompanhado com arroz chau chau, com rebentos de soja lá pelo meio e com a banana fá si de sobremesa. Desde o Martim Moniz até ao Estoril, consegue-se comer de tudo um pouco, mesmo que por vezes tenhamos de entrar em apartamentos alheios. Estes são os melhores restaurantes chineses em Lisboa para todas as carteiras (sim, que esta lista também contempla o fine dining chinês). 

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade