A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Vinhos Natal 2022
DR

Toma e embrulha… mas com cuidado que parte! Oito vinhos para dar no Natal

@winemariana já escreveu a carta ao Pai Natal: este ano não quer nada no sapatinho para além de vinhos incríveis.

Escrito por
Mariana Lopes
Publicidade

Meias, chocolates, livros... Se está sempre a oferecer as mesmas coisas aos amigos ou à família no Natal, estas ideias podem ser substituídas por branco, tinto ou Porto. Nesta época de maior generosidade, abrimos um pouco a carteira, mas também não é preciso rebentar com o orçamento. Estes vinhos são todos grandes prendas, de várias regiões e patamares de preço. Importante é não esquecer que o Natal é das crianças – e a elas convém não oferecer garrafas. A menos que seja de Champomy.

Recomendado: O melhor do Natal em Lisboa

Oito vinhos para dar no Natal

Pintas Character
DR

Pintas Character

Douro tinto 2020

Wine & Soul

25,90€

Um tinto de vinhas velhas localizadas em Vale de Mendiz, um terroir muito especial do Douro, que se sente nos vinhos que lá têm origem. O que obtém neste vinho é precisamente isso, muito carácter e elevadíssima qualidade, por um preço altamente apetitoso. O perfil aromático é florestal e terroso, com fruta vermelha muito pura e subtil, e vegetal seco sedutor, num corpo elegante, com textura fina e imensa presença.

Fica bem com: qualquer prato de carne mais delicado ou menos temperado, foie gras com cebola em redução de vinho do Porto.

Taboadella Grande Villae 
DR

Taboadella Grande Villae 

Dão branco 2020

Taboadella

38€

Este branco do Dão, que nasce em Silvã de Cima, é um lote das castas Encruzado e Bical, com várias outras provenientes de uma vinha velha. O projecto é relativamente recente, mas desde o início que se foca em representar nos seus vinhos, de forma fiel, a região. Neste topo de gama o Dão está todo lá, na precisão, frescura, complexidade, crocância e envolvimento, conjugando mineralidade com floral subtil.

Fica bem com: queijos, bacalhau, aperitivos folhados, patês.

Publicidade
Quinta das Bágeiras
DR

Quinta das Bágeiras

Bairrada Garrafeira branco 2020

Quinta das Bágeiras

23€

Um dos grandes brancos de Portugal, de um produtor muito cobiçado pelos enófilos mais exigentes. É feito de Bical e Maria Gomes, provenientes de vinhas velhas, cujas uvas são vinificadas num tonel de madeira muito antigo. Tem tudo: amplitude, acidez no ponto perfeito, estrutura, nervo, suavidade e persistência quase infinita. O bouquet de aromas traz pedra partida, casca de citrino, toque quase indelével de fruta branca de caroço e um lado vegetal diferente, a lembrar seiva de cacto e flores brancas. Dá para guardar até ao Natal de 2050.

Fica bem com: cabrito, peixes de forno, galo assado, pratos à base de grão.

AdegaMãe Terroir 
DR

AdegaMãe Terroir 

Reg. Lisboa tinto 2016

AdegaMãe

50€

Vai somente na sua terceira edição, depois do 2012 e do 2015, mas já se afigura como um dos mais ambiciosos tintos da região de Lisboa. Vem da Quinta Dom Carlos, em Alenquer, onde a AdegaMãe afirma ter as suas melhores uvas tintas. Este é de Touriga Nacional, Touriga Franca e Cabernet, um lote que fez um tinto com profundidade e uma característica apimentada e de vegetal seco. Potente mas super sedoso, muito puro e envolvente na fruta vermelha, extremamente saboroso.

Fica bem com: pratos com cogumelos, enchidos, chilli com carne ou vegetariano.

Publicidade

Cartuxa

Alentejo Évora Reserva tinto 2016

Fundação Eugénio de Almeida

40€

Com este, não dá mesmo para errar. Disponível em algumas das grandes superfícies, o Cartuxa Reserva tinto é já uma instituição no Alentejo, mais propriamente em Évora, e consegue conjugar um perfil altamente consensual, com qualidade muito elevada. O lote de Alicante Bouschet e Aragonez estagia 15 meses em barricas novas, resultando num tinto pujante, profundo, com bastantes notas de ervas aromáticas, especiarias. É luxo atingível. 

Fica bem com: bochechas de porco, ovos mexidos com silarcas (cogumelo que nasce, também, no Alentejo), enchidos gordos, como farinheira.

Gloria Reynolds Art & Tradition
DR

Gloria Reynolds Art & Tradition

Alentejo tinto 2013

Reynolds Wine Growers

60€

Eis um projecto profundamente singular, nos vinhos, nas pessoas e no local, sendo altamente aconselhável visitar a propriedade em Arronches, Portalegre. Um dos ex-libris da casa é o trabalho minucioso de barrica e de tempo nos vinhos, e o melhor exemplo disso é este tinto de 2013, no mercado apenas há alguns meses. Muito exótico e sensual no perfil, tem pimenta, cardamomo e sugere levíssimo anis, também cacau e folha de tabaco, a par de fruta negra. Texturado, impressiona pela frescura natural e intensidade de conjunto.

Fica bem com: puré de grão, borrego, sabores orientais intensos como caril.

Publicidade
Curral Atlantis Vinha do Avô
DR

Curral Atlantis Vinha do Avô

IG Açores branco 2020

Curral Atlantis

110€

E agora, para algo totalmente especial (e diferente)… um branco da ilha do Pico, que originou apenas mil garrafas. É uma homenagem ao avô do fundador da Curral Atlantis, a empresa produtora, e feito com uvas de uma vinha secular que era desse mesmo avô, sobretudo das castas Arinto dos Açores, Verdelho, Boal e Terrantez do Pico. Segundo o produtor, algumas das videiras lá presentes estão tão moribundas que parece impossível originarem cachos, mas eles aparecem, embora em muito pouca quantidade. O nariz invoca, como esperado, um lado salino e de maresia, combinado com folha de limoeiro, e a boca apresenta uma tensão e largura enormes, com cremosidade no ponto.

Fica bem com: ervilhas com ovo escalfado, bivalves ao natural, salicórnia, salmão fumado.

Cockburn’s Tails of the Unexpected
DR

Cockburn’s Tails of the Unexpected

Porto Branco, Tawny e Ruby

Symington Family Estates

19,90€ (cada)

Quer se opte por oferecer uma das garrafas ou as três da colecção, em jeito de pack, esta proposta da Cockburn’s, uma das marcas de vinho do Porto do grupo Symington Family Estates, constitui um presente bem original. O design dos rótulos, por sua vez, já foi premiado. O trio é constituído pelo White Heights, um Porto branco de vinhas em altitude, meio seco; o Tawny Eyes, um tawny com carácter mas delicado; e o Ruby Soho, um ruby com exotismo e sensualidade. São três vinhos do Porto versáteis, para beber a solo ou em cocktail.

Fica bem com: o branco com frutos secos e queijo, o tawny ao lado de sobremesas caramelizadas e o ruby a acompanhar doces com frutos vermelhos.

Mais presentes de Natal de-li-ci-o-sos

  • Compras

Foodie que é foodie está a par de todas as novidades gastronómicas da cidade – e além fronteiras, para escapadinhas à volta da mesa. Mas não só: também quer a cozinha lá de casa equipada a rigor. Se é verdade que nada bate uma boa experiência num restaurante, também é verdade que há várias formas de surpreender estes gastrónomos. Por aqui há sugestões que não deixam ninguém ficar mal, mesmo aqueles que querem jogar pelo seguro. Há para o amigo que gosta de se armar em chef, para o que é especialista em café e até para aquele que começou a fazer pão na pandemia.

  • Compras

Nem sempre é fácil escolher ou saber o que oferecer a alguém, mesmo que conheçamos todos os gostos da pessoa. Ou porque queremos oferecer alguma coisa diferente ou porque parece já termos esgotado todas as ideias. Um cabaz é uma óptima forma de surpreender, sem rifas ou sorteio. E é como se fossem várias prendas numa só. Doces e enchidos, vinho e azeite, chocolates e bolos. Escolhemos estes cabazes para oferecer no Natal e quase que apostamos que os vai querer também para si. São várias as opções, para todos os gostos e carteira. 

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade