A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Photograph: Shutterstock

Chuva de pólen em Lisboa: dicas para aliviar as alergias na Primavera

Os pólenes estão a bombar esta semana. Mas não é preciso desesperar: temos dicas para aliviar as alergias.

Raquel Dias da Silva
Escrito por
Inês Garcia
e
Raquel Dias da Silva
Publicidade

A Primavera ainda não chegou, mas já se vêem as flores a desabrochar e o sol sabe cada vez melhor. Agora as más notícias: nos próximos dias, segundo o Boletim Polínico da Rede Portuguesa de Aerobiologia, que pode ir consultando semana a semana, haverá elevadas concentrações de pólen em Lisboa, com predomínio dos pólenes de plátano, cipreste, azinheira e outros carvalhos e, espante-se, ervas urtigas e parietárias. Com eles, vêm as alergias sazonais, facilmente identificáveis pelos espirros, comichão e olhos vermelhos. Sim, mesmo em casa quem sofre de alergias sofre a sério. Como se safar disto? Há várias maneiras e algumas são mesmo surpreendentes. Compilámo-las todas numa lista para aproveitar o sol dos próximos dias (mesmo do lado de dentro da janela) sem pingos ou irritações no nariz.

Recomendado: Os melhores parques e jardins em Lisboa

Dicas para acalmar as alergias na Primavera

1. Se é alérgico, trate de si

Não valorizar a doença alérgica é um dos principais erros cometidos. Algumas alergias podem ser mesmo sazonais, mas se regressarem ano após ano podem intensificar-se e conduzir a quadros patológicos crónicos. “Sabemos hoje que doenças como a rinite e a asma que, em algumas situações, têm um calendário de agravamento relativamente bem conhecido, são na realidade doenças inflamatórias crónicas”, explica Susana Lopes da Silva, alergologista no Hospital Lusíadas Lisboa.

Sintomas:

– Corrimento nasal, obstrução nasal e/ou prurido nasal;
– Espirros;
– Tosse, pieira, sensação de falta de ar e aperto torácico;
– Olhos vermelhos, lacrimejo e prurido ocular;
– Pele muito seca, descamativa, com muito prurido, com lesões avermelhadas;
– Queixas respiratórias ou cutâneas associadas à ingestão de alguns alimentos ou medicamentos.

2. Atenção às temperaturas

As mudanças de temperatura, sobretudo para o frio, funcionam como estímulos irritativos, causando tosse, pieira, crises de espirros e obstrução nasal. Deve ter-se especialmente atenção à pieira (espécie de "assobio" que se ouve na expiração), que pode ser um sinal de bronquiolite, causa frequente de internamentos, particularmente em crianças pequenas.

Publicidade

3. Casa limpa

Mantenha a casa limpa para evitar acumulação de pó, que agrava os sintomas das alergias. Se possível, evite tapetes e móveis com tecidos. Ao lavar a roupa, lembre-se que os ácaros não sobrevivem a temperaturas superiores a 60 graus. Na hora de a estender para secar, se for na rua, faça-o de noite. Se tiver plantas no interior de casa, deve cobrir a terra dos vasos com gravilha, para evitar a formação de bolores que podem desencadear uma crise alérgica.

4. Não abra as janelas

Esta é fácil. Se há pólenes no ar, não se ponha a arejar a casa que ainda acabam todos lá dentro. Para arejar as divisões, pode utilizar o ar condicionado, mas certifique-se que este tem o filtro adequado e que é limpo periodicamente. O mesmo se aplica a viagens de carro. Feche as janelas, especialmente de manhã, entre as 06.00 e as 10.00, e ao fim do dia, entre as 18.00 e as 22.00 (as horas críticas dos pólenes).  

Publicidade

5. Não coma fast food

Há alimentos a evitar: o sistema imunitário não lida muito bem com alimentos processados, que podem criar inflamação e problemas metabólicos que agravam a inflamação já causada pelas alergias. Vai daí, a recomendação é que entre na onda saudável e prepare já caminho para o Verão. A solução pode passar por alimentos ricos em vitamina C (o ananás é uma das melhores fontes de bromelina, uma enzima que alivia a congestão nasal e a irritação) e ácido fólico (leguminosas e os produtos hortícolas verdes escuros, como os brócolos, agrião ou espinafres), que reduzem a inflamação associada às reacções alérgicas.

6. Faça exercício físico ao pé do mar

Está com tosse, pingo no nariz e irritado e só lhe apetece enfiar-se na cama? “O exercício físico, se não for em excesso, beneficia tudo”, diz o alergologista Pedro da Mata. Vá correr ou caminhar junto ao mar. Mas não nas horas de maior polinização.

Viva a Primavera

  • Coisas para fazer

A lista com sugestões de actividades ao ar livre não o vai deixar ficar curvado sobre si mesmo no sofá. Só precisa de saber conjugar os verbos caminhar, pedalar, descobrir ou esplanadar – depois fica com a agenda preenchida, em qualquer estação do ano.

  • Coisas para fazer

Se por um lado Lisboa esteve em guerra com taggers com pouco talento para a coisa – e que fazem questão de espalhar assinaturas por tudo quanto é sítio –, por outro a cidade é cada vez mais um museu a céu aberto de belíssimas obras de arte urbana. Embarque connosco num passeio alternativo pela cidade.

Publicidade
  • Compras
  • Floristas

Para ajudar a resolver o problema da falta de tempo para ir escolher o bouquet mais bonito, há serviços de entrega de flores ao domicílio prontinhos a ajudarem (abençoados motoboys). Há opções singelas, mais em conta, ramos com flores secas e outras de todas as cores e feitios que impressionam qualquer um, independentemente da efeméride.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade