Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Cinco obras de arte pública para ver em Chicago

Cinco obras de arte pública para ver em Chicago

Ande pela cidade e vai encontrar de tudo, desde uma estátua de Picasso a murais de cores vibrantes. Temos cinco dicas sobre a arte pública mais cool de Chicago

Cloud Gate, Millennium Park, The Bean
Photograph: Courtesy CC/Flickr/Vincent Desjardins
Publicidade

Pode (e deve!) visitar alguns dos melhores museus de arte em Chicago, mas a sua busca pela oferta cultural da cidade não deve ficar por aqui. Passeie pelas ruas e dará de caras com esculturas de Picasso e Calder no Loop (como é conhecido o centro financeiro), uma colecção de murais em constante mudança em Pilsen e o Flyboy, de Hebru Brantley, a passear-se por cartazes e paredes em todo o lado. Há mais arte pública em Chicago do que aquela que consegue ver num dia, por isso criámos uma lista com os destaques que pode descobrir em qualquer altura do ano — e grátis!

Recomendado: Porta de Embarque Time Out: Chicago

Cinco obras de arte pública para ver em Chicago

Skylanding de Yoko Ono
D.R.

Skylanding de Yoko Ono

Erguido no local de um antigo pavilhão construído pelo governo japonês para a Exposição Mundial de 1893 (e que foi destruída por um incêndio em 1946), o Skylanding foi projectado pela activista e artista Yoko Ono. Com as suas 12 pétalas de lor de lótus metálicas assentes no Jardim da Fénix de Jackson Park, a escultura é um símbolo da paz. A instalação é acompanhada por um website personalizado, onde os visitantes podem gravar desejos para o futuro.

Photograph: Jaclyn Rivas

Os murais de Hebru Brantley

Se Chicago estivesse à procura de uma mascote oficial, bem podia conceder o título ao Flyboy, uma criação do artista de Bronzeville Hebru Brantley. Em Uptown, encontra um Flyboy gigante a percorrer o Broadway Bank Building. Na zona sul, há um numa parede com vista para a estação Roosevelt, enquanto que, na estação McCormick Place Green Line, existem várias versões alinhadas na plataforma. Brantley gosta de se referir ao Flyboy como sendo a sua versão do Rato Mickey – em Chicago, ele é quase tão popular como o roedor da Disney.

Publicidade
Nine Dragon Wall
Photograph: Jaclyn Rivas

Muralha do Dragão em Chinatown

Do outro lado da rua do conhecido Portão de Chinatown pode ver-se a Muralha dos Nove-Dragões, inspirada numa peça semelhante de arte pública que está em Pequim, na China. Adornada com nove grandes dragões e 500 mais pequenos, a parede de cores vivas pretende simbolizar a sorte. O Museu Sino-Americano de Chicago diz que o muro também ajuda ao feng shui da área, afastando a má energia criada pela autoestrada I-55, que fica nas proximidades.

cloud gate, the bean, winter, millennium park
Photograph: Courtesy CC/Flickr/terren in Virginia

Cloud Gate (mais conhecido por The Bean)

A icónica escultura de Anish Kapoor (mais conhecida por “The Bean”/O feijão) tornou-se num cenário para festas de dança, é tema de centenas de memes do Facebook e continua a garantir inúmeros auto-retratos à conta da sua superfície espelhada. Em pleno Millennium Park, o Cloud Gate está constantemente cercado por multidões que se maravilham com a sua superfície brilhante e que aproveitam o reflexo para tirar fotografias ao horizonte distorcido. A sua popularidade é justificada e até mesmo os locais não resistem a andar por baixo dela para, assim, se verem reflectidos como num caleidoscópio.

Publicidade
picasso1x476
Photograph: Javet M. Kimble

Escultura de Picasso

Ninguém sabe o que Pablo Picasso tinha em mente quando criou esta escultura sem título, mas a obra acabou por se tornar numa parte importante do tecido cultural de Chicago. Encomendada pelos arquitectos do vizinho Daley Center, a escultura foi um presente para quem habita a cidade e, por isso, colocada na Daley Plaza. Rapidamente se tornou num dos “escorregas” públicos mais populares de Chicago. Não são raras as vezes em que  crianças (e alguns adultos) tentam desviar a sua base inclinada.

Dicas de viagem Time Out

Viagens

Seis coisas a não perder em Santorini

Não há nada como estar no topo de um dos penhascos coloridos de Santorini, na Grécia. Esta ilha é um dos destinos mais incríveis do mundo, e não o é apenas por ser uma enorme cratera de um vulcão. O cenário parece ter sido criado pelos deuses gregos: aldeias caiadas de branco coroam a ilha, todas com uma vista privilegiada a partir dos penhascos que mergulham no mar, campos de vinhas que desenham riscas ao longo da terra e praias de areia preta e vermelha que parecem de outro planeta. Há muito para exploradores, foodies e malta da cultura descobrir, desde sítios arqueológicos a locais para nadar e, claro, beber vinho maravilhoso e experimentar comida mediterrânica. 

Piscina dos Jameos del Agua
Photograph: Courtesy CC/Flickr
Viagens

Cinco razões para visitar Lanzarote

Fuja das zonas mais movimentadas como Playa del Carmen: Lanzarote é uma terra maravilhosa, árida e selvagem com muito por explorar. A bela ilha vulcânica das Canárias está repleta de cidades cheias de palmeiras, moradias caiadas de branco, praias, peixe fresco e cactos. Aqui encontrará o toque mágico e indelével do influente artista César Manrique em todo o lado — não só deixou várias casas fabulosas e atracções para visitar, como um legado que impede que todos os novos edifícios tenham mais de dois andares. Faça um passeio pelo norte e pelo interior da ilha e sinta a animada brisa boho de Lanzarote.

Publicidade
Viagens

Seis novos bares para visitar em Singapura

Inspire, expire: um voo com quatro dígitos não se marca de um dia para o outro, nós sabemos, mas Singapura vale mesmo a pena, por combinar o rebuliço cosmopolita com tradições ancestrais. Os bares, com as suas combinações inesperadas, figuram já na lista de melhores do mundo, e nós sugerimos seis pelos quais deve passar. Aproveite que o subsídio de férias está mesmo aí para apostar numa viagem de sonho e siga as dicas que estão aqui. 

Publicidade