Porta de embarque Time Out: Zagreb

A capital da Croácia tem a reputação de ser um destino divertido, excêntrico e bom para os copos. Eis como aproveitar a cidade ao máximo.
Por Justin McDonnell |
Publicidade

Todas as semanas levamos até si recomendações da nossa extensa família. Caso não esteja lembrado, a Time Out é de Lisboa mas é também de 107 outras cidades espalhadas pelo mundo. E isso faz de nós, provavelmente, a maior e melhor rede global de especialistas locais. Estas são as cinco coisas que não pode perder em Zagreb.

Porta de embarque Time Out: Zagreb

Escale uma montanha

Sljeme fica a apenas 20 minutos da centro da cidade. Tem uma altura de 1,033 metros e chega-se lá bem a pé, de carro ou de eléctrico. Escale até ao topo e beba uma cerveja, acompanhada por um estufado de feijão quentinho numa das barraquinhas de madeira que existem no pico. Mas cuidado: depois de uma refeição destas, descer pode custar tanto quanto subir.

Visite o museu dos corações partidos

O que é que um machado, uma torradeira, um gnomo de jardim e um saco de ecstasy têm em comum? Nada, poderá pensar. Mas são todos artefactos doados à atracção mais insólita de Zagreb, o Museum of Broken Relationships. Com as suas recordações de amores que não duraram, é uma viagem esclarecedora às emoções humanas. E se por acaso está de coração partido, anime-se ao ver como tudo corre mal com outras pessoas também. 

Publicidade

Vá a um concerto numa fábrica de medicamentos

Em Zagreb não falta animação nocturna. Um dos melhores spots da cidade é o Medika, uma antiga fábrica farmacêutica, hoje nas mãos de artistas, punks e músicos. Aos fins- -de-semana, as suas salas cavernosas atraem foliões de todas as faixas. A programação inclui filmes, concertos e exposições.

Coma štrukli

Faça fila na padaria mais próxima e compre štrukli. O filho do strudel austríaco e do borek turco, o štrukli é tão bom doce como picante, recheado de requeijão e natas, espinafres, abóbóra ou cerejas. Passe pelo La Struk e prove algumas das variações maravilhosas do clássico.

Publicidade

Beba rakia

Rakia é o primo mais sexy e frutado da grappa e a bebida tradicional dos balcãs. É altamente alcóolica e tem uma lista louca e interminável de sabores, incluindo mirtilo e anis, ao lado do ubíquo šljivovica (ameixa) e tavarica (uma mistura de ervas). Medica, uma variação com mel, é provavelmente a melhor. Mas fica o aviso: é doce como o néctar e escorrega igualmente bem.

Porta de Embarque Time Out

Viagens

Seis coisas a não perder em Santorini

Não há nada como estar no topo de um dos penhascos coloridos de Santorini, na Grécia. Esta ilha é um dos destinos mais incríveis do mundo, e não o é apenas por ser uma enorme cratera de um vulcão. O cenário parece ter sido criado pelos deuses gregos: aldeias caiadas de branco coroam a ilha, todas com uma vista privilegiada a partir dos penhascos que mergulham no mar, campos de vinhas que desenham riscas ao longo da terra e praias de areia preta e vermelha que parecem de outro planeta. Há muito para exploradores, foodies e malta da cultura descobrir, desde sítios arqueológicos a locais para nadar e, claro, beber vinho maravilhoso e experimentar comida mediterrânica. 

+ O que fazer em Santorini

Piscina dos Jameos del Agua
Photograph: Courtesy CC/Flickr
Viagens

Cinco razões para visitar Lanzarote

Fuja das zonas mais movimentadas como Playa del Carmen: Lanzarote é uma terra maravilhosa, árida e selvagem com muito por explorar. A bela ilha vulcânica das Canárias está repleta de cidades cheias de palmeiras, moradias caiadas de branco, praias, peixe fresco e cactos. Aqui encontrará o toque mágico e indelével do influente artista César Manrique em todo o lado — não só deixou várias casas fabulosas e atracções para visitar, como um legado que impede que todos os novos edifícios tenham mais de dois andares. Faça um passeio pelo norte e pelo interior da ilha e sinta a animada brisa boho de Lanzarote. Recomendado: Bares de Singapura

Publicidade
Cloud Gate, Millennium Park, The Bean
Photograph: Courtesy CC/Flickr/Vincent Desjardins
Viagens

Cinco obras de arte pública para ver em Chicago

Pode (e deve!) visitar alguns dos melhores museus de arte em Chicago, mas a sua busca pela oferta cultural da cidade não deve ficar por aqui. Passeie pelas ruas e dará de caras com esculturas de Picasso e Calder no Loop (como é conhecido o centro financeiro), uma colecção de murais em constante mudança em Pilsen e o Flyboy, de Hebru Brantley, a passear-se por cartazes e paredes em todo o lado. Há mais arte pública em Chicago do que aquela que consegue ver num dia, por isso criámos uma lista com os destaques que pode descobrir em qualquer altura do ano — e grátis! Recomendado: Porta de Embarque Time Out: Chicago

Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com