Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Os dez bairros mais cool no mundo

Os dez bairros mais cool no mundo

Com a ajuda de editores e especialistas locais, revelamos quais são os dez bairros em todo o mundo que tem mesmo de visitar

Neukoelln, Berlin
©Dagmar Schwelle
Por James Manning, Kate Wertheimer e Time Out editors |
Publicidade

Ninguém se quer sentir como um turista nos dias de hoje. Viajantes experientes querem viver a cidade como os locais, e isso significa olhar para além das vistas e encontrar os melhores bairros onde dormir, comer, beber e passear. Mas o que é que dá a uma zona da cidade este factor cool de que falamos? Foi essa a questão que tivemos de colocar quando começámos a classificar todos os bairros do mundo que entraram para a lista. E como a Time Out faz 50 anos, casámos uma coisa com a outra e chegámos aos 50 melhores bairros do mundo – descubra a lista completa aqui.

Para nos ajudar nesta tarefa, recorremos aos especialistas: editores e jornalistas da Time Out de todo o mundo, que conhecem as suas cidades como ninguém. Também perguntámos a mais de 15.000 pessoas em todo o mundo sobre os melhores (e mais sobrestimados) bairros nas suas cidades, no nosso City Life Index. Queríamos saber: há um burburinho sobre essa zona da cidade, com novos espaços a abrir? A maioria das pessoas poderia dar-se ao luxo de aqui morar? É um bom lugar para se ficar hospedado? E, mais importante que tudo, parece ser um lugar concorrido e com procura?

De seguida, debruçamo-nos sobre os números, discutimos entre nós e chegámos àquela que consideramos ser a lista definitiva dos melhores pontos culturais e gastronómicos do planeta – que é como quem diz, os sítios para se estar em 2018. Prepare-se para esta volta ao mundo.

Visitou um destes lugares? Partilhe a experiência no Instagram e identifique na fotografia o @TimeOutEverywhere e a hashtag #50nabes.

RECOMENDADO: Espreite os guias Time Out de mais de 300 cidades por todo o mundo.

Os dez bairros mais cool no mundo

1
Entre los 50 barrios más cool del mundo está Embajadores en Madrid
©Vanessa Rabade
Hotéis

Embajadores, Madrid

Madrid é capaz de ser a capital mais excitante do mundo actualmente, e Embajadores (no bairro de Lavapiés) é o seu bairro mais animado. Este é um lugar onde pessoas que vêm de perto e de longe convivem lado a lado, alimentando a vida cultural agitada que por ali se vive. No norte, a Plaza Tirso de Molina é território de floristas durante o dia, enquanto à noite se enche de jovens foliões em fila para entrar no Medias Puri, o sítio para se estar na noite madrilena. A sul ficam Tabacalera e La Casa Encendida, dois enormes centros culturais que se assemelham a embarcações transatlânticas que desembarcam no meio da cidade. Jante especialidades indianas servidas em cima de um pano florido, ou delicie-se com um maravilhoso tagine de cordeiro marroquino, por um preço absurdamente baixo. Vida nocturna e vida nas ruas, arte de rua e alta cultura, comida e pessoas de todo o mundo: em Embajadores, vai encontrar de tudo.

COMER Aos domingos, no mercado Rastro, vai dar com o Santurce cheio de esperançosos que aguardam a sua porção das famosas sardinhas deste bar.

BEBER Relaxe com um gin tónico na lendária Sala Equis, um antigo espaço para cinema de adulto que serve agora para se sentar e beber um copo.

FAZER Vá ver uma peça no teatro Art Deco, El Pavón-Kamikaze, e reserve algum tempo para beber algumas cervejas geladas no bar do teatro: um local badalado por si só.

DORMIR Poucos minutos a norte, o Hotel ME Madrid Reina Victoria domina o horizonte local com a sua torre iluminada dos anos 20. A vista do bar é espetacular.- Josep Lambies

 

2
Euljiro, Seul
©PixHound/Shutterstock.com
Coisas para fazer

Euljiro, Seul

O bairro de Euljiro, em Seul, ainda tem cheiro de tinta fresca quando passamos pelas suas ruas industriais. Composto principalmente por gráficas, armazéns e restaurantes de frango frito à moda antiga, Euljiro tornou-se o mais recente foco de bares secretos e cafés com pinta. O contraste é mais perceptível à noite, quando as gráficas estão a imprimir o jornal de amanhã e os jovens, que estão a par da moda, entram em armazéns aparentemente abandonados. Jante com ajeosshis (homens coreanos de meia-idade) num dos aclamados restaurantes de Euljiro e siga em direcção às luzes de néon para um copo depois do jantar – o melhor dos dois mundos.

COMER Um dos mais famosos restaurantes de frango frito na Coreia, Manseon Hof é especializado em frango frito com alho e pollack seco emparelhado com cerveja barata.

BEBIDA Enfeitado com sinais de néon e posteres de música indie, Seendosi, um favorito dos locais, está localizado no quinto andar de um armazém aparentemente abandonado. O prelúdio para chegar aqui inclui subir quatro lances de escadas ao escuro.

FAZER O aspecto deste bairro torna-o um excelente lugar para fotógrafos que procuram capturar um lado diferente de Seul. Agarre na câmara e divirta-se com os becos sombrios e luzes de néon.

DORMIR A 15 minutos a pé de Euljiro, o Amass Hotel é um hotel boutique impecável perto do Palácio Changdeokgung, com uma terraço deslumbrante. —Hahna Yoon

Publicidade
3
Nueva Villa de Aburrá, Medellin
©Pedro Alvarez Espinosa

Nueva Villa de Aburrá, Medellin

A oeste das zonas mais populares de Medellín, os roqueiros, punks e metaleiros da cidade prosperam na Nueva Villa de Aburrá. É o lar de La Villa, uma praça em forma de ferradura que se transforma diariamente de um imponente calçadão para uma paragem obrigatória para jovens amantes da música. Com uma história marcada por protestos políticos pacíficos, Nueva Villa de Aburrá estabeleceu-se como um bairro de amor livre e envolvimento político-social, bem como um lugar que celebra novas tradições, como os seus festivais anuais de molho picante e música eletrónica, desafiando as expectativas externas de daquilo que seria a vida na Colombia.

COMER Saia de La Villa, passando por um verde montanhoso perfeito para um piquenique, com estátuas e jovens que treinam esgrima, para apreciar as interpretações vegan e vegetarianas, feitas com produtos locais, no Vegarden.

BEBER Se não quer esperar na fila das lojas Seven and Eleven em La Villa para provar cervejas artesanais alemãs, guaro e rum, espreite antes o Bar Valhalla para apreciar música ao vivo estrondosamente intimista, acompanhado de umas grandes canecas de cerveja local.

FAZER Fugir da chuva no centro comercial Los Molinos, onde são montados espectáculos mensais (parques de diversões de dinossauros, concursos de gladiadores, concursos de super-heróis e carrosséis de cisnes saídos de um conto de fadas) que dão um toque de extravagância à vida da comunidade.

DORMIR O Hotel Belén Plaza, ao longo da linha MetroPlus, coloca-o a poucos minutos da acção sem o privar das restantes maravilhas desta cidade. —Maggie Clark

4
Metaxourgeio, Atenas
©Stelios Kazazis, flickr.com/kazste17
Coisas para fazer

Metaxourgeio, Atenas

O outrora grande bairro de Metaxourgeio em Atenas estava há anos praticamente  abandonado, mas agora um esforço colectivo de artistas, activistas e voluntários de ONGs o bairro ganha uma nova vida. Os seus edifícios neoclássicos em ruínas estão enfeitados com murais de grande carga emocional, graças a artistas de graffiti locais. Bordéis com mau ar e locais apropriados sem autorização – lembretes trágicos da desaceleração económica que durou uma década – lentamente deram lugar a bares e tabernas com vida até altas horas da madrugada. O The Communitism Project, uma enorme mansão que está a ser restaurada por artistas locais e refugiados, é palco de exposições, exibições de filmes, workshops e festas; está encapsulado aqui a energia e a capacidade criativa dos jovens atenienses de construir algo a partir do nada. Metaxourgeio é um bairro que está nessa fase mágica e transitória onde parece que qualquer coisa pode acontecer de seguida.

COMER Sente-se numa mesa ao ar livre em Seychelles e desfrute de comida grega e saborosa num edifício do século XIX.

BEBER Beba um cocktail sentado debaixo de uma das enormes árvores do lado de fora do bar Blue Parrot.

FAZER Passe pelo LaTraac, uma área de skate só para adultos que se transforma num dos sítios com mais pinta da cidade ao anoitecer, graças a um bar ao ar livre e à presença regular de DJs.

DORMIR A vizinhança ainda não está desenvolvida o suficiente para abrigar hotéis modernos - experimente a bonita pousada Quinta, na vizinha Exarchia. —Jessica Bateman

Publicidade
5
árvore do jardim do principe real
Fotografia: Manuel Manso
Coisas para fazer

Príncipe Real, Lisboa

Com restaurantes, bares, lojas e galerias de arte por todo o lado, o Princípe Real está claramente a tentar subir ao trono. Beba um copo num dos seus muitos bares, faça compras nas lojas com mais pinta (uma delas, a Vintage Department, tem um urso polar empalhado e pronto para o cumprimentar), divirta-se numa das noites mais coloridas da cidade (o Príncipe Real é o bairro mais gay de Lisboa) e reabasteça-se nos restaurantes mais badalados da cidade, desde tapas ao ceviche. Até pode contar com uma fatia da vida de campo todos os sábados, quando a feira orgânica enche um dos lados do jardim com pequenas barracas e os vendedores até podem contar com clientes regulares.

COMER É difícil planear uma refeição na zona sem pensar na pizzaria ZeroZero e no seu forno a lenha.

BEBER Uma clientela fiel chega ao Cinco Lounge para relaxar em sofás baixos e saborear algumas das 100 bebidas oferecidas. Peça um bourbon de Madagáscar com vodka de baunilha e abacaxi fresco.

FAZER Vá às compras à Embaixada, uma loja que vende peças de design e obras de arte portuguesas. A loja está num palácio do século XIX - nada de especial.

DORMIR O hotel Memmo Príncipe Real fica no cimo de uma colina e oferece vistas impressionantes da paisagem urbana, tanto do bar no terraço como das varandas dos quartos. —Ágata Xavier

OS LOCAIS DIZEM "É um bairro tradicional português que reflecte a sensação cosmopolita de Lisboa, com espaços verdes, mercados, lojas e novos restaurantes, bem como creches e escolas."

6
Strasbourg-Saint-Denis, Paris
Coisas para fazer

Strasbourg-Saint-Denis, Paris

Berço histórico das comunidades curda e indiana de Paris, o Strasbourg-Saint-Denis tem um estilo único: uma bagunça brilhante e surreal. Cafeterias com colheres gordurosas estão lado a lado com os restaurantes gourmet mais modernos e alguns dos estabelecimentos mais antigos da cidade, como a Brasserie Julien, classificada como monumento histórico. No La Mano, DJs e artistas ao vivo põem desde salsa a nu-disco a tocar, e a clientela é tão eclética quanto a banda sonora. Apenas em SSD poderá passear pelos bares por €4 e divertir-se simultaneamente com a realeza do hip-hop ou com os boêmios da velha escola.

COMER Amantes da pizza, o Da Graziella é o Santo Graal que procuram: um forno a lenha, art nouveau nas paredes e aquela grande especialidade de Nápoles: a pizza fritta!

BEBER Atrás de uma fachada decrépita e uma camada de pósteres de uma polegada de espessura, esconde-se um dos melhores e mais modernos bares de cocktails de Paris: o Le Syndicat. Os seus cocktails criativos são feitos com 100 por cento de álcool francês!

FAZER Passeie pelos acessórios, livros e marcas de moda (Homecore, Laurence Airline, Stussy e marca local Saint-Denis) na loja Saint-Denis.

DORMIR O Hôtel Grand Amour é um anti-palácio moderno, projectado pelo grafiteiro francês André, com toques exclusivos da contracultura parisiense e produtos Hermès na casa-de-banho. O melhor de tudo é que os preços são razoáveis. —Houssine Bouchama

OS LOCAIS DIZEM 'Existem bares e restaurantes para todos e para todos os orçamentos. O ambiente muda consoante o dia da semana e a hora do dia. Popular, descontraído e moderno - é o sítio ideal para se encontrar com os amigos.

Publicidade
7
Neukoelln, Berlin
©Dagmar Schwelle
Coisas para fazer

Neukölln, Berlim

Neukölln é o caldeirão em constante ebulição e desenvolvimento no coração de Berlim. Olhe além dos grafitis e da sujidade e encontrará um bairro em constante reinvenção. O que antes era abandonado é transformado em novo, passando de espaço abandonado ao mais recente bar cheio de fumaça, café vegan ou galeria – tudo feito de forma independente. Na Wesserstrasse, bares como TiER e Ä servem arte, espectáculos e bebidas para uma secção transversal da sociedade de Berlim. Em Maybachufer, os moradores relaxam pelos canais e vagueiam pelo mercado turco. É um bairro que vive na sua própria originalidade.

COMER Paulinski Palme está a construir grandes coisas em Rixdorf, com pratos Thüringen tradicionais simples mas sublimes e uma carta de vinhos sofisticada, mas sem grandes complicações.

BEBER Faça como os locais e passe o domingo a beber e a dançar ao som de música electrónica em Griessmuehle, uma antiga fábrica com pistas de dança, móveis improvisados e um incrível jardim com vista para o canal.

FAZER Quando a paisagem urbana começar a cansar, dirija-se a Tempelhofer Feld, um vasto aeroporto reivindicado pelos cidadãos de Berlim como um parque gratuito para todos.

DORMIR Passe pelas portas de uma antiga fábrica nem Hobrechtstrasse e entre na Hüttenpalast. São 600 metros quadrados de uma insanidade urbana ao ar livre, repleta de caravanas antigas cuidadosamente restauradas para dormir a partir de apenas 70 euros por noite. —Duncan Madden

OS LOCAIS DIZEM: "Há tantas escolhas em cada esquina".

8
Yanaka, Tokio
©Eakkarat Rangram/Shutterstock.com
Coisas para fazer

Yanaka, Tóquio

Yanaka em Tóquio é cool, mas de uma forma despretensiosa. Os visitantes são frequentemente cativados pela sua atmosfera antiga, mas mais recentemente uma nova energia criativa tem trazido nova vida às suas ruas e prédios, sem alterar a sua composição arquitetónica do velho mundo. Workshops artesanais e galerias de arte moderna coexistem com templos e santuários elegantes, e encontrará também alguma da melhor comida da cidade aqui. Mesmo ao lado do centro turístico frenético de Ueno, Yanaka permanece tranquila. É uma área confortável com a sua natureza introspectiva, reservando os seus encantos apenas para aqueles que estão por dentro deste segredo.

EAT Himitsudo é uma instituição de gelo raspado (sim, isso mesmo) e uma visita obrigatória no seu passeio kakigori por Tóquio. O menu muda diariamente, com coberturas sazonais.

BEBER Prove cervejas artesanais locais no Yanaka Beer Hall. Faz parte de um complexo maior que também abriga um café-padaria, bistrô e espaço para eventos.

FAZER A galeria de arte moderna Scai The Bathhouse tem exposições de vanguarda de artistas locais e internacionais numa antiga casa de banhos bem conservada, com mais de 200 anos.

DORMIR O exclusivo hotel Hanare encoraja-o a abraçar o estilo de vida local, começando pelos seus quartos de estilo tradicional equipados com piso de tatami e futons confortáveis. —Time Out Tokyo Editors

Publicidade
9
Highland Park, Los Angeles
Viagens

Highland Park, em Los Angeles

O bairro arborizado e discreto do nordeste de Los Angeles abandonou a sua antiga atmosfera de zona para beber copos. Agora, é uma zona com óptimos sítios para beber cocktails, que levaram Highland Park à distinção de zona de Los Angeles com a vida nocturna mais emocionante e em mais rápida evolução. Embora York Boulevard tenha estado bastante animado com pubs gastronómicos por um tempo, a recente chegada de cafés vegan, dumplings em quantidade limitada e uma pizzaria de pedigree transformaram Figueroa Boulevard num luxuoso destino gastronómico.

COMER O Otoño está entre as paragens obrigatórias de Los Angeles, graças à inovadora variedade de tapas espanholas da chef Teresa Montaño, que inclui a paella de vegetais do mercado de vendedores locais.

BEBER Vá ao Highland Park Bowl, um salão dentro da pista de bowling mais antiga de Los Angeles. Tem carácter de sobra com os seus cocktails doces e clássicos e pistas de estilo steampunk.

FAZER bandas da zona ocidental da cidade, cantores e compositores de culto e sets de stand-up inesperados de Dave Chappelle juntam-se todos no Lodge Room, uma sala de concertos íntima hospedada dentro de uma antiga loja maçónica.

DORMIR Embora Highland Park não tenha hotéis tradicionais (por enquanto), encontrará Airbnbs para alugar em belas casas tradicionais e chalés aconchegantes nas colinas. —Michael Juliano

OS LOCAIS DIZEM "Os incríveis restaurantes e coisas para fazer são acessíveis a pé e são mais ecléticos e não tão arrogantes quanto outras partes de Los Angeles."

10
Fitzroy Melbourne
©Graham Denholm
Viagens

Fitzroy, Melbourne

Outrora um subúrbio da classe trabalhadora a norte da zona empresarial central de Melbourne, Fitzroy tornou-se o paraíso artístico da cidade. Melbournianos na moda vêm aqui para comprar roupas de marca, desportivas ou vintage, discos e outros achados estranhos e peculiares; arte de rua nova e interessante aparece como por magia nas paredes deste subúrbio; e os melhores chefs e bartenders da Austrália (além de novatos com um sonho) abrem novos restaurantes, cafés e bares a um ritmo que quase parece semanal, de espaços vegan como Smith & Daughters e Red Sparrow Pizza ao George’s Bar cujo tema é a personagem de Seinfeld, George Costanza.

COMER Fitzroy é a casa do mundialmente famoso Lune Croissanterie, que produz alguns dos melhores croissants fora de França.

BEBER Este é o bairro onde poderá encontrar alguns dos melhores bares de Melbourne, incluindo o Bar Liberty: vendedor do prémio Bar do Ano de Melbourne nos Time Out Bar Awards de 2018.

FAZER No mercado de fim-de-semana Rose Street Artists’ Market, descubra roupa, joias, quadros, esculturas e peças de design, tal como as pessoas que os fizeram.

DORMIR O dolorosamente moderno Brooklyn Arts Hotel é uma mansão boêmia com o tipo de charme eclético que esperávamos de uma casa partilhada entre amantes do vintage. —Cass Knowlton

OS LOCAIS DIZEM "Adoro a sensação boêmia deste lugar, a arquitectura eclética, a arte de rua e os cafés e restaurantes, além da mistura entre o antigo e o novo. É óptimo para uma cerveja fora do comum, um copo de vinho, cocktails ou uma noite de dança”.

Viaje pelo mundo Time Out

Viagens

Os cinco melhores mercados de Londres

Já existem mercados em Londres desde pelo menos a Idade Média - e felizmente para nós, com o tempo inconstante desta cidade, alguns deles são cobertos. Os gostos mudaram-se ao longo dos tempos e agora os mercados de Londres têm de tudo um pouco, desde agricultores e mercados de moda a uma série de mercados dedicados à comida de rua. Os mercados locais também são de se visitar, mas vamos dedicar-nos aos maiores e mais famosos mercados de Londres, por agora. 

Viagens

Os dez lugares mais bonitos de Madrid

Fala-se em lugares bonitos em Madrid e é em parques e jardins que se pensa, mas há muito mais para descobrir. Esta é uma selecção de lugares bonitos que merecem ser conhecidos numa visita a Madrid.

Publicidade
Sydney Opera House at night
Photograph: Creative Commons
Viagens

Os sete edifícios mais bonitos de Sydney

No que ao património arquitectónico diz respeito, Sydney nem sempre tratou bem os seus edifícios. Ao longo do tempo, a cidade nem sempre soube preservar os seus espaços , mas não nos podemos esquecer nunca que é aqui que fica um dos mais famosos edifícios do mundo. 

More to explore

Publicidade