Os dez lugares mais bonitos de Madrid

Edifícios históricos, jardins secretos, cafés escondidos, património cultural, mercados únicos. Estes são os cantos mais belos da cidade.

Fala-se em lugares bonitos em Madrid e é em parques e jardins que se pensa, mas há muito mais para descobrir. Esta é uma selecção de lugares bonitos que merecem ser conhecidos numa visita a Madrid.

Os dez lugares mais bonitos de Madrid

Torre miradouro no El Retiro

Torre miradouro no El Retiro

De certeza que já reparou na torre que há junto ao lago grande do El Retiro. Trata-se de um monumento construído em 1887, em homenagem ao rei Afonso XII. O que talvez não saiba é que no cimo da torre há um miradouro, que acabou de reabrir portas, depois de 30 anos. Uma desculpa perfeita para contemplar Madrid das alturas.

Desert City

Desert City

Madrid tem o seu próprio deserto. Melhor dizendo, o seu jardim paisagístico experimental com um viveiro biotecnológico, todo muito do século XXI. Um espaço com mais de cinco mil metros quadrados e mais de 400 espécies exóticas, entre as quais se destacam os cactos.

Publicidade
Edificio Metrópolis

Edificio Metrópolis

A esquina da rua Alcalá com a Gran Via alberga um dos edifícios mais famosos (e bonitos) de Madrid. Foi inaugurado em 1911 pelo grupo La Unión y el Fénix, que o venderia nos anos 70 à seguradora Metrópolis, daí o seu nome actual. Vale a pena espreitar ao anoitecer e ver o edifício iluminado por mais de 200 focos.

La Neomudéjar

La Neomudéjar

Um antigo estaleiro ferroviário pertencente à estação de Atocha alberga La Neomudéjar, um centro de artes de vanguarda e residência artística internacional menos conhecido que outros espaços semelhantes, como La Tabacalera ou La Casa Encendida. Fora do circuito artístico convencional, procura dar saída a todo o tipo de disciplinas que habitualmente não entram nas galerias.

Publicidade
Mercado de San Miguel

Mercado de San Miguel

Escolha dos críticos

O mercado de San Miguel é o único mercado em ferro que chegou aos nossos dias e é um dos melhores exemplos de edifício histórico que se soube reinventar e adaptar-se aos tempos actuais, à imagem do Mercado de la Boquería de Barcelona. Alberga actualmente um grande “centro cultural culinário”, onde é possível realizar degustações, provas e comprar produtos frescos de qualidade.

Planetario de Madrid

Planetario de Madrid

Olhar para o céu de Madrid não é propriamente a melhor ideia para contemplar as estrelas. Felizmente há um espaço como o Planetário, um lugar óptimo para ver exposições temporárias sobre o sistema solar e para nos aproximarmos do cosmos.

Publicidade
Instituto Patrimonio Cultural de España

Instituto Patrimonio Cultural de España

É uma jóia da arquitectura de Madrid, mas ainda muito desconhecida. Esta construção em forma de coroa de espinhos é o Instituto Patrimonio Cultural de España, dedicado à conservação e restauro dos bens culturais do património histórico espanhol.

Real Jardín Botánico

Real Jardín Botánico

Escolha dos críticos

Mesmo ao lado do agitado Paseo del Prado e a sul do Museu do Prado, dentro deste sítio secreto, verde e luminoso, com mais de 30 mil plantas de todo o mundo, é fácil sentir que a vida da cidade ficou em suspenso.

Publicidade
Escuelas Pías de San Fernando

Escuelas Pías de San Fernando

Uma igreja meio destruída é actualmente uma das sedes da UNED (Universidad Nacional de Educación a Distancia). No bairro de Lavapiés, foi durante décadas um colégio das Escuelas Pías de San Fernando. Sofreu as consequências da Guerra Civil e só em 2004 é que se acabaram as obras de reabilitação que deram origem a uma bela biblioteca e um centro de estudos.

El Huerto de las monjas

El Huerto de las monjas

É um dos jardins secretos com mais encanto de Madrid. El Huerto de las Monjas esteve protegido pelos muros de um convento de freiras que o usavam como jardim. Chega-se a ele ao atravessar uma passagem de edifícios modernos no número 7 da Rua Sacramento. Em 1972 demoliu-se o edifício religioso, mas felizmente o jardim manteve-se intacto. No centro há uma pequena fonte. Não há nada tão relaxante como sentar-se num dos bancos a ouvir a água a correr.

Publicidade

Agência de viagens Time Out

Os cinco melhores mercados de Londres

Já existem mercados em Londres desde pelo menos a Idade Média - e felizmente para nós, com o tempo inconstante desta cidade, alguns deles são cobertos. Os gostos mudaram-se ao longo dos tempos e agora os mercados de Londres têm de tudo um pouco, desde agricultores e mercados de moda a uma série de mercados dedicados à comida de rua. Os mercados locais também são de se visitar, mas vamos dedicar-nos aos maiores e mais famosos mercados de Londres, por agora. De flores no Columbia Road Flower Market a comida gourmet em Borough, estes são os mercados a visitar em Londres. 

Ler mais
Por Nick Levine

Dez monumentos em Paris que tem mesmo de ver

A Torre Eiffel, o Arco do Triunfo, a catedral de Notre-Dame, o Louvre... Estamos de acordo, mas os monumentos obrigatórios em Paris não se ficam por aí. Dizemos-lhe dez monumentos que devia conhecer na capital francesa e que provavelmente, até agora, não estavam na sua lista de prioridades. E não somos nós que dizemos, é a Time Out Paris.

Ler mais
Publicidade

Oito lugares a não perder em Barcelona

Dizemos-lhe oito lugares a não perder em Barcelona, mas a lista completa da Time Out Barcelona contempla 50 paragens obrigatórias. É difícil fazer uma lista com todos os monumentos (museus, parques, praças, jardins, achados arqueológicos, edifícios reconhecidos, mercados...) que uma cidade tem. Mas os nossos colegas de Barcelona fizeram um esforço para nos darem os lugares imprescindíveis, tanto para turistas como para todos os que vivem na cidade. 

Ler mais
Por Erica Aspas

Comentários

0 comments