Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Como ajudar o seu bar preferido enquanto as portas continuam fechadas
A Paródia, Bar, Vintage, Cocktails
©Manuel Manso A Paródia

Como ajudar o seu bar preferido enquanto as portas continuam fechadas

Eis algumas maneiras de ajudar os bares que tantas noites o animaram, com vouchers para usar quando reabrirem.

Por Clara Silva
Publicidade

Numa entrevista à rádio TSF, o primeiro-ministro António Costa afirmou que "se for necessário, iremos passar um Verão sem discotecas e bares" e o sector vê o seu futuro incerto. Cada vez mais bares e discotecas vendem vouchers de cocktails para consumir quando reabrirem portas. Há campanhas de crowdfunding a decorrer e espaços que se safam como podem, a levar bebidas a casa. Por enquanto apenas os estabelecimentos com licença de café e restauração estão a funcionar. Reunimos oito bares que estão a pedir ajuda. Eis algumas maneiras de responder aos pedidos de auxílio dos sítios que tantas noites o animaram. 

Recomendado: Bares e restaurantes com cocktails ao domicílio

Ajude o seu bar preferido

Noite, Bar, Foxtrot
Noite, Bar, Foxtrot
©DR

Foxtrot

Bares Chiado/Cais do Sodré

Saudades de tocar à campainha do bar no Príncipe Real? O histórico Fox Trot, inaugurado em 1978, continua de portas fechadas e a fazer-nos suspirar pelo bife, pelos cocktails ou pelas noites a jogar snooker com amigos. O bar do mesmo fundador do Procópio, A Paródia e o Pavilhão Chinês está na nova plataforma Cocktailbooking.pt a vender vouchers de 10 e 20 euros já a pensar na reabertura. Os primeiros 500 comprados valem o dobro, para quem bebe e para os donos do bar.

anjos70, anjos
anjos70, anjos
Fotografia: Manuel Manso

Anjos70

Coisas para fazer Lisboa

Sem o habitual mercado, o Anjos70 (que regressa em Junho, com uso de máscara obrigatório), nos Anjos, fundou um mercado virtual, o Art & Flea Virtual, com produtos de lojistas e artistas que participavam habitualmente na feira. No início da pandemia, Catarina Querido, a responsável, criou também o Fundo de Apoio a Artistas de Lisboa, ainda activo no GoFundMe, para ajudar “músicos, DJs, actores, produtores, técnicos, staff de sala e bar”. De uma meta de 50.000 euros, angariaram perto de 3000 mil.

Publicidade

Lounge

Noite Cais do Sodré

Este mês, o Lounge celebraria o seu 21.º aniversário com uma festa de um dia inteiro, com direito a concertos, DJ sets e até febras na grelha. Pela primeira vez, em 2020 não houve brinde. “Mantemos a esperança de festejar este aniversário à antiga, assim que possível”, escrevem na página de Facebook. “Pegar no sítio onde largámos, com mais ganas ainda.” Com as portas fechadas, abriram uma campanha no GoFundMe, We Will Dance Again, com perto de 3500 euros angariados.

Bar, Noite, Damas, Graça
Bar, Noite, Damas, Graça
©Inês Calado Rosa

As Damas

Noite Bares abertos de madrugada São Vicente 

O bar, sala de concertos e restaurante, na Graça, só consegue manter o restaurante aberto durante este período com take-away e entregas de petiscos, sobremesas e cocktails com uma taxa de 3,50€. O bar também aderiu à plataforma de vouchers CocktailBooking e planeia um novo “espaço comunitário para a sala de fornos”. “Passará a ser uma zona polivalente, com uma escola de música para todas as idades e um estúdio de gravação comunitário, de forma a que todos os músicos consigam partilhar a sua música com a maior qualidade possível e assim chegarem mais longe.”

Publicidade
5A Club
5A Club
©DR

5A

Noite Princípe Real

Contamos os dias para voltar a dançar numa discoteca, mas, por enquanto, a pista de dança mais próxima é mesmo a sua sala de estar. O 5A, no Príncipe Real, nasceu em 2018, quando o proprietário, depois do fecho do Brownie, achou que fazia falta uma discoteca no bairro. Agora faz falta ajudar o clube. Por exemplo, com os vouchers disponíveis em preserve.pt, plataforma para salvar cafés, bares e restaurantes, que em breve se transformarão em bebidas.

A Paródia
A Paródia
©Manuel Manso

A Paródia

Noite Cafés/bares Estrela/Lapa/Santos

Se não pode ir ao bar, o bar vai até sua casa e ainda lhe leva gelo e copos se precisar. A Paródia, o pequeno bar em Campo de Ourique a funcionar desde 1974, viu-se forçado, tal como outros bares do país, a fazer entregas ao domicílio. Fora do bairro cobram uma taxa de entrega. Têm cocktails clássicos e de autor, entre os 9 e os 13 euros: uma óptima solução para estes tempos imprevisíveis. Em breve vão começar também a vender garrafas de destilados e infusões de 700 ml. As encomendas podem ser feitas todos os dias e a qualquer hora para encomendas@aparodia. com ou para o 96 233 2797.

Publicidade
Delirium Café
Delirium Café
©Duarte Drago

Delirium Café

Bares Bares Chiado

O bar de cervejas do elefante cor-de-rosa, no Chiado, a funcionar desde 2017, reabriu em Abril com serviço take-away e delivery. Às segundas, quartas e sextas, faz entregas de cerveja sem custos adicionais em Lisboa para compras a partir de 20 euros e tem acordos com a Uber Eats, Glovo e Zomato. Em 2019, o bar vendeu perto de 50 mil litros de cerveja. Este ano, e apesar dos seus 300 metros quadrados, ainda não há data de reabertura, mas há vouchers disponíveis em preserve.pt.

Liverpool, Bar, Noite, Lisboa
Liverpool, Bar, Noite, Lisboa
©Arlindo Camacho

Liverpool

Noite Cais do Sodré

A Rua Cor-de-Rosa, no Cais do Sodré, está irreconhecível e é um dos sítios em Lisboa mais afectados com o encerramento de estabelecimentos nocturnos. O Liverpool, um dos bares mais antigos da zona, aderiu à campanha de vouchers Juntos Voltamos Já, em voucher.sapo.pt, e tem vales disponíveis para consumir no bar – seis meses a partir da data em que o governo volte a reabrir estes espaços – entre 5€ e 100€.

Bebidas ao domicílio

pátio da cerveja
DR

Fazem-se entregas de cerveja ao domicílio em Lisboa

Bares

Deixe-se ficar no conforto do lar e beba uma cerveja artesanal. Fomos à procura das cervejeiras, lojas e restaurantes da cidade que fazem entregas ao domicílio ou que estão abertas para levar, e deixamos-lhe abaixo uma lista com tudo o que precisa de saber. 

Ladidadi Wines
Fotografia: Inês Félix

Entregas de vinho ao domicílio para que o copo nunca fique vazio

Restaurantes

Se precisar de beber para esquecer a pandemia, aconselhamos moderação mas não julgamos. Compreendemos. Faça-o é com vinho do bom. Pequenas lojas e wine bars fecharam as portas ao público, de acordo com as directrizes do Governo, mas estão a fazer entregas de vinho ao domicílio para garantir que nada lhe falta no momento do apocalipse. Vinhos naturais ou convencionais, brancos, rosés ou tintos, para encher o copo sem medos e brindar à nossa saudinha e da nossa família. Fique em casa mas não deixe o copo esvaziar. 

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade