7 coisas incríveis que aconteceram debaixo da chuva e que queremos aproveitar na Primavera

Você: 1) não deu por isso, porque foram uns meses de hibernação e séries; 2) percebeu logo que isto eram boas coisas para guardar para a Primavera e os dias de sol e mangas arregaçadas.
quiosque cais do sodré
Fotografia: Manuel Manso
Por Mariana Correia de Barros |
Publicidade

Jardins e quiosques: a combinação perfeita para dias longos de Primavera e Verão. Alguns nasceram ao longo do último Inverno, quando estávamos distraídos a abrir e fechar o chapéu de chuva. Aproveite-os agora que a nova estação chegou. 

Recomendado: Primavera em Lisboa

7 coisas incríveis que aconteceram debaixo da chuva e que queremos aproveitar na Primavera

Palácio Baldaya

Reabriu o Palácio Baldaya

Em bom rigor, a notícia é do final do Verão de 2017 – e bem sabemos como ele foi quente. Mas só agora o Palácio Baldaya, em Benfica, está a funcionar a todo o vapor, com um cowork e uma biblioteca cheia de luz, espaços inaugurados em Fevereiro. Mais duas formas de aproveitar o incrível palácio, além das exposições que vão ocupando as várias salas e a um bonito jardim, muito tranquilo para se sentar a ler um livro ou pôr as crianças a correr.

Há também uma cafetaria com esplanada – já falámos no sol que aí vem? – para cumprir esse hábito tão português que é consumir um café e um bolo.

Estrada de Benfica, 701. 21 712 3000. Seg-Sáb 09.00-22.00, Dom 09.00-18.00

Coisas para fazer

Acabaram as obras do Campo das Cebolas...

icon-location-pin Santa Maria Maior

Estamos a ser simpáticos, convenhamos. Ainda não acabaram totalmente, já que o parque de estacionamento subterrâneo da EMEL ainda está por concluir. Mas o jardim do Campo das Cebolas já está renovado e a zona pedonal de acesso a Alfama deixa antever aquele que será um corredor de grandes enchentes assim que vierem as Festas de Lisboa.

Mais: a abertura da Cantina Zé Avillez e a breve inauguração de outros negócios, como a L’Éclair e o restaurante do chef João Sá, vão com certeza pôr a zona na moda nos próximos tempos.

Publicidade
jardim de santos
©Junta de Freguesia da Estrela

... e as do Jardim de Santos

Em Junho de 2017, depois de muitos lisboetas já terem virado as costas ao Jardim Nuno Álvares – a.k.a. Jardim de Santos – o gradeamento em volta do espaço fechou-se de vez. Esteve em obras Março e reabriu com o espaço verde 100% requalificado.

Pode ir com os miúdos ao parque infantil, estender uma toalha de piquenique na relva ou saudar a estátua do jornalista e escritor Ramalho Ortigão.

Aberto das 08.00 às 20.00

Quiosque Acaso, Biblioteca Palácio Galveias

O Palácio das Galveias ganhou um quiosque

A incrível biblioteca do Palácio Galveias reabriu em Junho e, uns meses depois, já a meio do Outono, nasceu o Acaso, o quiosque do palácio. O sítio certo para beber café, ler as notícias em sossego e sentir-se um nobre do século XIX.

Em breve vai ter novos menus, uma agenda cultural que será combinada com a biblioteca e talvez um horário mais alargado nos meses quentes. Até lá, porém, as janelas do quiosque continuam abertas, a esplanada montada e a máquina de café ligada. As condições perfeitas para o aproveitar num dia de sol.

Campo Pequeno, 57A. Seg-Sáb 10.00-19.00 (poderá mudar em breve)

Publicidade
parque fonte das avencas
Fotografia: Manuel Manso
Atracções, Parques e jardins

A Amadora ganhou um pulmão

icon-location-pin Grande Lisboa

Chama-se Fonte das Avencas, tem perto de cinco hectares e é o novo parque florestal da Amadora.

A história remonta a 2014, quando a Câmara Municipal da Amadora comprou a propriedade da Fonte das Avencas, uma mancha florestal que estava ao abandono, e decidiu transformá-la num parque urbano.

É possível usar os trilhos para caminhadas, corridas ou passeios de bicicleta, usufruir dos bancos de jardim ou das zonas planas para piqueniques e, claro, entreter as crianças na zona de parque infantil.

Estrada Serra da Mira, 301 (Amadora)

quiosque cais do sodré
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes, Cafeteria

Abriu (finalmente) o Quiosque Cais do Sodré

icon-location-pin Cais do Sodré

As obras do Cais do Sodré já se varreram da memória dos lisboetas, mas o quiosque que ali foi colocado na altura, numa nova zona de calçada, demorou até ver a luz do dia. Abriu no início de Fevereiro, com gestão da empresa Quiosques Lisboa (à frente dos quiosques da Praça das Flores, Largo de Camões e Saldanha, entre outros) e trouxe para a beira-rio um leque de oferta que vai das saudáveis taças de açaí às reconfortantes tostas, dos pastéis de nata aos copos de ginjinha.

Cais do Sodré, Jardim Roque Gameiro. Seg-Sex 07.00-02.00

Publicidade
bicicletas gira

Lisboa ganhou a sua própria rede de bicicletas partilhadas

E os lisboetas passaram a odiar a EMEL um bocadinho menos. É que a tal rede de bicicletas partilhadas Gira, que arrancou oficialmente em Setembro no Parque das Nações e só no final do ano passado começou a expandir-se para outras zonas de Lisboa, pertence à EMEL.

Há bicicletas eléctricas e bicicletas clássicas, espalhadas por vários parques de Lisboa – apesar de por enquanto abranger apenas o Parque das Nações e a zona de Alvalade e Avenidas Novas, já com docas instaladas no Marquês.

O modo de funcionamento é simples: escolhe-se o método de pagamento na app Gira – se já é utilizador da ePark, o registo é o mesmo –, a partir de um valor diário de 2€, que deverá mudar em breve, diz o site da Gira; procura-se a doca mais perto e através da aplicação é possível saber quantas bicicletas estão disponíveis e, no caso das eléctricas, qual o nível de bateria; depois é só seleccionar a bicicleta na aplicação e apanhar a respectiva na doca; no final, devolve-se numa doca onde haja lugares (a app também informa) e termina-se a viagem na app.

Mais Primavera

Coisas para fazer

Sete corridas de Primavera em Lisboa

Não são só as alergias que a Primavera traz, com ela vêm também as corridas, aquelas para as quais treina todo o ano para agora cortar a meta depois de palmilhar uns bons quilómetros. Declaramos a abertura oficial da época dos dorsais, da roupa de licra e das barrinhas energéticas. 

Publicidade
Filmes

Uma Primavera cheia de filmes

Um filme de terror sul-coreano, um título português passado na I Guerra Mundial, um thriller dramático francês, o novo 'Star Wars' ou fitas de super-heróis (para nem falar dos filmes de animação que estão aí à porta!), há de tudo nesta selecção de estreias de cinema da Primavera. 

Publicidade