A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Sujamãos
Mariana Valle Lima

As novidades que tem de conhecer no Príncipe Real

Não param de abrir lojas, restaurantes e outros negócios no bairro. Para que não perca o fio à meada, listamos as novidades do Príncipe Real que abriram nos últimos tempos.

Escrito por
Joana Moreira
Publicidade

O Príncipe Real é um dos bairros mais cool de Lisboa e isso vê-se na oferta variada e no rodopio de aberturas de lojas, restaurantes e outros negócios que vale a pena conhecer. Tudo acontece a um ritmo difícil de acompanhar, por isso corremos porta a porta para lhe trazer as novidades mais recentes desta zona da cidade, dos espaços com as melhores iguarias às lojas e livrarias que se tornam obrigatórias no roteiro para quem por ali passa. Está tudo aqui, para que não se perca rua acima, rua abaixo.

Recomendado: Descubra aqui o melhor do Príncipe Real

As novidades que tem de conhecer no Príncipe Real

  • Bares
  • Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Cinco anos depois de ter aberto na Rua do Alecrim, a Garrafeira Imperial mudou-se para o Príncipe Real, para o espaço onde em tempos estava o restaurante Pão à Mesa (e antes ainda um antiquário). Esta loja forrada a garrafas pretende desmistificar o mundo dos vinhos, mostrando que é possível comprar nas garrafeiras a preços acessíveis. À entrada da loja, mesmo ao lado da porta, há até uma ardósia com algumas das promoções em vigor.

  • Compras
  • Livrarias
  • Chiado/Cais do Sodré

Amiga da economia circular e da sustentabilidade, a livraria Stuff Out começou por ser uma plataforma de venda de livros em segunda mão online, mas ganhou um espaço físico, aberto ao público no Príncipe Real. A primeira loja da Stuff Out não só acolhe cerca de três mil títulos de diferentes géneros literários, como também conta com uma área dedicada à leitura, que convida os leitores a sentarem-se e a estarem, sem pressa.

Publicidade
  • Compras
  • Floristas
  • Chiado/Cais do Sodré

No início da pandemia fecharam a loja que tinham na Embaixada, no Príncipe Real, mas o negócio de Priscila Alves Ribeiro continuou firme, primeiro num ateliê privado e depois numa nova loja com porta para a rua. Saem bem as caixas com flores, sobretudo para oferta, mas qualquer pedido é bem recebido e feito com todo o cuidado, com flores frescas ou secas. É preciso estar atento às redes da Embaixada das Flores, que é lá que Priscila vai anunciando as novidades e os workshops que também lhe ocupam a agenda, onde ensina a criar arranjos e a enquadrá-los na decoração. 

  • Restaurantes
  • Princípe Real

O sítio é pequeno e quase passa despercebido, não fosse um cartaz na Rua da Escola Politécnica com o nome que chama imediatamente à atenção, “Sujamãos”, e logo abaixo a exclamação: “É do cachaço!”. Virando o olhar para onde aponta, para a Rua do Monte Olivete, avista-se a pequena esplanada. A carta é pequena e não tem que enganar: para comer há apenas sandes de cachaço, croquetes de cachaço e sopa. E o difícil, provavelmente, vai ser ficar-se apenas por um croquete e uma sandes, de tão gulosos que são.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Vegetariano
  • Princípe Real

Healthy V. instalou-se na rua da Escola Politécnica para servir pequenos-almoços, almoços e jantares saudáveis, vegetarianos e maioritariamente vegan. Das propostas da chef Silvia Santos destacam-se pratos coloridos como a tartine de portobello assado, hummus, espinafres salteados e sementes tostadas; o hambúrguer de feijão encarnado com maionese vegan e redução de ananás; ou a bowl de beringela assada em miso e noodles de arroz.

  • Restaurantes
  • Cubano
  • Chiado/Cais do Sodré
  • preço 1 de 4

Aqui não há lugares sentados, só uns bancos à porta que podem dar jeito na hora de esperar pelo pedido – a ideia é que pegue na comida e vá, por exemplo, para o jardim do Príncipe Real. Sob a consultadoria de Maurício Vale, chef executivo do SOI e do Asian Lab, no Los Manolos há comida gulosa ao melhor estilo da street food de Miami, que tem tanto de americana como das comunidades que ali fizeram vida, em especial a cubana. Daí que um dos bestsellers seja precisamente a Cuban sandwich (11,50€), uma sandes em pão cubano com porco assado cítrico, fiambre de leitão, queijo suíço, pickles e mostarda. 

Publicidade
  • Compras
  • Mercearias
  • Avenida da Liberdade/Príncipe Real

O projecto inicial da jornalista de moda brasileira Adriana Bechara era abrir um “welcome & wellness center” que acolhesse viajantes no período pré e pós-check in, onde pudessem descansar tranquilamente, guardar as malas, fazer uma massagem antes de voltar a embarcar, por exemplo. Mas meteu-se a pandemia pelo caminho e foi altura de arregaçar as mangas. Ao café já previsto, juntou-se uma mercearia gourmet com uma curadoria de produtos artesanais, frescos e feitos em Lisboa, muitos de novos negócios que também surgiram durante a pandemia.

  • Restaurantes
  • Princípe Real

É raro haver quem nunca tenha ouvido falar de O Melhor Pão de Ló do Universo. Descoberto por Miguel Júdice na aldeia de Folgoso, na margem esquerda do rio Douro, o pão-de-ló da família Oliveira faz crescer água na boca só de se olhar para ele. Presença assídua em vários pontos da cidade, a sobremesa ganhou o seu próprio espaço com a abertura de um salão de chá e bolos no Príncipe Real, onde somos convidados a juntar às fatias diferentes extras como fios de ovos, frutos vermelhos, calda de chocolate, caramelo salgado, lemon curd ou gelado de pão-de-ló com ovos moles e praliné de amêndoas.

Mais bairros em Lisboa

  • Coisas para fazer

Não deixe esta colina entregue exclusivamente aos turistas. Reclame para si o melhor das mesas e dos destinos nocturnos da Graça e siga o nosso roteiro recheado com o melhor que este bairro guarda. 

  • Coisas para fazer

Clássicos de sempre e espaços que ainda cheiram a novo. Padarias, gelatarias e até um restaurante de choco frito. Mas há muito mais que comida. Com este roteiro vai querer estacionar num bairro onde o estacionamento continua tramado. 

Publicidade
Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade