Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Conheça os autocarros gratuitos das Juntas de Freguesia de Lisboa

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme sempre antes de sair de casa.

porta a porta
©Junta de Freguesia da Misericórdia Porta a Porta

Conheça os autocarros gratuitos das Juntas de Freguesia de Lisboa

Conheça os horários e percursos do Azulinho, do Sobe e Desce e dos Porta a Porta.

Por Renata Lima Lobo
Publicidade

Há cada vez mais formas de se deslocar na cidade. Nos últimos anos, a chamada mobilidade partilhada enraizou-se nos hábitos dos lisboetas, das trotinetas à bicicletas eléctricas, mas há opções que não pedem cartão de crédito. Nem um cêntimo. Em Lisboa há transportes públicos além metro e autocarros, que complementam a oferta, facilitam a mobilidade e ainda o fazem poupar dinheiro. São pelo menos quatro as freguesias em Lisboa, duas delas bastante centrais, que adoptaram um sistema de transporte gratuito nos seus territórios. E nem todas são apenas para os fregueses.

Recomendado: Lisboa vai ter uma nova rede de transportes no Tejo

Conheça os autocarros gratuitos das Juntas de Freguesia de Lisboa

sobe e desce
sobe e desce
Fotografia: Arlindo Camacho

Sobe e Desce

Não é muito prático optar pelos transportes públicos se, por exemplo, precisar de viajar entre o Jardim do Torel, na colina de Santana, e o Jardim Botânico, na Rua da Escola Politécnica. A pé demora pouco menos de 20 minutos, mas não há perna que aguente lidar com duas colinas numa e só viagem. Uma boa solução é o Sobe e Desce, o autocarro da Junta de Freguesia de Santo António, em funcionamento de segunda a sexta-feira, entre as 08.00 e as 13.00. Com partida e chegada do Largo de São Mamede, onde está localizada a sede da Junta, abre a porta a todos os que façam sinal de paragem durante o trajecto.

Percurso:
Largo de São Mamede - Rua do Arco de São Mamede - Rua de São Bento - Rua Nova da Piedade - Rua da Palmeira - Praça do Príncipe Real - Rua D. Pedro V - Rua de São Pedro de Alcântara - Rua das Taipas - Rua da Conceição da Glória - Praça da Alegria - Rua das Pretas - Rua do Telhal - Calçada do Moinho de Vento - Campo Mártires da Pátria - Rua Luciano Cordeiro - Largo da Andaluz - Rua de Santa Marta - Rua de São José - Rua das Pretas - Praça da Alegria - Rua da Alegria - Calçada Patriarcal - Praça do Príncipe Real - Rua da Escola Politécnica - Largo do Rato - Calçada Bento da Rocha Cabral - Rua São Francisco Sales - Travessa das Amoreiras - Praça Das Amoreiras - Rua das Amoreiras - Largo do Rato - Rua Alexandre Herculano - Rua Castilho - Rua Rosa Araújo - Rua Nova de São Mamede - Largo de São Mamede

azulinho
azulinho
©Junta de Freguesia de Alcântara

O Azulinho

Com horário mais alargado existe o Azulinho, o transporte gratuito da Junta de Freguesia de Alcântara. Circula de segunda a sexta-feira entre as 08.00 e as 17.30, mas é só para fregueses. Para andar de Azulino tem de solicitar o seu Cartão Alcântara que ainda lhe dá descontos em farmácias da freguesia, bem como em mais de 70 lojas do comércio tradicional de Alcântara.

Percurso:
Ida: Rua Artur Lamas (na paragem do 73B) - Travessa do Giestal, 50 - Rua Jau (no largo das escolas) - Rua Luís de Camões (73B) - Quinta do Cabrinha (duas vezes de manhã e três vezes na parte da tarde) - Rua dos Lusíadas, 10 - Rua Prof. Vieira Natividade (724) - Piscina do Alvito - Bairro do Alvito
Volta: Bairro do Alvito - Piscina do Alvito - Rua Prof. Vieira Natividade (724) - Quinta do Cabrinha (duas vezes de manhã e três vezes na parte da tarde) - Rua dos Lusíadas, 10 - Rua Luís de Camões (73B), Rua Jau (largo das escolas) - Travessa do Giestal, 59 - Rua da Junqueira (15E).

Publicidade
porta a porta
porta a porta
©Junta de Freguesia da Misericórdia

Porta a Porta

A Junta de Freguesia da Misericórdia tem não uma, mas duas carrinhas que fazem o percurso gratuito e por algumas das ruas mais centrais da cidade. É que o percurso é longo e ambas as viaturas partem da Praça Luís de Camões rumo às principais artérias da freguesia. E, à semelhança do Sobe e Desce, o Porta a Porta não tem paragens fixas, basta fazer sinal de paragem e qualquer pessoa pode subir a bordo. O Porta a Porta funciona de segunda a sexta entre as 07.30 e as 17.30 (com partidas a cada meia hora) e aos sábados de manhã, entre as 07.30 e as 12.30 (partidas a cada 50 minutos).

Percurso:
Praça Luís de Camões - Rua do Alecrim - Cais do Sodré - Avenida 24 de Julho - Praça Dom Luís I - Travessa do Carvalho - Rua de São Paulo - Rua da Moeda - Rua da Ribeira Nova - Travessa da Ribeira Nova - Largo de São Paulo - Rua de São Paulo - Calçada Salvador Correia de Sá - Rua de Santa Catarina - Travessa da Condessa do Rio - Calçada do Combro - Largo do Calhariz - Rua da Rosa - Rua Dom Pedro V - Praça do Príncipe Real - Rua do Jasmim - Rua de São Marçal - Rua da Cruz dos Poiais - Rua Caetano de Palha - Rua do Poço dos Negros - Calçada do Combro - Rua Marechal Saldanha - Rua Fernandes Tomás - Rua das Gaivotas - Largo do Conde Barão - Travessa do Cais do Tojo - Rua Cais do Tojo - Rua Boqueirão do Duro - Rua Dom Luís I - Rua da Ribeira Nova - Travessa da Ribeira Nova - Rua de São Paulo - Rua da Boavista - Largo do Conde Barão - Avenida Dom Carlos I - Rua Correia Garção - Rua de São Bento - Rua Nova da Piedade - Praça das Flores - Rua da Palmeira - Praça do Príncipe Real - Rua do Século - Rua João Pereira da Rosa - Rua Luz Soriano - Calçada do Combro - Rua Marechal Saldanha - Rua do Almada - Travessa do Cabral - Rua da Bica de Duarte Belo - Travessa do Sequeiro - Praça Luís de Camões

Nota: Para evitar o trânsito, a partir das 16.30 a Rua D. Pedro V é substituída pelo seguinte percurso: Travessa do Conde Soure - Rua Eduardo Coelho - Rua Ruben A. Leitão - Rua da Palmeira

porta a porta
porta a porta
©Junta de Freguesia de Santa Maria Maior

Porta a Porta

Tem o mesmo nome, mas este é de Santa Maria Maior, talvez a freguesia com mais pontos turísticos por metro quadrado. Mas aqui também mora gente (mais de dez mil pessoas) que aprecia uma boa boleia e são apenas os fregueses que podem viajar neste Porta a Porta. Funciona nos dias úteis, entre as 08.00 e as 18.00, com interrupção do serviço entre as 13.00 e as 14.00 para almoço e o percurso é repetido de hora a hora. Só é alterado se, por algum motivo, a via estiver interrompida ou se o autocarro for solicitado para um serviço mais urgente da Junta de Freguesia.

Percurso:
Rua Chão da Feira (Castelo) - Rua Bartolomeu de Gusmão - Largo dos Lóios - Rua de Santiago - Largo de Santa Luzia - Largo das Portas do Sol - Rua de S. Tomé - Travessa do Açougue - Calçada da Graça - Rua Voz do Operário - Calçada de S. Vicente - Cruz de Santa Helena - Largo do Outeirinho da Amendoeira - Largo do Outeirinho da Amendoeira - Campo de Santa Clara - Calçada do Cascão - Rua dos Remédios - Largo Chafariz de Dentro - Rua Terreiro do Trigo - Rua da Madalena - Poço do Borratém - Martim Moniz - Rua dos Cavaleiros - Rua dos Cavaleiros - Calçada da Mouraria - Rua Fernandes da Fonseca - Rua de S. Lázaro - Campos Mártires da Pátria - Rua Manuel Bento de Sousa - Rua de S. Lázaro - Calçada do Desterro - Rua da Palma - Martim Moniz - Rua dos Fanqueiros - Rua de S. Julião - Rua da Madalena - Largo Adelino Amaro da Costa - Rua do Regedor - Calçada Marquês de Tancos - Calçada Marquês de Tancos - Calçada Conde de Penafiel - Rua de S. Mamede - Rua da Saudade - Largo do Martinho - Rua do Limoeiro - Rua de Santiago - Largo do Contador Mor - Travessa do Funil - Rua Chão da Feira

Transporte-se

Eléctrico 24
João Barata/JFC

Os melhores passeios em transportes públicos

Coisas para fazer

Alguns transportes públicos servem também para lavar as vistas, desde que não viaje em hora de ponta, porque nesse caso só tem vista para o sovaco do passageiro do lado. E há muita vida (e espaço) para além do eléctrico 28. Nem sempre pensamos nos transportes públicos para passeios, mas a verdade é que tanto os autocarros como os eléctricos, comboios e até os barcos são uma óptima forma de conhecer Lisboa — não é por acaso que andam sempre cheios de turistas. Arme-se também num, pelo menos uma vez e ponha estes passeios na sua lista de coisas a fazer na cidade. 

Trotinetas
Duarte Drago

As opções de mobilidade urbana para passeios amigos do ambiente em Lisboa

Coisas para fazer

É caso para dizer: Lisboa soma e segue. Se em 2020 Lisboa é Capital Verde Europeia, em 2021 a cidade será a “capital da bicicleta" – escolhida para organizar a Velo-city 2021, promovida pela Federação Europeia de Ciclismo. São mais que muitas as razões para Lisboa se orgulhar de (pelo menos) tentar diminuir a pegada e optar por soluções de mobilidade urbana amigas do ambiente, e os sistemas partilhados têm sido a cereja no topo do alcatrão e da calçada para esta mudança. 

Publicidade
avenidas novas, ciclovia
Fotografia: Manuel Manso

Ciclovias em Lisboa. Só precisa de pedalada para percorrer a cidade

Coisas para fazer

Pedalar pela cidade já entrou na rotina de muitos lisboetas, e usar a desculpa das colinas da cidade para deixar as duas rodas estacionada em casa também caiu em desuso. Muito menos vale a pena dizer que não sabe onde arranjar uma bicicleta. Se é fã da partilha, não faltam soluções como as bicicletas da rede Gira e ainda mais ideias dentro do mesmo espírito, como é o caso das trotinetas que invadiram a cidade, igualmente amigas do ambiente. É certo que precisa de alguma pedalada para circular por Lisboa mas se precisa de incentivo extra, também se arranja. 

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade