Global icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Oito coisas para fazer no Dia do Trabalhador em Lisboa

Oito coisas para fazer no Dia do Trabalhador em Lisboa

Aproveite o feriado em Lisboa com estas oito coisas para fazer no Dia do Trabalhador
manel cruz
©DR
Por Raquel Dias da Silva |
Publicidade

No dia 1 de Maio de 1886, 500 mil trabalhadores saíram às ruas de Chicago, nos Estados Unidos, em manifestação pacífica, exigindo a redução da jornada para oito horas de trabalho. A polícia reprimiu a manifestação, dispersando a concentração, depois de ferir e matar dezenas de operários. Mas não se deixaram abater: quatro dias depois voltaram às ruas e foram novamente reprimidos, com manifestantes a serem presos. A opinião pública repudiou a acção da polícia e do Governo e, em 1889, o Congresso Operário Internacional, reunido em Paris, decretou o 1.º de Maio como o Dia Internacional dos Trabalhadores, um dia de luto e de luta. No ano seguinte, em 1890 os trabalhadores americanos conseguiram a redução de horário, mas a vitória é celebrada anualmente em Setembro. Em Portugal, o 1.º do Maio começou a ser festejado a partir de Maio de 1974, após a Revolução do 25 de Abril. Entre concertos, peças de teatro, workshops e corridas, não faltam ideias para celebrarem este Dia do Trabalhador em Lisboa. 

Recomendado: Coisas para fazer em Lisboa em Abril

Dia do Trabalhador em Lisboa

1 de maio
Fotografia: Manuel Levita
Desporto

38ª Corrida Internacional 1º de Maio

icon-location-pin Parque de Jogos 1º De Maio, Alvalade
icon-calendar

A Corrida Internacional 1º de Maio, uma prova de estrada com a distância certificada pela Federação Portuguesa de Atletismo de 15 mil metros, decorre como tradicionalmente no dia 1 de maio (feriado), com partida e chegada no Parque de Jogos da Fundação INATEL. O valor das inscrições é de 6€/participante, de 15 de Fevereiro até 7 de Abril, e de 8€/participante, de 8 a 24 de Abril. O levantamento de dorsais deverá ser feito dia 29 e 30 de Abril, das 16.00 às 19.00.

Coisas para fazer

Workshop Pastel de Nata vegan

icon-location-pin Centro de Inovação Da Mouraria, Santa Maria Maior
icon-calendar

A proposta é simples: aprender a fazer diferentes versões coloridas de pastel de nata à base de plantas. E depois provar e levar as receitas para casa, para replicar, claro está. Com um custo de 35€, este workshop – das 14.30 às 17.00 – faz parte da série “God save the Bacalhau”, da All You Need is Veg.

Publicidade
Coisas para fazer, Exposições

Exposição - LAPIS

icon-location-pin Galeria Beltrão Coelho, Grande Lisboa
icon-calendar

A Galeria Beltrão Coelho acolhe, até 3 de Maio, a exposição “LAPIS”, que em latim significa pedra, com obras do fotógrafo António Delicado, do escultor António Diogo Rosa e do ilustrador Luís Filipe Gomes. Com entrada gratuita, pode visitá-la de segunda a sexta-feira, das 9.00 às 12.30 e das 14.00 às 17.30.

Música, Portuguesa

Manel Cruz

icon-location-pin Cineteatro Capitólio, Avenida da Liberdade
icon-calendar

A alma inquieta de Manel Cruz já o levou a projectos como os Ornatos Violeta, Foge Foge Bandido, Pluto ou Supernada. E desde 5 de Abril que tem Vida Nova, o livro-disco de estreia em nome próprio deste cantor e compositor que também é um dos melhores artesãos de palavras e mais desafiantes autores da música portuguesa. A apresentação ao vivo, em Lisboa, está marcada para o primeiro de Maio no Capitólio, às 21.30. O bilhete tem um custo de 15€. 

Publicidade
Música

Metallica

icon-location-pin Estádio do Restelo, Belém
icon-calendar

Não há muitas bandas como os Metallica. Fundados por Lars Ulrich e James Hetfield no início dos 80s, foram um dos grandes nomes do thrash metal americano da década, e desde o iníco dos anos 90 que é neles que a maior parte das pessoas pensa quando pensa em metal. Ponto. Ao longo dos anos tentaram reinventar o seu som em mais do que uma ocasião, mas no mais recente álbum, Hardwired… To Self-Destruct (2016), optaram por recuperar a fúria thrash dos primeiros tempos.

Romeu e Julieta
©DR
Teatro

Romeu e Julieta

icon-location-pin Teatro da Trindade, Chiado
icon-calendar

Isto, mês sem Shakespeare, em Lisboa, não é mês não é nada. Portanto, com versão cénica e encenação de João Mota, recomenda-se esta peça, “considerada um arquétipo do amor juvenil, com as suas deslumbrantes paixões e os seus desgostos viscerais.” O espectáculo, marcado para as 21.00 no dia 1 de Maio, junta em cena (ao lado de Carlos Paulo, Manuela Couto, Hugo Franco, Luis Garcia, Guilherme Filipe, Maria Ana Filipe, Eduardo Breda, Rogério Vale, Gonçalo Botelho, Miguel Sermão, Diogo Tavares, Francisco Sales e Patrícia Resende) Bárbara Branco e José Condessa, dois jovens e particularmente prometedores actores, mais a música original de José Mário Branco, sob o cenário de António Casimiro e o desenho de luz de Paulo Graça. O bilhete custa entre 8 e 10€.

Publicidade
yto barrada
©Yto Barrada
Coisas para fazer, Exposições

Yto Barrada

icon-location-pin Gulbenkian, São Sebastião
icon-calendar

Yto é uma artista franco-marroquina que estuda o tema do passado colonial africano. Nesta exposição, mostra anotações, desenhos, fotografias e objetos que têm como ponto de partida a vida da etnóloga Thérèse Rivière, que nos anos 30 rumou à Argélia para estudar a etnia berbere Chaouis. Ao tema colonialismo junta a desigualdade de género e algumas histórias da sua família: como fotografias dos cadernos da avó (na imagem) que, analfabeta, criou a sua própria linguagem. 

Coisas para fazer

45 anos do 25 de Abril em Oeiras

icon-location-pin Vários locais
icon-calendar

No âmbito das comemorações da Revolução dos Cravos, Oeiras estará de portas abertas durante três meses, de 15 de Março a 26 de Maio, para celebrar a liberdade e a cultura portuguesa. A programação, criada pelo município em conjunto com o Gerador, é vasta e transversal e inclui um menu especial em vários restaurantes do concelho. Desde exposições a uma mostra de curtas-metragens, de ateliers a workshops artísticos e gastronómicos, há muito para ver, mas também para ouvir, com concertos que incluem nomes como Mike El Nite, Filipe Sambado e Joana Espadinha. Todos os eventos são gratuitos, incluindo os que requerem inscrição prévia. No dia 1 de Maio, poderá visitar a exposição Quando mudamos um país, ele muda-nos com ele”, no Centro Cultural Palácio do Egipto.

Antes de Maio, aproveite Abril

elevador da glória, eléctrico, elétrico, restauradores, ascensor,
Fotografia: Duarte Drago
Coisas para fazer

Coisas para fazer em Lisboa em Abril

O frio (pelo menos o severo) ficou para trás e a vontade de sair à rua começa a brotar, e olhe que a oferta cultural e gastronómica que a cidade lhe dá é bem capaz de responder ao que precisa para este tempo. Os dias são maiores e não sabe bem como os preencher, é por isso que está a ler isto, certo? Nós temos a receita secreta para ter sempre alguma coisa para fazer este mês em Lisboa, de concertos a exposições, passando por festas, mercados, teatro e cinema. Aproveite e viva a cidade ao máximo.

The Young Gods
© Mehdi Benkler
Música

Concertos em Lisboa em Abril

Com o Inverno já no retrovisor, há música da boa para ver e ouvir ao vivo nas principais salas da cidade. Vários artistas vão actuar em Lisboa em Abril, do rapper português ProfJam, que apresenta o álbum #FFFFFF no Capitólio, ao guitarrista e ex-Dire Straits Mark Knopfler, que vem à Altice Arena no fim do mês com álbum Down the Road Wherever, editado em Novembro do ano passado. Destacam-se ainda os regressos da brasileira Bebel Gilberto, dos veteranos do rock industrial The Young Gods ou de Peter Hook & Light a tocarem canções dos Joy Division e New Order. E não só.

Publicidade
Vista do Tejo e da Ponte 25 de Abril
Fotografia: Arlindo Camacho
Coisas para fazer

Os melhores eventos em Lisboa em Abril

"Em Abril, águas mil", diziam os antigos. Contudo, uma vista de olhos pelo resumo climatológico dos últimos anos atesta que isso nem sempre é verdade – ainda em 2017, Abril foi um mês "extremamente quente e extremamente seco", de acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera. E, faça chuva ou faça sol, há muitas e boas razões para sair de casa no chamado mês da Liberdade. Há peças para ver, exposições para descobrir, concertos para ouvir e caminhadas para fazer, como se pode perceber por esta lista de eventos em Lisboa em Abril.

More to explore

Publicidade