A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
jogos Majora
Majora

GAME ON: seis jogos portugueses para toda a família

Quando não há programa fora de casa, os jogos em família são sempre uma boa solução. Descubra estas seis novidades portuguesas.

https://media.timeout.com/images/105796494/image.jpg
Escrito por
Raquel Dias da Silva
Publicidade

Já estamos todos fartos de estar em casa, mas é preciso continuarmos firmes e fortes – e por cá acreditamos que os jogos de tabuleiro e cartas nos podem ajudar nessa missão. Felizmente, há uma indústria criativa nacional a crescer, que produz e exporta propostas inovadoras para toda a família. Por isso, as próximas recomendações são dessas editoras e autores, que valem a pena ter em casa e se podem encomendar online. Desde o Your Business City, para todos os futuros empreendedores, até ao clássico STOP!, reinventado pela também clássica Majora, sugerimos seis novidades portuguesas, todas lançadas em 2020, para provar que “o ano maldito” também nos trouxe coisas boas.

Recomendado: Jogos em família para um serão bem passado

GAME ON: seis jogos portugueses para toda a família

Para reunir pais e filhos à volta da mesa, mas sobretudo para aguçar o instinto de crianças e adolescentes, a Your Business, uma empresa portuguesa dedicada a desenvolver programas de apoio ao empreendedorismo, juntou-se à também portuguesa Science4You e lançou o Your Business City (24,50€), que conduz os participantes pelo processo de criação do primeiro negócio, da ideia à implementação. Com um tabuleiro, notas, cartas e planos para diferentes empreendimentos, a dinâmica de jogo assemelha-se ao clássico Monopólio e promete pôr a família inteira a resolver problemas reais com muita criatividade.

A corrida ao papel higiénico em tempos de pandemia e confinamento tem várias explicações e já motivou racionamento. Mas este Papel higiénico contra Covid-19 (16,99€), da marca portuguesa Tagus Games, promete provocar mais uma loucura colectiva, desta vez totalmente justificada. Para duas a cinco pessoas, o desafio, que envolve 240 cartas divididas por quatro baralhos, é ajudar a humanidade a livrar-se do vírus. Como? Repondo algum do papel que se foi esgotando nos diferentes continentes do mundo. É para maiores de 14 anos, mas se quiser incluir os irmãos mais novos, com uma ajudinha também vão lá.

Publicidade

Neste jogo familiar (29,90€) para maiores de oito anos, cada jogador tem de assumir o papel de mestre calceteiro, para “bordar” a praça do Rossio, na frente do Teatro Nacional D. Maria II, a mando de El-Rei D. Pedro V. Para o fazer, é preciso recrutar trabalhadores e comprar cartas de padrões ondulantes e geométricos de calçada portuguesa, a verdadeira protagonista desta proposta da portuguesa Pythagoras, que quer despertar a curiosidade sobre o chão que pisamos.

A ideia é do humorista Salvador Martinha, que saltou dos palcos, das rádios e da internet para chegar aos fãs da forma mais tradicional: num jogo de tabuleiro (29,99€), criado em parceria com a agência criativa WSA e a italiana Clementoni. Para um máximo de seis jogadores (de preferência a partir dos 10 anos), o objectivo é construir uma carreira até chegar à Avenida dos Espectáculos. Mas não vai ser fácil: é necessário responder a perguntas ou desafios, como transformar uma resposta numa divertida história de um minuto ou até criar novas piadas a partir de palavras-chave sugeridas. Como se não fosse suficiente, há ainda a questão da concorrência, que poderá provocar percalços inesperados.

Publicidade

Se não quiser ficar com os miúdos eléctricos ou estiver de dieta, este não é para si. Caso contrário, vale a pena aceitar o desafio dos youtubers portugueses João Bernardes e Pedro Lopes, mais conhecidos por Cara Coroa, que se juntaram à marca portuguesa de chocolate artesanal Pedaços de Cacau e criaram um jogo de tabuleiro para gulosos (19,50€). Cada casa tem um mini-desafio para ultrapassar e ganhar uma napolitana de chocolate. O prémio final é promissor: uma “barra de ouro”, com recheio de cacau crocante e lemon curd. Para continuar a jogar, pode sempre ir repondo os chocolates.

A Majora, que já anda nisto dos jogos familiares desde 1939, resolveu reinventar o conceito de um jogo que começou apenas com um papel e uma caneta: o famoso STOP! (20€). Com uma roda de abecedário (para acabar com os batoteiros que escolhem a letra que lhes dá mais jeito), 50 cartas de categorias e um bloco de cem páginas para jogar, este clássico da infância promete horas de diversão e cultura geral. Se preferir, a segunda edição do Rebenta a Bolha, o jogo de improviso de César Mourão, também foi lançada este ano (19,99€).

Jogar é um assunto sério

  • Coisas para fazer
  • Jogos e passatempos

O mundo mudou de repente e ainda estamos a aprender a lidar com esta nova anormalidade. Mas uma coisa é certa, depois de um dia complicado na firma ou na escola, há poucas coisas melhores do que sentar o rabo no sofá, meter um comando nas mãos e jogar um joguinho.

Publicidade
Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade