O melhor do NOS Alive 2018

Ainda agora acabou e os bilhetes para a próxima edição já estão à venda.
Arctic Monkeys (Fotografia: Duarte Drago)
1/15
Fotografia: Duarte DragoArctic Monkeys
Arctic Monkeys (Fotografia: Duarte Drago)
2/15
Fotografia: Duarte DragoArctic Monkeys
Arctic Monkeys (Fotografia: Duarte Drago)
3/15
Fotografia: Duarte DragoArctic Monkeys
Mallu Magalhaes (Fotografia: Duarte Drago)
4/15
Fotografia: Duarte DragoMallu Magalhães
Mallu Magalhães (Fotografia: Duarte Drago)
5/15
Fotografia: Duarte DragoMallu Magalhães
Queens of the Stone Age (Fotografia: Duarte Drago)
6/15
Fotografia: Duarte DragoQueens of the Stone Age
Queens of the Stone Age (Fotografia: Duarte Drago)
7/15
Fotografia: Duarte DragoQueens of the Stone Age
Queens of the Stone Age (Fotografia: Duarte Drago)
8/15
Fotografia: Duarte DragoQueens of the Stone Age
 Jack White (Fotografia: Duarte Drago  )
9/15
Fotografia: Duarte Drago  Jack White
  Jack White (Fotografia: Duarte Drago)
10/15
Fotografia: Duarte Drago Jack White
 Jack White (Fotografia: Duarte Drago )
11/15
Fotografia: Duarte Drago  Jack White
 Pearl Jam (Fotografia: Duarte Drago  )
12/15
Fotografia: Duarte Drago  Pearl Jam
 Pearl Jam (Fotografia: Duarte Drago  )
13/15
Fotografia: Duarte Drago  Pearl Jam
Pearl Jam (Fotografia: Duarte Drago )
14/15
Fotografia: Duarte Drago  Pearl Jam
O público em Pearl Jam (Fotografia: Duarte Drago  )
15/15
Fotografia: Duarte Drago O público em Pearl Jam
Por Francisca Dias Real e Cláudia Lima Carvalho |
Publicidade

Na hora de arrumar a casa fazem-se os balanços. Mais de 55 mil pessoas passaram diariamente pela 12.ª edição do NOS Alive, que terminou este sábado, 14. O Passeio Marítimo de Algés vai continuar a ser o recinto de eleição para o festival, pelo menos por mais cinco anos, uma garantia dada na conferência de imprensa por Álvaro Covões, director do NOS Alive, e Isaltino Morais, presidente da Câmara Municipal de Oeiras.

A parceria entre a promotora Everything is New e a autarquia está de pedra e cal. Ainda durante a conferência, o autarca assegurou uma “melhoria nas infraestruturas físicas” do local, sobretudo no que toca à “mobilidade, acessibilidade e segurança”. O NOS Alive regressa assim no próximo ano nos dias 11, 12 e 13 de Julho já com promessas de melhorias.

Resta saber se, em 2019, os bilhetes vão voar como aconteceu com esta edição que teve como cabeças de cartaz Arctic Monkeys, Queens of The Stone Age, The National, Jack White, Franz Ferdinand e Pearl Jam. Pelo meio, nos palcos secundários, ouviu-se Mallu Magalhães, The Gift, Real Estate, Future Islands, Portugal. The Man ou At the Drive-In. E como não podíamos deixar passar em vão os modelitos que se desfilaram durante o festival, registámos o melhor do street style – da chuva de glitter à extravagância nos pantones.

Para o ano há mais, é o que dizem. Mas por agora, fique com o melhor desta edição.

Fotografias: Duarte Drago
Vídeos: Mariana Valle Lima

O melhor do street style do NOS Alive 2018

Duarte_Drago
Compras

NOS Alive 2018: o melhor do street style do primeiro dia

O sol não quis dar o ar da sua graça, mas isso não deixou ninguém acanhado no que toca aos modelitos que desfilaram pelo primeiro dia de NOS Alive. Muitos levaram um banho de glitter – já um habitué nos festivais de Verão, diga-se –, outros preferiram adoptar um estilo mais alternativo a roçar o streetwear, sem nunca nos escapar da vista os que se mantêm fiéis às camisas com os padrões mais loucos. Houve muita, mas muita cor e até quem arriscasse uma tigresa básica (ou então até mais carnavalesca).  

Duarte Drago
Compras

NOS Alive 2018: o melhor do street style do segundo dia

Parece que há esta tendência dos festivaleiros em acharem que é carnaval. Tanto no primeiro dia como no segundo apanhámos uns grupos que são a verdadeira personificação da extravagância. Por outro lado, há sempre quem prime por coordenados sem tanta ostentação, mas que merecem uma medalha de reconhecimento. Isso e fazer parte da nossa lista do melhor do street style deste segundo dia.

Publicidade
Fotografia: Duarte Drago
Compras

NOS Alive 2018: o melhor do street style do último dia

Pouco depois das portas abrirem neste último dia de NOS Alive a enchente era notória. A culpa foi dos Pearl Jam, que fizeram esgotar a lotação do recinto poucos dias depois do anúncio, ainda em Dezembro. Foi fácil (até mais do que gostaríamos) de encontrar t-shirts e sweats da banda, deixando pouco espaço para descobrir looks fora da caixa.  Mas desafios são desafios e partimos nessa empreitada com os nossos olhos de lince para tentarmos apanhar as riscas, os polka dots, a tigresa, os chapéus coloridos, as lantejoulas, as flores e as almas da festa neste dia que encerrou o festival.  

Quantas maneiras há de dizer Lisboa?

Camera

Festivais de Verão

FESTIVAL SUPER BOCK SUPER ROCK 2014
Fotografia: Arlindo Camacho
Música

Guia completo dos festivais de Verão

Os festivais de música estão para o Verão como a chuva está para o Inverno: sabe bem de vez em quando, e mesmo quem não gosta reconhece que faz falta. Ao contrário da chuva, no entanto, há cada vez mais e maiores festivais. E há para todos os gostos. Desde megaproduções a festivais um pouco mais pequenos mas ainda assim grandes, como o Super Bock Super Rock ou o Vodafone Paredes de Coura, e eventos mais especializados como o Jazz em Agosto ou o FMM Sines. É só escolher. 

Música

Super Bock Super Rock: oito concertos a não perder

Pelo menos agora não se passam horas a fio no trânsito para chegar ao Meco. Pelo menos agora não há pó. Agora só podemos queixar-nos da tontura do entra-e-sai na Altice Arena. E há coisas piores.  Vá-se mais ou menos à bola com esta última versão do Super Bock Super Rock, há que reconhecer que é um festival com sete vidas. Já se deu em estádios, em quintas e parques, e o facto é que continua a atrair um batalhão de gente. Este ano os cabeças de cartaz são The xx, Travis Scott e Julian Casablancas + The Voidz. É tudo gente digna, mas há vida para além dos maiores nomes. 

Publicidade