Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Os melhores sítios para ver cogumelos em Lisboa e arredores
cogumelos
Fotografia: Raquel Dias da Silva

Os melhores sítios para ver cogumelos em Lisboa e arredores

Antes de chegarem ao prato, é possível vê-los a enfeitar a natureza. Descubra os melhores sítios para ver cogumelos em Lisboa e arredores.

Por Raquel Dias da Silva
Publicidade

Há quem só repare neles na hora de os levar à boca, mas a verdade é que, antes de chegarem ao prato, é possível vê-los a enfeitar a natureza, nas matas, parques e jardins das nossas cidades. Por isso, se está com vontade de respirar ar puro e desconfinar a salvo das multidões, depois do trabalho ou nas manhãs de fim-de-semana, aproveite para descobrir os melhores sítios para ver cogumelos em Lisboa. Se quiser, até pode levar a câmara fotográfica e, por que não, arranjar o seu primeiro caderno de campo e ver se consegue distinguir os cogumelos venenosos dos comestíveis.

Como identificar cogumelos venenosos

Quer a verdade? Bom, talvez não esteja pronto para a ouvir: a verdade é que não há nenhuma regra universal para determinar quais são os cogumelos comestíveis e quais os tóxicos. “A Amanita phalloides [conhecida como cicuta-verde], que é uma das espécies mais venenosas, cheira bem, cheira muito bem, e quem provou – e sobreviveu – diz que é saborosa”, esclarece Rui Simões, co-fundador da Ecofungos. “Na dúvida, nunca se colhe, porque há várias espécies perigosas, com riscos de toxicidade mais ou menos altos, que são facilmente confundidas.” Neste caso em particular, um olhar menos treinado poderá não ser capaz de distinguir uma cicuta-verde de uma amanita-real (Amanita caesarea), que tanto pode ser cozinhada (simples, com sal e azeite, ou estufada com linguiça) como consumida crua (em carpaccios), ou de um míscaro-amarelo (Tricholoma equestre), um cogumelo considerado tóxico por acumulação, mas cujo consumo não é proibido em Portugal e é até muito comum, sobretudo em festivais gastronómicos, como o Míscaros, no Fundão. “O chapéu tem a mesma cor e às vezes aparecem no mesmo habitat, mas são várias as diferenças macroscópicas. É preciso olhar com atenção.” E evitar colher cogumelos perto de zonas industriais, perto de estradas ou de terrenos com agricultura intensiva, uma vez que os cogumelos têm uma excelente capacidade de absorção. O melhor é arranjar um compêndio e juntar-se a um grupo micológico, para as suas primeiras saídas de campo.

Recomendado: Seja um naturalista: passeios e workshops para respirar ar puro

Os melhores sítios para ver cogumelos em Lisboa

Museu Calouste Gulbenkian
Museu Calouste Gulbenkian
© Lydia Evans / Time Out

1. Fundação Calouste Gulbenkian

Atracções São Sebastião

Achava que tinha de sair da cidade para ver cogumelos selvagens? No jardim da Gulbenkian é fácil encontrar cortinários-comuns, chapéus-leitosos, orelhas-de-gato e até guarda-sóis-fedorentos. Se não souber por onde começar, experimente debaixo de bétulas, como os vidoeiros junto à zona do roseiral.

Parque Florestal de Monsanto
Parque Florestal de Monsanto
Fotografia: Manuel Botelho/ Domínio Público

2. Parque Florestal de Monsanto

Coisas para fazer Benfica/Monsanto

É por esta altura que se começam a ver os primeiros cogumelos no Espaço Biodiversidade do Parque Florestal de Monsanto, mas também para lá dessa área vedada de 16 hectares. Entre folhas e caruma no solo, é possível identificar várias espécies, como diferentes tipos de agáricos, desde os silvicola aos porphyrizon.

Publicidade
Mata da Machada
Mata da Machada
Mata Nacional da Machada

3. Mata Nacional da Machada

Coisas para fazer Grande Lisboa

O pulmão do Barreiro, na margem sul do rio Tejo, costuma reservar o primeiro sábado de cada mês para os curiosos, com actividades promovidas pelo Centro de Educação Ambiental. Mas nesta propriedade, constituída pelo antigo Pinhal de Vale de Zebro e pela Quinta da Machada, todos os dias são bons para explorar – se o que quer é encontrar cogumelos, os melhores são os dias chuvosos e amenos.

cogumelos
cogumelos
©LynxTravel

4. Sintra

Atracções Sintra

Nos Parques de Sintra, da Tapada de Monserrate ao Parque da Pena, o que não faltam são cogumelos. A diversidade é tanta que até há um livro: Cogumelos dos Parques de Sintra (15€), de João Luís Baptista-Ferreira e Sofia Gomes, que pretende despertar interesse para a diversidade de cogumelos em Sintra, sensibilizando o público para a sua conservação na natureza, evitando a colheita desregrada que pode comprometer o equilíbrio do ecossistema das florestas.

Publicidade
cogumelos
cogumelos
Fotografia: Jaccob McKay

5. Parque Municipal do Cabeço de Montachique

Atracções Parques e jardins Grande Lisboa

Vocacionado para actividades desportivas e o contacto com a natureza, este parque constitui-se como um equipamento florestal de recreio, equipado com polidesportivo, quatro campos de ténis, espaço para jogos tradicionais, circuito de manutenção, orientação e parque de merendas. A enfeitar esta riqueza encontra, como seria de esperar, cogumelos, incluindo o icónico cogumelo amanita mata-moscas (Amanita muscaria).

Ser amigo do ambiente

Ambiente
© DR

Mesmo em casa, saiba como pode ajudar o ambiente

Coisas para fazer

Ajudar o ambiente pode não parecer tarefa fácil, mas se há altura em que o pode fazer é agora que tem mais tempo para mudar de hábitos. Vai ver que até poupa uns trocos com muitas destas dicas. Seja a aproveitar comida que nunca pensou que pudesse ser usada para algo, seja a fazer os seus próprios cosméticos ou a mudar os hábitos de consumo para uns com etiqueta verde. Tem aqui o empurrãozinho que faltava.

livros
Editora Orfeu Negro

Oito livros sobre o ambiente para ajudar a salvar o planeta

Compras

Desde recolher lixo na praia até ser vegetariano pelo menos uma vez por semana, há várias formas de contribuir sem ter de se tornar no guru do zero desperdício do pé para a mão. Espreite esta lista e escolha a sua próxima leitura. Há propostas para pais e propostas para filhos, para lerem sozinhos ou em família.

Publicidade

Três passeios na natureza para ir com a família

Viagens

Nestes parques que sugerimos encontra entretém para todas as idades e programação para um dia inteiro de passeio. Há programas de aventura, passeios de bicicleta por paisagens intocadas e até visitas culturais ao ar livre. Agarre na mochila, calce os ténis, prepare as pernas e venha daí.

Recomendado

    Também poderá gostar

      Best selling Time Out Offers
        Publicidade