A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
musa
Fotografia: Francisco SantosMusa

Paragens obrigatórias na Rua do Açúcar, em Marvila

A rua mais doce da cidade está cheia de maravilhas. Onze, para sermos mais específicos. Saiba a que portas bater na Rua do Açúcar, em Marvila.

Escrito por
Clara Silva
Publicidade

A leste pode estar o paraíso e Marvila é prova disso. Um dos bairros mais cool da cidade tem o seu epicentro na Rua do Açúcar (assim chamada graças à antiga fábrica de açúcar) e na Praça David Leandro da Silva, com o nome de um comerciante que morreu no fim do século XIX. Depois de décadas ao abandono, a zona industrial está mais viva do que nunca e em cada armazém esconde-se uma bela surpresa. Dos restaurantes à cerveja artesanal, passando pela música e teatro, há muitas razões para se orientar por estas bandas.

Recomendado: O melhor de Alvalade

Paragens obrigatórias na Rua do Açúcar, em Marvila

  • Compras
  • Lojas vintage
  • Grande Lisboa

A rua mais doce de Lisboa começou a ganhar fama uns anos antes, principalmente entre quem procurava móveis para a casa no Cantinho do Vintage. Entretanto, este cantinho de peças únicas mudou-se para um espaço ainda maior, no número 19.

  • Restaurantes
  • Português
  • Marvila
  • preço 1 de 4

Nada como começar um dia com calma. Rita Estanislau abriu o Café Com Calma na Marvila semideserta de 2015 para quem o visitar poder desfrutar com vagar, seja para um pequeno-almoço, almoço (servem refeições ligeiras e têm menu de almoço) ou lanche. A decoração é kitsch e confortável e a comida do mais caseiro que há.

 

Publicidade
  • Teatro
  • Marvila

O espaço de criação e experimentação Negócio, implementado em 2015 pela Galeria Zé dos Bois na Rua do Século, fechou as portas após treze anos de intensa programação. Empurrado pela pressão imobiliária que se faz sentir na cidade, voltou a reabrir em 2020 na Rua do Açúcar, em Marvila.

  • Restaurantes
  • Marvila
  • preço 2 de 4

Apesar de não ter placa, Aquele Lugar Que Não Existe tornou-se um sucesso, mas nada de tirar fotografias às pizzas do buffet de almoço. O anti-marketing continua a ser o prato principal – e, pelos vistos, resulta. Reserve mesa.

Publicidade
Teatro Meridional
  • Teatro
  • Marvila

O Teatro Meridional é um dos mais antigos inquilinos da rua. Foi fundado em 1992 pelo actor e encenador Miguel Seabra e fixou-se na actual morada, um antigo armazém camarário, em 2005.

  • Bares
  • Cervejaria artesanal
  • Marvila

A Musa abriu o seu pousio ao público em 2017. Fica em Marvila, junta fábrica e bar, com muito bom aspecto e vista para os silos onde a cerveja se faz. Além das garrafas, há 12 bocas recheadas com as cervejas que se produzem ali mesmo, mais uma ou outra convidada. E tem uma bela esplanada.

Publicidade
  • Desporto
  • Marvila

O cabo-verdiano Kwenda, natural da ilha do Sal, estudou engenharia, mas o que o interessou mais foi a “engenharia interior”, como lhe chama. Ajudar as pessoas “de uma maneira mais profunda”, trabalhando a parte física, através de actividades como a dança tribal. Deu aulas em vários espaços da cidade, antes de abrir o seu próprio, na Rua do Açúcar, um incrível open-space numa antiga fábrica de acrílico.

  • Coisas para fazer
  • Marvila

Já se sabe que o problema de Marvila é lá chegar e autocarros há poucos. Se não tem carro nem carta de condução, pode sempre tirar a carta de CÃOdução (78€) no Instituto do Animal, a escola e creche para cães e gatos que desde 2015 também tem cursos para quem se quer tornar um melhor dono.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Português
  • Marvila
  • preço 2 de 4

Esta taberna moderna foi dos primeiros restaurantes da nova vida de Marvila, e desde 2010 que convida quem passa a entrar. É o sítio certo para quem não gosta de tomar decisões, com um menu surpresa a cada jantar.

  • Restaurantes
  • Marvila

Chakall abriu em Marvila um restaurante do tamanho da Argentina. Ok, é ligeiramente mais pequeno, com 1300 metros quadrados, mas tem espaço para o chef dar asas à imaginação. De uma cozinha saem ceviches e nacos de carne para o restaurante, da outra repastos para o catering, mais um negócio da casa. À entrada, há ainda uma loja com produtos argentinos.

Publicidade
Refeitório do Senhor Abel
  • Restaurantes
  • Italiano
  • Marvila
  • preço 2 de 4

Chakall, que já ali tinha um restaurante argentino, decidiu no fim de 2017 apostar numa pizzaria, o Refeitório do Senhor Abel, que quer servir as melhores pizzas de Lisboa. À comida junta-se a bebida do Heterónimo Baar, que complementa o restaurante, ambos inspirados no poeta Fernando Pessoa.

Vá passear

  • Coisas para fazer
  • Eventos alimentares

Sabe onde piquenicar em Lisboa? É a forma ideal de fugir da cidade sem chegar a sair dela. É pegar, meter na cesta e estender a toalha nesses hectares relvados jardins fora. Há verdadeiros tesourinhos que vai querer conhecer, sobretudo agora que está oficialmente aberta a época do bom tempo, os raios de sol já queimam e a vontade de sair de casa é mais que muita, ainda que cada saída deva ser feita com a devida prudência e com as devidas distâncias. A par disso, não se esqueça que não é recomendado deixar os miúdos brincar nos parques infantis, nem usar equipamentos comunitários como as mesas de piqueniques ou os grelhadores. Nestes tempos, opte pelos espaços verdes e atire-se a um lanchinho arejado.

  • Miúdos

Por ocasião dos 50 anos da Time Out, os editores de todo o mundo elegeram os 50 bairros mais cool. O nosso Príncipe Real ficou em 5.º lugar. Os restaurantes e lojas com mais pinta da cidade sucedem-se – e todos os dias parecem nascer novidades. Neste oásis para alfacinhas e turistas, cujo epicentro é o Jardim do Príncipe Real, os mais novos não foram esquecidos. Para eles também há várias paragens obrigatórias, seja para brincar, comer ou comprar. Junte a família e parta à descoberta deste bairro.

Publicidade
  • Coisas para fazer

Há quem diga que o lado certo do Algarve fica por aqui, na tranquilidade de Tavira. Longe das confusões e das romarias turísticas frequentes em algumas cidades vizinhas. Tavira estende-se ao longo do rio Gilão, que chega ao mar através das entradas das lagoas do Parque Natural da Ria Formosa, onde se incluem todas as praias do concelho. Encantadora, esta cidade-postal distingue-se pelas ruas estreitas, casas tradicionais caiadas de branco e um céu onde raramente aparecem nuvens. O tempo corre devagar e até um fim-de-semana sabe a mais do que dois dias apenas. De Cabanas de Tavira a Santa Luzia, a autodenominada “Capital do Polvo”, não faltam praias paradisíacas de areia fina e água cristalina (quase sempre a uma temperatura muito convidativa), restaurantes e bares surpreendentes, espaços culturais para ocupar os dias depois dos mergulhos e hotéis de sonho de onde não apetece sair. Depois das primeiras férias por aqui, o difícil é não voltar. Descubra o que fazer em Tavira – e, uma vez aqui, não deixe de passar por Cacela Velha e Manta Rota.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade