A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Serra de Sintra
João Caldeirinha/ Green Trekker divulgação

Os melhores passeios em Lisboa para fazer em Abril

Passeios temáticos, caminhadas pela serra ou por falésias vertiginosas, mar ou rio, grutas, percursos urbanos – escolha não falta.

Helena Galvão Soares
Escrito por
Helena Galvão Soares
Publicidade

Neste próximo fim de semana, voltam as caminhadas com música da SMUP. Mais para o fim do mês, fique a conhecer Monsanto como a palma da sua mão com uma caminhada que percorre os miradouros. Mas se o que quer é uma caminhada daquelas a sério, escolhemos duas, ambas de nível exigente: uma em Sintra e outra na Serra de Montejunto. Se quer paz e sossego, vá conhecer as crias desta Primavera à Tapada de Mafra ou o património das igrejas lisboetas guiado por quem sabe: os historiadores da Santa Casa. Mais animação? Cruze o rio e vá conhecer a arte urbana de Almada. E não acaba aqui, vá ver nossas sugestões.

Recomendado: As melhores coisas para fazer em Lisboa este mês

Os melhores passeios em Lisboa este mês

  • Coisas para fazer
  • Caminhadas e passeios
  • Grande Lisboa

A 28 de Abril, domingo, o guia de street art da Green Trekker, Vasco Rodrigues, vai atravessar o rio para dar a conhecer um percurso por obras na Margem Sul. O encontro começa no Cais do Sodré com uma visita rápida à Crack Kids, loja e galeria da Montana Cans e Underdogs, e parte para Cacilhas. De lá segue para a Cova da Piedade onde se verão obras de Nomen, Smile, Kruella e Robô, entre outros. O percurso continua para o centro da vila, onde se verá um outro conjunto de obras.

Percurso linear fácil, de 4 km, 3 horas 30 de duração. Ponto de encontro: porta principal da estação de comboios do Cais do Sodré. 28 Abr (Dom) 10.00-13.30. 15€

  • Coisas para fazer
  • Caminhadas e passeios

Esta caminhada de sábado, 4 de Maio, organizada pela Associação Batoto Yetu Portugal visita os espaços naturais do vale do Sado em memória e em tributo aos vários povos africanos que habitaram este território: egípcios, fenícios, tropas romanas africanas, mouros e seus califados africanos provenientes de Marrocos e da Senegâmbia, e pessoas escravizadas da Guiné e Angola. Neste último caso, associadas ao cultivo do arroz, recolha do sal e desmatamento de floresta entre os séculos XV e XX. Esta zona do Sado conserva, na gastronomia, arquitectura e toponímia, a memória dessa herança africana de vários estratos e condições sociais. O percurso baseia-se nos livros técnicos desenvolvidos pela Batoto Yetu em associação com a historiadora Isabel Castro Henriques e o escritor António Chainho. 

Saída e regresso de autocarro, caminhada de 12 km, de dificuldade média, no vale do Sado, com almoço final incluído, no Lousal. Ponto de encontro: estação de metro do Parque, Avenida António Augusto de Aguiar. Inscrição por mail para batotoyetu@gmail.com. Saiba mais no Facebook ou Instagram. 4 Maio (Sáb) 07.00-18.00. 40€ (gratuito para dirigentes associativos de Lisboa, Oeiras e Grândola)

Mais em Lisboa

  • Coisas para fazer

Já foi visitar o Observatório Astronómico de Lisboa? É uma absoluta preciosidade da história da ciência e tecnologia portuguesa. Além dos interiores século XIX do edifício, os instrumentos científicos estão em funcionamento. E sabia que aquela cúpula lá em cima roda 360 graus? Mas há muito mais para ver sem gastar um único cêntimo. O Cartoon Xira 2024 acaba de abrir portas, há exposições acabadas de estrear, um passeio pela diversidade de paisagens de Colares, instalações para ver na Quinta do Pisão e um concerto de órgão para ouvir em Lisboa. E as exposições de fotografia continuam em alta.

  • Arte

Agora que o Inverno está aí e os programas ao ar livre não nos parecem tão atractivos, sobretudo em dias de chuva, aproveite para descobrir as muitas exposições a decorrer em Lisboa este fim-de-semana. É isso mesmo, torne os próximos dias mais culturais – sozinho, com a família ou os amigos (vai tudo atrelado). Com tantos museus e galerias na cidade, é impossível não ter o que ver. Mas não queremos que se perca e, por isso, dizemos-lhe quais as exposições a que deve prestar mais atenção. Só tem de decidir o que lhe apetece descobrir: pintura, fotografia, ilustração, design ou instalações de grande escala.

Recomendado
    Também poderá gostar
    Também poderá gostar
    Publicidade