Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Os melhores jardins e parques em Sintra

Os melhores jardins e parques em Sintra

Não haverá cenário mais bucólico do que a vila de Sintra para encontrar aquele recanto mágico entre arvoredos

Parque de Monserrate
© PSML Emigus
Por Francisca Dias Real e Inês Garcia |
Publicidade

Com o faro bem apurado, parta à descoberta dos melhores jardins e parques em Sintra, um trabalho que ajudamos a fazer – basta consultar esta nossa lista. Há terrenos verdejantes para todos os gostos, ora tem aquele parque com miradouro incluído com uma vista de tirar o fôlego para a serra de Sintra, ora tem o jardim de buxo, aparado milimetricamente. Depois há aqueles que rodeiam um imponente Palácio – Sintra é mesmo assim, já se sabe. Nalguns destes vastos e verdes prados basta um passeio para embarcar numa viagem pelos quatro cantos do mundo através da botânica, curiosidades prontas a virem à tona com passeios guiados ou daqueles que faz sozinho a pensar na vida ou com os miúdos atrelados.

Recomendado: Melhores restaurantes em Sintra

Os melhores jardins e parques em Sintra

Palácio Nacional da Pena
@DR
Atracções, Edifícios e locais históricos

Parque e Palácio Nacional da Pena

icon-location-pin Sintra

É no cimo da bela vila de Sintra que se ergue umas das principais expressões do Romantismo arquitectónico do século XIX em todo o mundo – e, provavelmente, o postal mais conhecido de Sintra. Destacando-se enquanto primeiro palácio nesse estilo na Europa (fique a saber que o Palácio Nacional da Pena, ou Castelo da Pena, adiantou-se em cerca de 30 anos ao Castelo de Neuschwanstein, na Baviera, umas das mecas dos castelos). Foi morada de reis entre 1834 e 1910, e hoje é uma das mais solicitadas atracções turísticas. O Parque da Pena – que se estende por 85 hectares – tem das paisagens mais luxuriantes, com espécies autóctones e exóticas vindas dos quatro cantos do globo. Quem visita este Parque poderá fazer o percurso recomendado aqui, que inclui cascatas, tanques, lagos e fontes – aconselhamos que chegue ao Alto de Santa Catarina, o miradouro preferido da rainha D. Amélia, com o “Trono da Rainha” talhado na rocha.

Quinta da Regaleira - Muralha
©DR
Atracções, Quintas

Quinta da Regaleira

icon-location-pin Sintra

Em redor do Palácio da Regaleira, também conhecido como o Palácio do Monteiro dos Milhões (a alcunha do antigo proprietário), encontra quatro hectares decorados com jardins exuberantes, lagos e grutas. Tudo numa envolvência que tem tanto de exótica como de romântica, e que lhe vai demorar largas horas a visitar (e a contemplar). Isto para fazer valer os 6€ que paga à entrada.

Publicidade
Coisas para fazer

Parque das Merendas

icon-location-pin Sintra

É mesmo ao lado de uma das entradas da Vila Sassetti e aqui pode desfrutar de um ambiente bem agradável para fazer piqueniques, com mesas e bancos em pedra para montar o arraial gastronómico e sentir-se em simbiose com a serra. Há muita sombra para poder sentar-se encostado a uma árvore a ler ou a descansar. Durante o ano costumam organizar actividades de escalada e rapel, o melhor é estar atento ao site da Câmara Municipal de Sintra.

santuário da peninha
©DR
Atracções, Edifícios e locais religiosos

Santuário da Peninha

icon-location-pin Sintra

Calce os ténis, vista um casaco (pelo sim, pelo não), pegue na máquina fotográfica e confira a meteorologia antes de sair de casa. O caminho até ao santuário da Peninha é longo e pode custar a quem tem menos pedalada, uma vez que está num dos cumes da Serra de Sintra, e insere-se num complexo constituído por uma antiga ermida e um palacete romântico do início do século XX. Mas quando chega lá acima vale tudo a pena: fica a 488 metros de altitude e dá para ver desde o Cabo Espichel, a sul, até à Ericeira, a norte, em dias de céu totalmente limpo. Não é bem um parque tradicional, mas pense que pode aliar uma caminhada à contemplação de uma paisagem incrível para esquecer o stress da cidade.

Publicidade
Jardim botanico do palacio de queluz
Fotografia: Manuel Manso
Coisas para fazer

Jardim Botânico do Palácio Nacional de Queluz

icon-location-pin Grande Lisboa

Há quem chame ao Palácio de Queluz a Versailles portuguesa e isso inclui o seu incrível Jardim Botânico, uma obra devolvida ao público no ano passado. A reabilitação do jardim, construído entre 1769 e 1780, foi obra da Parques de Sintra, numa aproximação quase perfeita à disposição primordial do jardim, um lugar que servia de recreio à corte portuguesa e à família real. Diz a história que foi aqui, nas estufas do Jardim Botânico, que se cultivaram os primeiros exemplares de ananás em Portugal. O fruto, vindo da América do Sul, era utilizado nos banquetes da corte, nomeadamente no reinado de Pedro III que, diz-se, era seu grande adepto. Para entrar só no jardim paga 5€, se quiser aproveitar e visitar o palácio fica a 10€.

JARDINS DO PALACIO DE MONSERRATE
©EMINGUS
Atracções, Edifícios e locais históricos

Jardins do Palácio de Monserrate

icon-location-pin Sintra

É ir para o Oeste e chegar a Oriente, é assim que nos sentimos quando chegamos perto do Palácio de Monserrate. O interior do palácio em dourados, leva-o facilmente para outro lado do mundo, e os jardins (8€) completam essa viagem: tem uma zona quente com plantas da América Central (Jardim do México), um Vale dos Fetos, um roseiral e um Jardim do Japão. É uma volta ao mundo sem sair de Sintra.

Publicidade
Quinta da Ribafria
©CM Sintra
Atracções, Quintas

Quinta da Ribafria

icon-location-pin Sintra

A Quinta da Ribafria foi propriedade de Gaspar Gonçalves, cavaleiro da Ordem de Cristo, e abriu portas ao público em 2015. Desde aí que oferece um espaço que é um verdadeiro tesouro de Sintra para ser descoberto por todos os visitantes. As marcas do tempo são impiedosas mas não nos impedem de observarmos a história deste local edificado em 1541. É comum a quinta receber actividades culturais como peças de teatro ou eventos desportivos. A entrada é livre.

Atracções, Parques e jardins

Parque da Liberdade

icon-location-pin Sintra

Se há parque ideal para famílias é este, e não tem de pagar entrada. O Parque da Liberdade, na Volta do Duche, é um belo sítio para pousar as cestas e sentar-se na relva para um piquenique, até porque tem muitas sombras. Este parque tem a particularidade de, entre o arvoredo, ter um antigo rinque onde pode pôr os miúdos a andar de patins ou a jogar à bola, sempre sob o olhar atento dos crescidos, que podem sentar-se nas bancadas de pedra. Na altura do Natal é lá que se monta o famoso Reino do Natal que faz a delícia dos mais novos.

Publicidade
Palácio de Seteais
©DR
Hotéis

Jardim do Palácio de Seteais

icon-location-pin Sintra

Ora aqui está um jardim de buxo exemplar. Foi construído para dar seguimento ao estilo arquitectónico do Palácio de Seteais – que funciona como hotel de luxo do grupo Tivoli. São jardins do século XVIII, em estilo romântico com forte influência cultural inglesa, e estão classificados juntamente com o palácio como Imóveis de Interesse Público. É um dos melhores sítios para ter uma vista panorâmica sobre a vila.

Mais em Sintra

Praia da Ursa, Sintra
©Rosino
Atracções, Praias

As melhores praias em Sintra

Já se sabe que Sintra guarda os seus caprichos, portanto não estranhe se estiver um calor intenso em Lisboa e precisar de uma malhinha por estas bandas. É um clássico, na verdade. Nunca sabemos muito bem como estará o tempo em Sintra, mas seja qual for o cenário, os índices de beleza prometem compensar todos os banhistas sem excepção, tanto os que se aventuram nas águas frias como os que não arredam pé do conforto da esplanada. Adraga? Praia Grande? Parta connosco à descoberta das melhores praias de Sintra. 

Aldeia da Praia
Fotografia: Arlindo Camacho
Coisas para fazer

As novidades em Sintra que tem de conhecer

Sintra será sempre um postal, não há volta a dar. Um postal cheio de monumentos, restaurantes clássicos imperdíveis, lojas de souvenirs e bons doces tradicionais. Mas há muito mais para descobrir para lá de todos os clichés incontornáveis e nos últimos tempos Sintra tem crescido muito. Há restaurantes saudáveis, a seguir as tendências do centro da capital, parques de trampolins para ser criança por um dia ou deixar o seu rebento à solta, gelatarias e uma aldeia enorme, já perto das praias, com carrinhas de street food, uma garrafeira e um bar de cerveja artesanal. No regresso à vila, tem um hotel novo para repor as energias. 

Publicidade