Quentes e boas, saiba onde estão os vendedores de castanhas em Lisboa

O fumo branco que sai dos assadores a carvão já invadiu a cidade. Dizemos-lhe onde pode comprar castanhas quentinhas.
castanhas assadas
©Marco Duarte
Por Francisca Dias Real |
Publicidade

O famoso pregão já pouco se ouve, mas o cheiro pelas ruas de Lisboa não engana nem lisboeta, nem forasteiro – todos querem o belo do cartucho recheado de castanhas assadas, que aquecem corpo e alma, acabadas de sair dos assadores a carvão.

Conhecida como o ouro do Nordeste (o transmontano), a produção da castanha sofreu alguns percalços este ano. A chuva teimou em não cair e as altas temperaturas do Verão prejudicaram ainda mais a produção do fruto da época. Quem o diz é José Gomes Laranjo, presidente da RefCast – Associação Portuguesa da Castanha, garantindo que este ano a quantidade até abunda, mas a qualidade não é a melhor. “As castanhas não cresceram, nem chegaram a ficar túrgidas”. E é neste ponto que, explica José, se distingue uma boa de uma má castanha. “A boa castanha tem de brilhar, ter um bom calibre e estar cheia, nunca pode estar oca, atenção”. E o sabor? Esse tem de ser “meio adocicado e com um ligeiro travo a canela”.

Para fazer a prova, o melhor é ler as histórias que lhe contamos aqui e passar o olho pelo roteiro dos locais onde vai encontrar sempre alguém com um assador ambulante neste Outono.

Recomendado:
O melhor do Outono em Lisboa

Roteiro dos vendedores de castanhas assadas em Lisboa

Rua Garrett - Filipa Gaspar

É presidente da Associação de Vendedores de Castanhas, Gelados e Fruta, mas nem por isso se livra de problemas. Mesmo em frente à Basílica dos Mártires, o seu carrinho não é bem visto por todos. O padre da paróquia queixa-se do fumo que entra para dentro da igreja e que danifica os frescos. Filipa contraria a palavra do padre e mantém-se firme no posto. “É uma época do ano que cada vez é mais curta e ainda nos põem estes problemas”, diz.

Seg-Sáb 10.00-19.30. 2,5€/dúzia.

Praça do Martim Moniz - Karla Vito

Karla Vito e o marido Filipe ainda são novatos nesta arte da venda da castanha assada, começaram este ano. No Verão venderam fruta e agora chegou a vez de substituir a “geladeira” por um assador. Com pouca concorrência à volta, em plena praça do Martim Moniz, dizem que “finalmente” as pessoas “começam a esfregar as mãos do frio e a querer ter aquela sensação de descascar uma bela castanha assada”.

Seg-Sex 10.00-19.00. 2,5€/dúzia.

Publicidade

Praça dos Restauradores - Fernando Gonçalves

Há mais de 40 anos que se instala no mesmo sítio – junto às recentes esculturas dos calceteiros– e todos o conhecem por Fernando das Castanhas. Escondido entre casacos e gorros, Fernando lembra o tempo em que se juntavam multidões à saída da estação do Rossio e, “aí sim, era um verdadeiro negócio”. Hoje, as pessoas usam mais o metro e deixaram de andar para aqueles lados. Contenta-se com os turistas, os seus maiores clientes actualmente.

Seg-Dom 10.00-22.00. 2,5€/dúzia.

Os outros vendedores

Praça dos Restauradores - Fernanda

Em frente ao elevador da Glória

Ter-Sáb 09.00-17.30 | 2,5€/dúzia

Rua Romana - Elisabete Mendão

Em frente à estação do Rossio

Seg-Dom 09.00-20.00 | 2,5€/dúzia

Calçada do Carmo - Maria Teixeira

Junto ao Rossio Hostel

Seg-Dom 10.30-19.00 | 2,5€/dúzia

Rua do Carmo - Pedro Madureira

Em frente à loja Tezenis

Seg-Sáb 09.30-19.30 | 2,5€/dúzia

Largo da Madalena - Pedro Vaz

Em frente à Igreja da Madalena

Seg-Sáb 10.30-18.00 | 2,5€/dúzia

Rua Augusta - Luísa Marques

Cruzamento com a Rua da Betesga

Seg-Sáb 11.00-19.00 | 2,5€/dúzia

Rua Augusta - São das Castanhas

Cruzamento com Rua Santa Justa

Seg-Dom 11.00-20.00 | 2,5€/dúzia

Largo do Chiado - Manuel Madureira

Em frente à loja da Vista Alegre

Seg-Dom 10.00-21.00 | 2€/dúzia

Avenida da Liberdade - Serafim dos Santos

Em frente ao Teatro Tivoli BBVA

Seg-Sáb 11.00-20.00 | 2,5€/dúzia

Praça do Marquês de Pombal - Ondina Sereno

Do lado do Hotel HF Fénix  

Seg-Sex 12.00-19.15 | 2,5€/dúzia

Avenida Eng. Duarte Pacheco - Lurdes Santana

Entrada do shopping Amoreiras

Seg-Dom 12.00-19.00 | 2,5€/dúzia

Praça Duque de Saldanha - Olinda Sereno

Ao lado do Novo Banco

Seg-Dom 11.00-20.00 | 2€/dúzia

Rua Marquês de Fronteira - Marco Ferreira

Em frente ao El Corte Inglés

Seg-Sex 14.30-20.00 | 2,5€/dúzia

Rua Galileu Galilei - Carlos Pinto

Entrada do Colombo

Seg-Sáb 10.00-00.00 | 2,5€/dúzia

Cais do Sodré - Carla Valente

Saída do metro do Cais do Sodré

Seg-Sáb 10.00-19.30 | 2,5€/dúzia

Praça do Martim Moniz - Bruno Maurício

Ao fundo da Rua Pinheiro Furtado

Seg-Sex 10.00-19.00 | 2€/dúzia

Avenida Almirante Reis - Ana Ferreira

Saída do metro dos Anjos

Seg-Sex 12.00-20.30 | 2,5€/dúzia

Praça do Chile - Albertina dos Santos

Junto ao metro de Arroios

Seg-Sex 12.30-21.00 | 2,5€/dúzia

Praça Paiva Couceiro -  Conceição Duarte

Junto ao jardim

Seg-Sex 12.30-19.30 | 2,5€/dúzia

Campo Grande - Rui Pinto

Junto ao terminal de autocarros

Seg-Sáb 11.30-20.30 | 2€/dúzia

 

Outono em Lisboa

novos eclairs do l'eclair
Fotografia: Manuel Manso
Coisas para fazer

Sete novidades de Outono a não perder

Um novo quiosque e um novo escape room, uma nova queijaria e um novo restaurante, já para não falar nos novos éclaires da L'Éclair. Afinal, há muitos motivos para ficarmos felizes com a chegada do Outono. 

Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com