O melhor do Outono em Lisboa

Tudo o que precisa de saber para aproveitar o melhor do Outono em Lisboa.

chuva em lisboa
Fotografia: Arlindo Camacho

Os dias estão mais curtos, as camadas de roupa aumentam e a chuva já começa a fazer parte dos nossos dias. Tudo isto pode motivar o seu enclausuramento entre quatro paredes, mas temos o guia perfeito para o arrastar para fora de casa e aproveitar o melhor da estação em Lisboa. Esqueça o sofá e a manta nas pernas, com tanto para fazer não tem como se aborrecer.

Recomendado: As melhores coisas para fazer em Lisboa este mês

 

Coisas para fazer no Outono

12 ideias para aproveitar o Outono em Lisboa
Coisas para fazer

12 ideias para aproveitar o Outono em Lisboa

Verdade seja dita: o Outono já chegou há uns dias, mas temo-nos dado ao luxo de assobiar para o lado enquanto ainda damos uns mergulhos. Mas chegou o momento de encarar a realidade, ou a estação: adeus praia, olá cidade, adeus calor, olá chuva? Se ainda não está preparado para enfrentar o que aí vem, apesar de os dias já se notarem cada vez mais curtos, damos-lhe 12 ideias para aproveitar o Outono para que tudo fique mais fácil. Quem disse que o Outono era chato? Decida já como vai aproveitar a estação ao máximo. Recomendado: Os melhores concertos em Lisboa até ao final do ano

Seis sítios para ver as folhas a cair em Lisboa
Coisas para fazer

Seis sítios para ver as folhas a cair em Lisboa

Quando mais alto está, maior é a queda. O provérbio português tanto é verdade metafórica como literal – é o caso das folhas e dos seus flutuantes saltos para o precipício. Quem de baixo olha, bonito lhe parece. Também deve haver um adágio nacional equivalente. Por isso, vestimos o casaco e fomos à procura dos melhores sítios para a prática deste desporto outonal e contemplativo: ver as folhas, no seu vestusto castanho avermelhado, a desprenderem-se dos ramos e a regressar à terra, para dali vir vida nova. E pode fazê-lo com mantinha sobre o joelho e em plena happy hour. Do que precisa mais? Recomendado: Sete novidades de Outono a não perder

Os 18 melhores parques e jardins em Lisboa
Coisas para fazer

Os 18 melhores parques e jardins em Lisboa

Em Lisboa há parques para todos os gostos e nós escolhemos os melhores para brincar com os miúdos, ler um livro ou fazer um piquenique, independentemente da altura do ano. Afinal todos os dias são bons para uma pausa num destes parques e jardins de Lisboa. Do jardim da Estrela ao pulmão verde de Lisboa – falamos do Monsanto, pois claro –, espaços verdes não faltam na cidade. Com parques infantis, espaços para praticar desporto e correr ou simplesmente para se deixar estar. Vale tudo, menos ficar em casa. Recomendado: Gaste calorias sem gastar dinheiro nestes ginásios ao ar livre em Lisboa

A agenda cultural de Lisboa que não pode perder
Coisas para fazer

A agenda cultural de Lisboa que não pode perder

Pode odiar muitas coisas em Lisboa, até reconhecemos que a nossa cidade tem uma série de defeitos, mas se há coisa de que não se pode queixar é da agenda cultural. É ela que o obriga a sair porta fora quando a vontade de saltar do sofá é igual a zero. Os programadores culturais acabam-lhe com a letargia do corpo para poder aproveitar a cidade ao máximo, sobretudo no que diz respeito às exposições espalhadas por museus e galerias de Lisboa e aos espectáculos de teatro, dança ou comédia.   Aproveite o recheio desta agenda cultural de Lisboa e faça-se ao piso. Recomendado: Coisas para fazer em Lisboa em Setembro

As melhores corridas em Lisboa para dar corda aos sapatos
Desporto

As melhores corridas em Lisboa para dar corda aos sapatos

Cordões bem apertados, dorsais no peito e toca a correr que se faz tarde. Não há razão para não pôr já em prática a resolução (tantas vezes adiada) de fazer mais exercício. A melhor maneira de mandar o tédio embora é mesmo dar corda aos sapatos – sozinho, com a sua cara metade ou até com o seu melhor amigo (por ventura o de quatro patas). O que é preciso é vontade. Deixe a preguiça em 2018 e deite o olho à agenda das melhores corridas do ano, na cidade, mas também na área metropolitana. Se não tiver fôlego, também há caminhadas, para aproveitar as melhores vistas da cidade. Recomendado: Os melhores sítios para correr em Lisboa

Dez sugestões de escapadinhas por Portugal
Viagens

Dez sugestões de escapadinhas por Portugal

Adoramos Lisboa do fundo do coração, mas às vezes sabe bem ir dar uma volta (ou duas ou três). Por isso, nesta selecção de dez hotéis, o verbo de ordem é descansar. Não interessa se o faz em quartos com vista para o Douro, em casas nas árvores ou em tendas de luxo, nem se prefere casas modernas de inspiração nórdica, um spa desenhado por Álvaro Siza ou um menu de Ljubomir Stanisic. São várias as sugestões para fugir do trânsito de Lisboa e ir laurear a pevide (a expressão preferida de todos os bons viajantes), por isso aproveite e vá para bem longe. Boa escapadinha. Recomendado: Os novos turismos que valem a viagem  

Sabores da estação

Os melhores sítios para lanchar em Lisboa
Restaurantes

Os melhores sítios para lanchar em Lisboa

Todos sabemos que o pequeno-almoço é aquela refeição que nunca devemos saltar mas os médicos defendem também que não devemos ficar mais do que duas a três horas sem comer e por isso há que cumprir a recomendação. Comece já a pensar onde vai lanchar. Seja durante uma tarde de trabalho, para matar saudades daquele amigo ou familiar e pôr conversa em dia, ou ao fim-de-semana para ficar toda a tarde a relaxar. Nestes sítios para lanchar em Lisboa sai sempre revigorado e/ou de barriga cheia: estamos a falar de pain au chocolat, croissants, merendas mistas, cupcakes, bowls, éclairs doces ou salgados... e por aí fora.

Os melhores cafés em Lisboa
Restaurantes

Os melhores cafés em Lisboa

Ir ao café é um hábito bem português, ainda que ao longo dos anos os cafés se tenham transformado, acompanharam os tempos, vestiram outras modas. Até já há cafés que se chamam café sem servir o dito, mas mantém a tradição do encontro. Seja para tomar o pequeno-almoço, lanchar com a família, fazer uma refeição ligeira, trabalhar, para se iniciar no universo dos baristas, encontrar amigos ou mostrar tudo isto nas redes sociais (para isso também vale a pena espreitar a nossa selecção dos cafés mais instagramáveis). Corremos os bairros e encontrámos os lugares que não dispensamos na hora da bica. Estes são os melhores cafés em Lisboa. 

As melhores esplanadas para o Outono em Lisboa
Coisas para fazer

As melhores esplanadas para o Outono em Lisboa

Somos bons esplanadores e não é o Outono que nos vai fazer sair da cadeira ao lusco-fusco. Pelo contrário. Não deixe que os fins de tarde escuros o façam ir logo para casa e aproveite happy hours, esplanadas com aquecedores ou com aquela mantinha que já cai bem pelas costas. Saia de casa mas abrigue-se de brisas leves, ventanias e do briol que já se sente à noite numa destas esplanadas: temos propostas à beira-rio, nas alturas ou outras mais escondidas dentro de edifícios. Das já clássicas às novidades mais recentes, estas são as melhores esplanadas para o Outono em Lisboa. Recomendado: Onde comer bem no Príncipe Real

Os melhores sítios para beber chocolate quente em Lisboa
Restaurantes

Os melhores sítios para beber chocolate quente em Lisboa

Cremoso, com ou sem chantilly por cima, quente e bem docinho. Se o que lhe aquece realmente a alma (e as mãos) é o chocolate numa versão líquida, esta é a altura certa para correr as capelinhas todas em busca de uma chávena de chocolate a fumegar e colocar a gulodice em dia. Aqui damos-lhe uma lista de sítios para beber chocolate quente em Lisboa com um grau de cacau mais ou menos elevado, com rum e até com licor de laranja. Mais ou menos doce, estas canecas são um tiro certeiro para curar todos os males. Recomendado: Os melhores cafés em Lisboa

Os melhores sítios para comer panquecas em Lisboa
Restaurantes

Os melhores sítios para comer panquecas em Lisboa

Acha que a sua receita de panquecas é a melhor do mundo? Dê folga à frigideira lá de casa, rume a um destes cafés especialistas em pequenos-almoços e brunches e fique a conhecer boas panquecas, redondas, fofas, leves ou densas, mais altas ou mais baixas, das doces e carregadinhas de chocolate às novas versões fit, feitas com aveia e com muita fruta. Para um grande pequeno-almoço (olá brunch), um almoço diferente (que estas torres de panquecas são bom alimento para o resto do dia e existem até em versões salgadas) ou um lanche como deve ser.  Recomendado: Os melhores cafés em Lisboa

Os melhores sítios para comer tábuas de queijos e enchidos em Lisboa
Restaurantes

Os melhores sítios para comer tábuas de queijos e enchidos em Lisboa

Faça contas à vida para, ao final da tarde, poder sentar-se sossegado a relembrar a tabuada. Não se alarme se não é amigo de números porque nesta lista fala-se é das tábuas de queijos e enchidos tão carregadinhas que o mais provavél é que já as conheça de cor. Afinal, uma tábua de queijos e enchidos é aquele clássico das patuscadas com amigos que nunca se deve ignorar. O melhor de tudo é que na maioria destes sítios as tábuas ainda não estão pré-definidas, portanto pode juntar o útil ao agradável: conhece um sítio novo e escolhe o que quer, entre queijos e enchidos ou uma mista para provar de tudo. Recomendado: Os melhores sítios para comer e comprar queijo em Lisboa

Bons vinhos até 5 euros, quem quer?
Coisas para fazer

Bons vinhos até 5 euros, quem quer?

Vivemos num país afirmativamente vinhateiro, com cerca de 285 castas autóctones, ou seja, 285 uvas que nasceram neste pedaço de terra com apenas 218 km de largura e 561 de comprimento, e nas nossas ilhas. Uma área pequena, onde fizemos caber 14 regiões vitivinícolas, tal é a diversidade do clima e do solo português. O que não valorizamos, por vezes, é que também por isso nos chegam às mãos vinhos óptimos a preços bastante acessíveis, muitos à venda por menos de cinco euros nos super ou hipermercados. Resta saber quais, porque nem todos têm esta excelente relação qualidade/preço. Aqueles aqui apresentados têm várias coisas em comum: são todos boas escolhas, fáceis de encontrar, e prometem não desiludir, quer seja numa mesa de amigos ou num momento a dois (ou até mesmo para beber sozinho).

E se não quer sair de casa

As melhores entregas ao domicílio em Lisboa
Restaurantes

As melhores entregas ao domicílio em Lisboa

São três palavrinhas mágicas: comida ao domícilio, ou uma apenas ("delivery"), se preferir recorrer à capacidade de síntese anglo-saxónica. Existem para nos facilitarem a vida (ou aumentarem a preguiça) e há cada vez mais. O que faz na rua costuma ser connosco mas desta vez dizemos-lhe para ficar em casa: pegue no telemóvel ou no computador e encomende a boa comida que há lá fora. Estas são as melhores entregas ao domicílio em Lisboa. Recomendado: + Comparámos cinco serviços de entrega de comida ao domicílio + Um chef em casa? É para já

Os filmes românticos de Outono para (re)ver
Filmes

Os filmes românticos de Outono para (re)ver

É, para muitos, a estação da depressão. A estação dos recomeços, do fim dos dias longos, a estação do vento que já faz tremer a pele e do desmpoeirar dos casacos. Mas o Outono comporta algo de profundamente poético na sua melancolia, e o cinema nunca lhe ficou indiferente. Não é que procuremos um masoquismo induzido quando os olhos se fixam no ecrã, mas fugir desse cliché soa quase a anti-natura. Na lista em baixo encontra títulos de resposta aos dias frescos, filmes perfeitos para trocar a rua pelo sofá, para abraçar a inércia e experimentar a nostalgia sem pudores. Conheça as nossas sugestões de filmes românticos de Outono para (re)ver. Recomendado: Os melhores filmes românticos de sempre

12 séries novas da Netflix que vale a pena ver
Filmes

12 séries novas da Netflix que vale a pena ver

Não é possível falar de séries sem falar do serviço de streaming. É muito graças à forte aposta da Netflix na produção audiovisual que o panorama televisivo melhorou nos últimos anos. É a nova era dourada da televisão. Todas as semanas se estreiam no popular serviço de streaming séries e filmes que não se encontram em mais lado nenhum. O difícil muitas vezes é, na verdade, acompanhar o ritmo. Como escolher o que ver quando a opção é tanta? Damos-lhe uma ajuda, apontando as séries novas da Netflix que vale a pena ver.  Recomendado: Dez séries originais Netflix que tem de ver

As melhores séries para ver na Netflix
Filmes

As melhores séries para ver na Netflix

O catálogo da Netflix, em Portugal, tem algumas falhas. Isso é notório sobretudo nos filmes, mas também nas séries. Só é possível colmatar esse problema devido a umas quantas parcerias estratégicas e ao facto de algumas das melhores produções do momento serem originais do serviço de streaming. O que é inegável é que, com uma ou outra excepção de peso, como Os Malucos do Circo dos Monty Python, a maior parte das séries disponíveis na Netflix foi feita neste século. Fique a conhecer o que de melhor temos disponível por cá, com esta lista das melhores séries para ver na Netflix. Recomendado: As séries originais Netflix que tem de ver

Especial Halloween

As melhores festas de Halloween em Lisboa
Noite

As melhores festas de Halloween em Lisboa

Apesar de não ser uma tradição portuguesa, o Halloween já foi adoptado por cá e ainda bem porque nós gostamos é de festas. É verdade que este ano o Dia das Bruxas calha a uma quinta-feira, mas não é por isso que a cidade não se enche de festas – até porque depois é feriado. Aos poucos elas vão sendo anunciadas e a verdade é que o fim do mês promete ser um susto. Com ou sem disfarce, o melhor é beber e dançar nestas festas de Halloween em Lisboa, para depois nem se lembrar. Recomendado: Perca os medos e aventure-se neste Halloween em Lisboa

As melhores lojas de disfarces em Lisboa
Compras

As melhores lojas de disfarces em Lisboa

Há sempre razões para nos fantasiarmos e andarmos a espalhar magia pela cidade, sozinhos ou acompanhados. Antigamente, o Carnaval alfacinha, por exemplo, incluía cegadas, desfile de carros alegóricos na Avenida da Liberdade e o infame Xé-Xé, e agora faz-se de festas a durar uma semana inteira, tal como acontece no Halloween, essa importação americana que nos faz percorrer todas as lojas à procura do melhor disfarce de Freddy Krueger ou Samara Morgan. Sabemos que é uma busca difícil, por isso damos uma ajuda, para garantir que faz um brilharete. Só tem de escolher o modelo e os acessórios. Se comprar não for uma opção, tem sempre os dois guarda-roupas obrigatórios para quem quer alugar uma fatiota. Estas são as melhores lojas de disfarces em Lisboa. Recomendado: Festas e jantaradas. Uma lista de salas para alugar

Perca os medos e aventure-se neste Halloween em Lisboa
Coisas para fazer

Perca os medos e aventure-se neste Halloween em Lisboa

O Halloween está a chegar e Lisboa promete fervilhar de eventos macabros que não vão deixar ninguém metido em casa no Dia das Bruxas, com medo das assombrações. É também a altura ideal para dar asas ao alter-ego, às fantasias ou deixar apenas voar a criança que ainda ocupa um espacinho do seu coração. A nossa sugestão é que se aventure, combine com familiares ou amigos e vá para a rua pôr o medo e a coragem à prova. Não ganhámos para o susto, mas fazemos tudo para que nada lhe falte. Recomendado: Os 100 melhores filmes de terror de sempre

Lisboa assombrada: os espíritos andam aí
Coisas para fazer

Lisboa assombrada: os espíritos andam aí

Está alguém aí? É esta a pergunta chave da ficção de terror e uma das frases a evitar em casas assombradas da vida real (nos filmes costuma ser tiro e queda). Mais vale não arriscar, mesmo que não acredite em bruxas, porque... “que las hay, las hay”, como sói dizer-se. A pensar nisso, fizemos um roteiro especial de sítios que podem ser considerados impróprios para almas mais assustadiças, do centro de Lisboa a Sintra. Mesmo que estejam cheios de gente, os fantasmas, os espíritos, vagueiam à socapa e nenhum virar de esquina é totalmente seguro. Recomendado: Os 100 melhores filmes de terror de sempre

Mais Halloween em Lisboa

Banda sonora para a estaçao

Dez versões clássicas de “Autumn in New York”
Música

Dez versões clássicas de “Autumn in New York”

“Autumn in New York” foi composta por Vernon Duke no Verão de 1934, quiçá tentando repetir o sucesso que obtivera dois anos antes com outra canção sobre estações-do-ano-em-cidades-famosas: “April in Paris”. A canção surgira sem um propósito definido, mas não tardou a surgir ensejo para o seu uso, quando Duke soube que o produtor John Murray Anderson precisava de uma canção que louvasse os encantos outonais de Nova Iorque para o musical Thumbs Up!. Duke propôs “Autumn in New York”, esta foi aceite e Thumbs Up! estreou a 27 de Dezembro de 1934. O acolhimento foi morno, o musical saiu de cena após 156 representações e “Autumn in New York” ficou esquecida até que, em 1947, Frank Sinatra pegou nela e a converteu num sucesso. “Autumn in New York” tornou-se mesmo numa espécie de “hino não-oficial de Nova Iorque” entre os cantores de inclinações jazzísticas, até à aparição em 1977 da espalhafatosa “New York, New York”, composta por John Kander (música) e Fred Ebbs (letra) para o filme homónimo de Martin Scorcese, e que seria celebrizada por Liza Minelli e (novamente) por Frank Sinatra. Recomendado: Dez versões de “Autumn Leaves”

Adeus Verão, olá festivais de Outono
Música

Adeus Verão, olá festivais de Outono

Falamos habitualmente deles na altura do calor, mas cada vez mais os festivais acompanham-nos ao longo de todo o ano. O mês de Outono começa com o Santa Casa Alfama, que enche (ainda mais) o bairro de Alfama de fado, e termina com o Super Bock em Stock e música indie na Avenida da Liberdade e nas ruas paralelas. Pelo meio, há ainda o barreirense OUT.FEST, o Jameson Urban Routes ou o Misty Fest. Eis os festivais de Outono a não perder em Lisboa e arredores nos próximos meses. Aponte na agenda. Recomendado: Concertos em Lisboa

Concertos em Lisboa em Outubro
Música

Concertos em Lisboa em Outubro

É aquela altura do ano em que as temperaturas começam a baixar, as folhas começam a cair e os concertos sucedem-se. O  Verão que nos perdoe, mas não há nada como ver concertos em Lisboa no Outono. De preferência dentro de uma boa sala.  O maior concerto marcado para Outubro é mesmo o de Michael Bublé, que vai à Altice Arena no primeiro dia do mês (e toca na mesma sala em Setembro). Mas há coisas boas em cartaz, como os regressos dos Orchestral Manoeuvres In The Dark, Pixies ou Mark Lanegan aos palcos alfacinhas. Recomendado: Concertos em Lisboa – Os melhores concertos mês a mês

Concertos em Lisboa em Novembro
Música

Concertos em Lisboa em Novembro

O Inverno ja esteve mais longe, o frio começa a instalar-se e a tirar-nos a vontade de sair de casa. Mas é preciso fazer um esforço para ir para a rua. Ir, por exemplo, ver um concerto. Por enquanto, as principais actuações confirmadas são as dos Expensive Soul (na Altice Arena) e dos Vampire Weekend (no Coliseu de Lisboa), além dos festivais Super Bock em Stock e Misty Fest. Convém ainda referir os regressos a Portugal de Weyes Blood, Belle & Sebastian ou os candianos Godspeed You! Black Emperor. Recomendado: Concertos em Lisboa – Os melhores concertos mês a mês  

10 obras clássicas para o Outono
Música

10 obras clássicas para o Outono

Para os poetas e para os compositores, o fim do Verão não é apenas uma data no calendário astronómico – é uma metáfora para o fim do amor e da vida. 

10 versões de “Autumn Leaves”
Música

10 versões de “Autumn Leaves”

O rasto destas folhas de outono leva-nos até Budapeste, onde nasceu, em 1905, o autor da música. Chamava-se então József Kosma, mas quando se mudou para Paris em 1933 adoptou um mais pronunciável “Joseph”. A composição nasceu como um trecho instrumental para o bailado Le Rendez-Vous (1945), com enredo de Jacques Prévert e coreografia de Roland Petit, e seria convertida, no ano seguinte, com letra de Prévert e com o título “Les Feuilles Mortes”, numa canção da banda sonora da adaptação cinematográfica do bailado por Marcel Carné, que teve por título Les Portes de la Nuit e contou com Yves Montand e Nathalie Nattier nos papéis principais. A canção chegou aos ouvidos de Johnny Mercer, que reconheceu o seu potencial e, em 1949, lhe enxertou uma letra em inglês. A letra de Prévert recorda uma paixão passada – “Naquele tempo a vida era mais bela/ E o sol mais caloroso do que hoje” – e contempla-a numa perspectiva agridoce: “As folhas mortas agarram-se à pele/ Como as recordações e os remorsos/ Mas o meu amor, silencioso e fiel,/ Não deixa de sorrir e agradece à vida// Amava-te tanto e eras tão bela/ Como posso eu esquecer-te?”. E conclui, em tom resignado: “A vida separa os que se amam/ Muito suavemente, sem ruído/ E o mar apaga na areia/ Os passos deixados pelos amantes desunidos”. A letra de Mercer para “Autumn Leaves” é substancialmente diferente, mas retém a analogia entre o Verão da paixão – “os lábios, os beijos de Verão, as mãos bronzeadas que eu costumava agarrar” – e o O