A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Fauna e Flora
Manuel Manso

Ideias para sobreviver à chuva em Lisboa

A chuva dá-lhe uma súbita vontade de hibernar? Damos-lhe ideias bem melhores do que enfiar-se numa toca à espera de melhores dias.

Escrito por
Editores da Time Out Lisboa
Publicidade

É normal que um alfacinha, de gema ou não, se sinta um peixe fora da água quando começa a chover. Mas não precisa de ficar triste só porque o céu está a chorar. Encare a precipitação com calma e faça planos impermeáveis às condições meteorológicas. Tente passar entre os pingos da chuva com estas ideias que, no mínimo, ajudam tolerar a precipitação em Lisboa. Desde testar a pontaria contra uma horda de zombies virtuais a ir jogar bingo, há muitos planos dentro de portas. Quem diria que, afinal, a chuva pode ter os seus encantos?

Recomendado: Coisas para fazer em Lisboa este mês

Ideias para sobreviver à chuva em Lisboa

  • Música

Aproxima-se uma depressão cavada? O céu tolda-se com nuvens carregadas? Previna-se com guarda-chuva, impermeável, galochas e uma mão cheia de canções à prova de água. Ficar em casa com a chuva lá fora a cair é, pelo menos de vez em quando, uma das melhores coisas que pode fazer. Mas merece sempre uma banda sonora à altura. Não interessa se o objectivo é acompanhar a melancolia dos dias ou atirá-la porta fora: há opções para todos os gostos. A escolha é sua, mas o melhor é enfiar-se debaixo das mantas e pôr a banda sonora a tocar.

  • Coisas para fazer

Viver num universo paralelo, nem que seja por breves minutos, parece uma ideia incrível para fugir deste mundo por instantes. Mais que isso: poder viver uma experiência que não seria possível nesta vida nem na outra é uma das vantagens daquilo a que chamam de realidade virtual. Enquanto não nos for concedido o poder do teletransporte, por exemplo, podemos sempre contentar-nos com estas modernices que, vai-se a ver, e são o futuro. Arme-se com um par de óculos especiais, sozinho ou em grupo, que é sempre mais divertido, e veja o que os outros não vêem. A vantagem é que está sempre abrigado dos chuviscos.

Publicidade
  • Coisas para fazer

Começaram por ser bem reais e disputados em casas particulares. Na Hungria, em 2008, anfitriões inspiraram-se em jogos como Crimson Room e vá de fechar os convidados numa sala, esperando que conseguissem sair de lá. Não demorou até que o conceito de escape rooms ganhasse outras dimensões. Basta percorrer a Baixa e outras zonas de Lisboa para encontrar diferentes opções e diferentes tramas. Reúna os amigos, foque-se nas pistas, tente resolver a charada e raspe-se destas escape rooms em Lisboa.

  • Museus

Há museus completamente gratuitos em Lisboa (já os listámos) e depois há outros que não dão o braço a torcer e onde vai ter sempre de se chegar à frente e abrir a carteira. Mas ainda há um meio termo, aqueles que dão tréguas em pelo menos um dos dias da semana ou do mês, para que possa entrar sem gastar dinheiro. Seja ao sábado, no primeiro domingo do mês ou depois de uma certa hora – há opções para tudo e todos. Está pronto para apontar estas dicas?

Publicidade
  • Compras
  • Livrarias

Mulheres que se aventuram com desconhecidos, casais aborrecidos que trocam de parceiros, idosos que observam jovens nuas e virgens, e várias escapadelas românticas. Prepare-se para entrar no universo perturbador do prazer e do erotismo. Desde clássicos como as Novelas Eróticas, de M. Teixeira-Gomes, e A Casa das Belas Adormecidas, de Yasunari Kawabata, até ao divertido e politicamente incorrecto Pornopopeia, de Reinaldo Moraes, seleccionámos 15 livros eróticos, mais ou menos descritivos, mais ou menos perturbadores, que prometem aquecer as noites mais frias.

  • Miúdos

Ao parque, com este frio? Nem pensar, ainda se constipam. Mas podemos ir andar de bicicleta? Não, que o chão está todo molhado. Afinal de contas, este tempo não dá para grande coisa. Ou dá? Se entreter os miúdos é um desafio nos meses quentes, nos dias de chuva e frio pode ser um pesadelo. Mas só para quem não se quiser inspirar na nossa lista de atracções indoor em Lisboa, com actividades para crianças em espaços fechados e quentinhos. Desde o Oceanário até à Cinemateca Júnior, há escolhas para todos os gostos – e é muito provável que os pais gostem dos programas tanto quanto os filhos.

Publicidade
  • Restaurantes

Seja para apimentar um prato ou para oferecer ao amigo foodie que gosta de estar a par de todas as novidades gastronómicas, um bom picante pode sempre fazer a diferença (e um brilharete). Há um mundo de picantes artesanais por descobrir e que vale a pena conhecer. Para começar, prove os picantes da Deusa Picante, do Senhor Rito e da Mondega Gourmet.

  • Compras
  • Compras e estilo de vida

A curiosidade fala mais alto e muitas das pessoas que passam na Rua de São Pedro de Alcântara, ligação entre o Chiado e o Príncipe Real, são atraídas pelo nome na fachada e entram para confirmar a suspeita. E sim, depois de anos a vender os seus produtos exclusivamente em farmácias, a Caudalie abriu uma pequena boutique no coração de Lisboa, a primeira na capital. No piso subterrâneo, é como se deixássemos para trás o caos da cidade. Os dois gabinetes de tratamento recriam o ambiente e a esquadria da casa mãe, em Bordéus. Tal como a boutique do andar de cima, o day spa da Caudalie já abriu portas e está a aceitar marcações. No menu, o principal foco são os tratamentos de rosto — anti-envelhecimento, hidratante, purificante, entre muitas outras propriedades, num total de sete rituais. Do lado do corpo, as opções incluem esfoliação, hidratação e uma a acção reafirmante da gama Vinosculpt. Os preços variam entre os 92€ (50 minutos) e os 132€ (80 minutos).

Publicidade
Grite “Bingo!”
  • Coisas para fazer
  • Avenidas Novas

Quando foi inaugurado, em 1986, o bingo do Belenenses tinha a maior sala da Península Ibérica, com 600 lugares. Por isso não vai ter problemas em arranjar lugar, pegar nas canetas de feltro e começar a riscar cartões. Não deixe de usufruir do esmerado serviço de bar. Está aberto 365 dias por ano, faça chuva ou faça sol, 12 horas por dia, das 15.00 às 03.00.

Lisboa dentro de portas

  • Restaurantes

Há restaurantes de alta-cozinha, comida democrática e street food, refeições para qualquer hora, pratos daqui e do mundo. Fazemos-lhe um guia com os melhores novos restaurantes em Lisboa, abertos nos últimos meses. Não se deixe sentir desactualizado e marque já uma mesa – é só escolher o que mais lhe apetece hoje.

  • Museus

Ir a um museu não tem de ser uma seca e há cada vez mais espaço para a interactividade no desenho museológico nacional. A realidade virtual está também cada vez mais presente nos museus interactivos de Lisboa, Sintra ou Cascais. Está na hora de conhecê-los.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade