Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Exposições de fotografia para ver em Lisboa

Exposições de fotografia para ver em Lisboa

O panorama cultural da cidade não arrefece e a oferta continua a prometer encher-lhe as medidas

"Living Among What’s Left Behind"
©Mário Cruz "Living Among What’s Left Behind"
Por Francisca Dias Real |
Publicidade

Os museus e galerias da cidade são os locais perfeitos para encher a agenda de final de tarde ou fim-de-semana. Se é fã de fotografia tem mesmo de deitar o olho – ou a lente, se quiser registar o que já foi registado por outros – a estas exposições. Damos a nossa palavra de como são paragem obrigatória. Dos animais registados pelo norte-americano Joel Sartore para a National Geographic, passando pela meia centena de artistas que celebra a manipulação da imagem com o património arquitectónico, ou até mesmo os trabalhos de Mário Cruz, fotógrafo distinguido pelo World Press Photo – pode ver de tudo nestas exposições. 

Recomendado: Conheça estes museus de arte contemporânea em Lisboa

Exposições de fotografia para ver em Lisboa

Ficção e Fabricação
©James Welling
Arte

Ficção e Fabricação

icon-location-pin MAAT - Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia, Belém
icon-calendar

São 68 obras que integram esta exposição que celebra o imaginário da arquitectura como elemento central da fotografia na arte contemporânea. A exposição “Ficção e Fabricação: Fotografia de Arquitetura após a Revolução Digital” reúne obras de cerca de 50 artistas que constroem e manipulam imagens feitas a partir de objetos e espaços arquitetónicos, assinalando também os 30 anos da invenção do Photoshop. Encontre por lá desde as obras de Andreas Gurski, Thomas Demand ou Doug Aitken, até às criações ficcionais de Beate Gütschow ou Isabel Brison. Numa era onde dominam os meios digitais, “Ficção e Fabricação” expõe as ficções provenientes do campo artístico que aqui surgem como uma alternativa crítica à própria arquitectura.

Mais arte em Lisboa

More to explore

Publicidade