Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Sítios para viver uma experiência de realidade virtual em Lisboa

Sítios para viver uma experiência de realidade virtual em Lisboa

Estar no outro lado do mundo em segundos ou escalar o Evereste. Tudo é possível nestas experiências de realidade virtual em Lisboa

Centro de Realidade Virtual
Manuel Manso
Por Francisca Dias Real |
Publicidade

Viver num universo paralelo, nem que seja por breves minutos, parece uma ideia incrível para fugir deste mundo por instantes. Mais que isso: poder viver uma experiência que não seria possível nesta vida nem na outra é uma das vantagens daquilo a que chamam de realidade virtual. Enquanto não nos for concedido o poder do teletransporte, por exemplo, podemos sempre contentar-nos com estas modernices que, vai-se a ver, e são o futuro. Arme-se com um par de óculos especiais, sozinho ou jogue em grupo, que é sempre mais divertido, e veja o que os outros não vêem.

Recomendado: Saiba quais são as melhores coisas radicais para fazer em Lisboa

Sítios para viver uma experiência de realidade virtual

Coisas para fazer

Sky Rides

icon-location-pin Grande Lisboa

Não têm espaço fixo, são uma espécie de nómadas da realidade virtual. A Sky Rides faz pop ups de experiências de realidade virtual e vão anunciando os poisos na sua página de Facebook – agora têm o arraial montado no Fórum Almada e no do Montijo. Pode ter uma experiência virtual no universo dos dinossauros ou na grande Muralha da China. Parta ainda à Descoberta da Cidade Perdida (um ambiente tipo Indiana Jones), tenha uma aventura no Grand Canyon e ou faça uma Exploração em Marte. As experiências duram cinco minutos e custam 5€, sendo que a estrutura suporta até seis participantes. Fique a saber que os jogos vão mudando, por isso não se surpreenda com as novidades.  

Centro de Realidade Virtual
Manuel Manso
Coisas para fazer

Centro de Realidade Virtual

icon-location-pin Parque das Nações

Este espaço no Parque das Nações não é muito grande, mas é o suficiente para poder viver mais de 20 experiências de realidade virtual, sozinho ou em grupo (até quatro pessoas). No Centro de Realidade Virtual não querem cair nos habituais jogos para gamers, aqui há desde cinema imersivo – onde parece realmente que está dentro do filme, como se fosse uma personagem – ou até um exercício onde é preciso escalar o Evereste. Também pode teletransportar-se através de um jogo de Google Earth e andar por uma qualquer cidade no mundo ou, imagine-se, sair ileso de uma escape room virtual. No Centro de Realidade Virtual, compra o tempo e não a experiência, portanto consoante o pacote de minutos que preferir, vai poder gastá-lo em vários jogos – até ao último segundo. 

Publicidade
Zero Latency Renata
Mariana Valle Lima
Coisas para fazer, Jogos e passatempos

Zero Latency

icon-location-pin Grande Lisboa

É um jogo mas parece tão real que nos faz esquecer que estamos fechados numa sala com 200 metros quadrados. É uma verdadeira experiência de realidade virtual imersiva que se instalou no Dolce Vita Tejo. Há vários jogos disponíveis como o Zombie Survival, Sol Raiders, Singularity ou o Outbreak Origins, quase todos eles envolvem zombies. O jogo é em equipa, até ao máximo de seis jogadores, o que torna o acontecimento ainda mais divertido. Durante o tempo de jogo, cerca de 15 minutos que parecem durar bem mais dado o número de níveis e missões para cumprir, acreditamos verdadeiramente que estamos a tentar exterminar esta espécie.

autódromo virtual de lisboa
©DR
Coisas para fazer, Jogos e passatempos

Autódromo Virtual de Lisboa

icon-location-pin Oeiras

O automobilismo é um
 desporto reservado às elites.
 Caro, extremamente difícil
 e bastante perigoso. A única forma de o tornar mais democrático é desmaterializá-
lo – isto é, transformá-lo numa experiência virtual. É isso que acontece no Autódromo Virtual de Lisboa, em Carnaxide,
 onde qualquer ser humano 
pode viver todas as emoções
 de corridas de carros sem se preocupar com idas à revisão
 ou o estacionamento em
 paralelo. Apesar de não ser uma experiência 100% de realidade virtual, é bastante semelhante a uma dessas, já que pode aventurar-se em quase duas dezenas de simuladores
 e outras tantas de pistas e carros à escolha num espaço de 300 metros quadrados. 

Mais em Lisboa

Piscina de Bolas
©Duarte Drago
Coisas para fazer

Sítios onde um adulto pode ser criança em Lisboa

A diversão está descentralizada, democratizou-se, e a infância é um estado intermitente que nos visita de vez em quando. Fizemos o roteiro 
da Lisboalândia, um parque de diversões disfarçado de cidade onde há muito mais para fazer para além de tocar às campainhas e fugir. 

Academia de Golfe Lisboa - Driving Range 2
Fotografia: Arlindo Camacho
Coisas para fazer

Coisas para fazer sozinho em Lisboa

Há muitos motivos para celebrar a cidade de forma ímpar sem nunca se sentir sozinho: vale tudo menos dar de comer aos pombos (a sério, não o faça, é deprimente). Pode antes jogar golfe, pedalar junto ao rio, relaxar num spa, enfardar uma sobremesa inteira, beber uns copos ou ir passear o cão (sim, não estará sozinho, mas também não terá de se preocupar em fazer conversa e, na pior das hipóteses, corre atrás do bicho que entretanto já não quer voltar para casa). 

Publicidade