A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
presentes de natal
©Kira auf der Heide/Unsplash

Natal verde: surpreenda com presentes amigos do ambiente

Numa altura em que a preocupação com o planeta é cada vez maior, espreite as nossas sugestões de presentes de Natal amigos do ambiente

Raquel Dias da Silva
Escrito por
Vera Moura
e
Raquel Dias da Silva
Publicidade

O mundo está cada vez mais atento à pegada ecológica: luta-se pela justiça climática e por uma transição justa que garanta a neutralidade de carbono até ao ano de 2030. Por isso, comprar sustentável não pode nem deve ser um bicho-de-sete-cabeças. Para muitos até já é um estilo de vida. É a pensar no planeta e nos seres que o povoam que sugerimos alternativas de presentes de Natal amigos do ambiente: sustentáveis e fáceis de reutilizar ou reciclar. As propostas são para todos e para todas as carteiras, desde cestas artesanais a sapatos vegan, sem esquecer produtos feitos com plástico ou madeira reciclada. O difícil vai ser escolher, mas pode aproveitar para apontar ideias para (pelo menos) os próximos dez natais.

Recomendado: Lisboa Verde - Guia essencial da sustentabilidade na cidade

Presentes de Natal eco-friendly

Educada por duas costureiras professionais com o mesmo nome, Maria, e a mesma paixão pela alfaiataria, Marisa Matos fundou a Sienna, para a qual, seguindo a filosofia de desperdício zero, também cria peças exclusivas, quase ou mesmo únicas, com tecidos excedentes, impossíveis de aproveitar na colecção corrente.

Preço: 80€

A Pegada Verde já montou a sua loja de Natal, com sugestões de presentes para toda a família, como este kit para fãs de costura e upcicling, que a marca Vintage for a Cause criou em parceria com a designer de produtos Erika Bona. Além de um guia com instruções e de tecidos excedentes industriais, traz moldes reutilizáveis para fazer carteiras, scrunchies (elásticos estilosos para o cabelo) e bolsos.

Publicidade
Ténis Re-Coffee
Re-Coffee

3. Ténis Re-Coffee

Calçado vegan, feito em Portugal, com desperdício de café e borracha reciclada, é a especialidade da Re-Coffee. Para já, existe apenas uma colecção, chamada Kaffa. Criada em 2019, é constituída por sete modelos de ténis, baptizados com nomes como Matcha Coffee e Latte Machiatto. Feitas com coffee leather (cuja composição é 50% borra de café e 50% borracha reciclada), o interior é de fibra de coco e palmilha poliuretano reciclado. Já as solas têm 30% de borra de café e 70% de borracha reciclada. Cada par de sapatilhas é feito com o desperdício equivalente a 33 cafés expresso.

Preço: desde 119€

Para fãs de plantas, a portuguesa Citrina nunca falha. As arvóres cítricas em miniatura são perfeitas para ter em qualquer casa. Disponíveis em vários modelos, todas dão frutos comestíveis certificados, cada um com o seu próprio sabor e características distintas.

Preço: desde 19,95€

Publicidade

Está preocupado com o futuro, com o que compra e com a sustentabilidade de uma das indústrias mais poluentes do mundo? Na YAO (Young Adult Outfits), é possível encontrar desde roupa até acessórios amigos do ambiente de várias marcas portuguesas, como a Wonther, que criou este colar, inspirado em carimbos, com prata 925 reciclada e banhado a ouro de 24k.

Preço: 58€

Publicidade
Publicidade

O ponto de partida da Zouri, que fabrica sapatos vegan e 100% artesanais em Portugal, é simples: reinventar o calçado tradicional, aliando o design de autor à responsabilidade ambiental. O plástico recolhido nas praias portuguesas é trabalhado e misturado com borracha natural para formar a sola. Depois, entram no processo outros materiais, como o algodão orgânico e o piñatex, feito a partir de fibra de folhas de ananás.

Preço: 139€

Da Serra da Estrela para Lisboa, a Stró é a loja mais quentinha para o Natal. Encha o saco com mantas, cachecóis, cobertores ou chinelos de retalhos – feitos a partir do têxtil excedente –, tudo produtos em lã, linho ou algodão que obedecem a uma produção controlada.

Preço: 64,90€

Publicidade

A Cuscuz, com lojas no Porto e em Matosinhos, segue o conceito de slow design com o recurso a materiais naturais como madeiras vindas do desperdício de fábricas de móveis. Se preferir, a marca também vende brincos coloridos, a partir de 25€ (20€ em promoção).

Preço: 70€-130€

Balluta, criada por Catarina Pedroso, é o nome da marca portuguesa de sapatos vegan que quer criar colecções com o menor impacto ambiental possível, através de técnicas tradicionais e materiais ecológicos.

Preço: 405€

Publicidade

Não sabe o que é um YogurtNest? Este produto português, feito com têxteis (algodão, lã, linho ou cânhamo), actua como isolante térmico, mantendo a temperatura no seu interior, independentemente de estarem lá fora - 5ºC ou 50ºC. É, por isso, uma excelente iogurteira natural não eléctrica, estufa slow cooker, mala térmica de frios e quentes e até ninho para levedar a massa.

Preço: a partir de 35€

Publicidade

“Nem tudo o que vem à rede é peixe” não é apenas uma expressão tipicamente portuguesa: é também um brinquedo da So-So, a marca de objectos em madeira que os arquitectos Maria do Rosário Santos e João Paulo Marques criaram. Plástico? Não, obrigada. Produção em série, idem, idem, aspas, aspas.

Preço: 35€

Chamam “casacos felizes” a estas capas impermeáveis, feitas com tecido de plástico reciclado – o RPET, se preferir menos trava-línguas, que é o mesmo material usado nas habituais garrafas de plástico. Com este presente, qualquer um fica pronto para o frio que aí vem.

Preço: 112.23€

Publicidade

O planeta está a apitar, ainda não ouviu? A marca de roupa para mulher Buzina está atenta e não há maxi-vestido, blusa statement com mangas de balão, padrão irreverente e tecido acetinado que faça mal ao ambiente. Para fazer frente ao desperdício e maximizar os recursos, a marca do norte recupera matéria-prima de fábricas parceiras para produzir as suas colecções exclusivas de apenas 20 peças cada.

Preço: 275€

Este Natal a The Bam&Boo tem novas ideias de conjuntos para oferecer, como este gift pack Happy Shower, para uma rotina de limpeza e bem estar amiga do ambiente, um cabelo nutrido e uma pele hidratada. Inclui champô e um condicionador sólido, um sabonete, um creme hidratante e um desifectante de mãos.

Preço: 41€

Publicidade

A Guapa, marca de acessórios fabricados com materiais ecológicos, destaca-se sobretudo pelos seus bonés personalizáveis em algodão, lã ou ganga, com palas amovíveis em bambu, laminado de madeira ou resina.

Preço: 25,85€-28,10€ (bonés) + 19,11€ (palas)

As colecções da António vão mudando, mas o que não muda é a ideia de criar peças intemporais, de linhas simples e minimalistas. Um hino à slow fashion – que defende a reciclagem das peças, o consumo ético e responsável e roupa e acessórios que duram, e duram, e duram.

Preço: 380€

Publicidade

Basta fazer uma busca no Google pela marca portuguesa Jinja, que o primeiro resultado diz tudo: “Produtos eco design feito à mão com desperdício têxtil.” A aventura começou com individuais de mesa, cestas, vasos e taças decorativas – mas hoje juntam-se à festa candeeiros e mesas de apoio.

Preço: 162€

O que começou como uma pequena cave em Lisboa acabou por se tornar na primeira quinta urbana de economia circular em Portugal. Do desperdício de café, a Nãm produz cogumelos deliciosos – e convida-o a fazer o mesmo com este kit de cultivo, que vem com borras de bicas da Delta e micélio para misturar tudo e fazer crescer novos cogumelos em apenas algumas semanas. Reutilizável, basta comprar recargas para continuar a sua produção.

Preço: 12,50€

Onde ir às compras

  • Compras

Algumas das melhores compras estão à distância de um clique — como a vida hoje em dia, no geral — e temos 32 sugestões de lojas online para todas as necessidades, gostos e carteiras: vai encontrar roupa, acessórios, sapatos, jóias, decoração, artesanato, livros e presentes. Haja dinheiro no cartão de crédito para um carrinho tão cheio de coisas boas.

  • Compras

Consumir o que é português é agora, mais do que nunca, uma necessidade e um dever de todos, um gesto que pode fazer a diferença do lado de lá e que pode durar bons e longos anos no seu armário, estejamos nós a falar de t-shirts, jóias ou sapatos. Somos bons a produzir, somos bons a transformar aquilo em que tocamos em peças únicas: está na hora de pôr os olhos naquilo que é pensado, desenhado e fabricado por cá – as marcas portuguesas.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade