Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Chernobyl: um momento maior da história da televisão

Chernobyl: um momento maior da história da televisão

É por causa de séries como Chernobyl (HBO) que a televisão está a comer as papas na cabeça ao cinema

Chernobyl
©IMDB Chernobyl
Por Eurico de Barros |
Publicidade



No presente panorama da produção cinematográfica dos EUA, dominada por filmes de super-heróis e por entretenimento descerebrado, seria impossível conseguir financiamento para um projecto sobre um tema como o desastre da central nuclear soviética de Chernobyl, em Abril de 1986. É na televisão que estão hoje a disponibilidade, os meios financeiros e técnicos, o sentido de risco, as capacidades de co-produção, o tempo necessário para contar as histórias e os talentos, na esmagadora maioria vindos do cinema, para concretizar produções como Chernobyl.

Criada e escrita pelo americano Craig Mazin (espantosamente, o argumentista de A Ressaca – Parte II e Parte III), e realizada pelo sueco Johan Renck, que até 2008 tinha só feito videoclips – e mesmo considerando as (inevitáveis) liberdades tomadas com certos factos, personagens e situações –, Chernobyl é, pelo aparato da recriação física, pelo realismo tangível e sujo, pelo drama peso-pesado e cerrado como nevoeiro, pelo terror de rosto humano, pela denúncia dos efeitos da perversidade intrínseca de um regime totalitário sobre a vida comum e a consciência moral das pessoas, e pelo elogio da coragem e do sacrifício dessas mesmas pessoas, um momento maior da história da televisão.

As séries de televisão a não perder

Stranger Things 3
©IMDB/Netflix
Filmes

As melhores séries do momento

Com o aparecimento das plataformas de streaming, cada vez mais pessoas começaram a ver cada vez mais séries. Seja em grandes maratonas durante os dias de semana que, pela manhã, são denunciadas pelas olheiras, ou em fins-de-semana passados no conforto do lar.

The New Pope
Gianni Fiorito/HBO
Filmes

Séries que tem de ver até ao final do ano

Com a quantidade de material que todos os dias chega à indústria é bastante plausível que estejamos a atravessar uma das fases mais profícuas no que ao conteúdo de ficção diz respeito. Regressos há muito esperados, despedidas difíceis e novidades que prometem ser boas.

Publicidade
Filmes

As melhores séries para ver na Netflix

O catálogo da Netflix, em Portugal, tem algumas falhas. Isso é notório sobretudo nos filmes, mas também nas séries. Só é possível colmatar esse problema devido a umas quantas parcerias estratégicas e ao facto de algumas das melhores produções do momento serem originais do serviço de streaming.

Publicidade