A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Cidade Invisível
©NetflixCidade Invisível

20 filmes e séries em português para ver Netflix

Há conteúdos em português a não perder na Netflix, entre o sotaque do Brasil e o de Portugal.

Escrito por
Editores da Time Out Lisboa
Publicidade

A ideia era fazer uma lista com os conteúdos portugueses disponíveis na Netflix. À partida, poderia parecer que nos iríamos pôr à procura de uma agulha num palheiro. Só que não. Muito graças à ajuda dos criadores brasileiros, chegámos a uma lista com 20 sugestões de conteúdos falados em português, onde a grande maioria é falada em "português com açucar", como descreveu Eça de Queirós o sotaque do Brasil. Aqui dizemos-lhe o que filmes e séries valem a pena na plataforma de streaming, desde um documentário sobre a vida do elenco da memorável película brasileira A Cidade de Deus até Glória, o primeiro original português da Netflix.

Recomendado: O que é nacional é bom: 12 séries portuguesas para ver e recordar

20 conteúdos em português na Netflix

1. 3%

Foi a primeira série original brasileira produzida pela Netflix. Criada por Pedro Aguilera e protagonizada por Bianca Comparato e João Miguel, passa-se num futuro em que a elite brasileira vive numa ilha paradisíaca, longe dos bairros de lata. Na ilha não falta nada, enquanto nos bairros falta tudo. Há, no entanto, uma forma de se chegar a esta ilha: vencer o Processo, uma selecção muito dura. Como o título sugere, só 3% lá conseguirão chegar.

2. 7 Prisioneiros

De forma a proporcionar melhores condições de vida à sua família, aos 18 anos Mateus aceita um trabalho numa sucata localizada em São Paulo. Mas acaba preso no perigoso mundo do tráfico de seres humanos. Um premiado filme realizado por Alexandre Moratto, com Rodrigo Santoro e Christian Malheiros, actor menos famoso deste lado do oceano, mas com quem Moratto já tinha trabalho na longa-metragem Socrates.

Publicidade

3. Afronta!

Nesta série documental, da cineasta Juliana Vicente, pensadores afro-brasileiros partilham os seus percursos individuais e abordam temas como representação, empreendedorismo e comunidade. Ao todo são 26 episódios de 15 minutos cada, gravados em diversas cidades brasileiras, como Bahia, Minas Gerais, Recife e Rio de Janeiro, mas também com passagem pelos EUA. Entre as personalidades e artistas entrevistados, encontram-se as cantoras Tássia Reis e Raquel Virgínia, os rappers Rincon Sapiência, Tasha e Tracie e os produtores culturais Jack e Miranda.

4. A Metamorfose dos Pássaros

A realizadora portuguesa Catarina Vasconcelos assina este filme autobiográfico, no qual fala do efeito da morte da avó sobre o seu pai, no da morte da mãe sobre ela, quando tinha 17 anos, e na relação que passou a ter como aquele a partir daí.

Publicidade

5. Boca a Boca

Neste thriller brasileiro, que decorre na fictícia cidade de Progresso, vários adolescentes começam a apresentar sintomas de uma doença misteriosa, que é transmitida pelo beijo e se dissemina rapidamente numa isolada comunidade rural, deixando as famílias em pânico. Com um enredo negro e contemporâneo, esta série não só retrata os desejos de uma juventude inserida numa sociedade onde reinam o medo e a desconfiança como aposta na crítica social.

6. Bom dia, Verônica

Baseada no romance homónimo de Andrea Killmore, nome artístico com que a criminóloga Illana Casoy e o autor Raphael Montes assinam a obra, esta série policial brasileira acompanha Verónica Torres, funcionária da Delegacia de Homicídios de São Paulo, que se embrenha em duas investigações plenas de acção e suspense para ajudar vítimas de violência e injustiça. Pelo meio, descobre toda uma rede de conspiração.

Publicidade

7. Cidade Invisível

Nesta produção original da Netflix brasileira, um inspector ambiental descobre, após uma tragédia familiar, várias criaturas míticas a viver entre os humanos e apercebe-se de que elas têm a chave para o seu misterioso passado. Com realização de Carlos Saldanha, responsável por sucessos de cinema como Idade do Gelo e Rio, a produção já foi renovada para uma segunda temporada.

8. Cidade de Deus – 10 Anos Depois

Uma década depois da estreia de Cidade de Deus (2002), de Fernando Meirelles, os documentaristas Cavi Borges e Luciano Vidigal reuniram alguns dos principais actores e a equipa do icónico filme para tentarem perceber o que tinha mudado nas suas vidas desde então. O documentário devia ter-se estreado em 2012 (os tais “dez anos depois” a que o título alude), mas a montagem foi custosa, em todos os sentidos da palavra, e atrasou-se por mais alguns anos.

Publicidade

9. Coisa Mais Linda

Lançada em 2019, foi uma das séries mais faladas desse ano, o que lhe valeu uma segunda temporada. Com Maria Casadevall, Patrícia De Jesus e Fernanda Vasconcellos no elenco principal, a história passa-se no Rio de Janeiro dos anos 1950, onde a bossa nova e a cachaça andam de mãos dadas. Maria Luiza, uma mulher de São Paulo decide deixar a família conservadora e mudar-se para o Rio depois do seu marido a ter deixado e desaparecido na cidade maravilhosa a pretexto de abrir um restaurante. Ela resolve ir atrás dele, mas acaba por se apaixonar e abrir um bar em que descobre um novo mundo liberal e artístico.

10. Democracia em Vertigem

Realizado por Petra Costa, Democracia em Vertigem narra um dos períodos político-sociais mais conturbados na história do Brasil. O filme, que foi uma das apostas da Netflix para o Óscar de Melhor Documentário, mergulha no processo de destituição de Dilma Rousseff, no desenrolar da operação Lava-Jato, até à conjuntura que viria a eleger Jair Bolsonaro.

Publicidade

11. Desterro

Primeira longa-metragem de ficção da brasileira Maria Clara Escobar, Desterro é uma co-produção entre Portugal e Brasil. Farta da sua vida feita de rotinas, uma mãe de família desaparece subitamente, deixando o marido e filho sem saberem o que fazer.

12. Glória

Esta série assinada por Pedro Lopes e realizada por Tiago Guedes foi a primeira portuguesa feita expressamente para a Netflix (em co-produção com a RTP) e é um grande passo na direcção certa para a nossa ficção televisiva. Glória apresenta um investimento e valores de produção muito pouco habituais no nosso meio, um muito apreciável esforço de recriação do Portugal no tempo da Guerra Fria e do conflito no Ultramar, bem como uma ambição narrativa invulgar por estas paragens. Venham mais assim.

Publicidade

13. Irmandade

É mais uma aposta original da Netflix a entrar no catálogo, protagonizada por Seu Jorge, Naruna Costa, Hermila Gomes e Lee Taylor. Recuando aos anos 1990, Cristina, uma advogada honesta descobre que o irmão desaparecido está, afinal de contas, preso e que é do estabelecimento prisional que comanda uma facção criminosa. Tudo muda quando a polícia pede a Cristina que se aproxime do irmão e trabalhe como infiltrada. 

14. Mar

Neste filme de Margarida Gil, Francisca (Maria de Medeiros), bela e viúva aos 50 anos, pensa num futuro tranquilo quando pela frente surge uma oportunidade de mudança que ela abraça e a leva a embarcar no veleiro À Flor do Mar. Com Pedro Cabrita Reis, Catarina Wallenstein, Nuno Lopes e Augusto Amado, a aventura de Francisca evoca a “epopeia marítima portuguesa” e sugere “outras reminiscências”.

Publicidade

15. Mundo Mistério

O que é que torna o Triângulo das Bermudas tão misterioso? É possível viajar no tempo? Como eram os cães na pré-história? Nesta série educativa, o brasileiro Felipe Castanhari, criador e apresentador do Canal Nostalgia, decifra, com humor e ciência, estes e outros mistérios e maravilhas do planeta Terra. Mas não o faz sozinho: conta ainda com a Dra. Tayane (Lilian Regina), cientista responsável pelo departamento de investigação do Complexo Curie, onde decorre a série; Betinho (Bruno Miranda), o encarregado de limpeza; e o super-computador Briggs, com dobragem de Guilherme Briggs.

16. Ninguém Tá Olhando

Ulisses é um Angelus (uma espécie de anjo da guarda) que não é um grande adepto das quatro básicas e milenares regras. Como aquela muito importante de não aparecer para os humanos. Esta divertida série brasileira sagrou-se vencedora de um Emmy Internacional na categoria Comédia.

Publicidade

17. O Mecanismo

Criada e escrita por José Padilha e Elena Soarez, O Mecanismo é uma série de ficção inspirada na história verídica da operação Lava-Jato. Um esquema de lavagem de dinheiro que movimentava milhares de milhões de reais em subornos, comprometendo altos quadros da empresa petrolífera estatal Petrobrás, presidentes de grandes empresas de sectores como o da construção civil e membros de toda a classe política. É considerado o maior escândalo de corrupção de todos os tempos no Brasil.

Mais streaming na Netflix

Publicidade
Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade