Filmes de animação que não pode perder na Netflix

Do "Panda do Kung Fu" a "Salsicha Party", explorámos o catálogo de filmes de animação na Netflix
Best animation movies: Kung Fu Panda
Kung Fu Panda para ver na Netflix
Por Editores da Time Out Lisboa |
Publicidade

Há muitos filmes para crianças na Netflix, mas o cinema de animação há muito que não é apenas para os mais pequenos. Os filmes animados tornaram-se num dos géneros mais populares em todo o mundo, onde trabalham algumas das melhores mentes criativas do cinema, e onde a inspiração cómica, um registo habitual, é muitas vezes genial.

Há carências óbvias no catálogo de filmes de animação da Netflix em Portugal, no entanto, em comparação com a parca oferta de bons filmes de outros géneros no serviço de streaming, a selecção destaca-se pela positiva.

Recomendado: Os piores e os melhores filmes da Disney

 

Filmes de animação que não pode perder na Netflix

Shrek

Shrek (2001)

É a história de um ogre e de um burro em missão de resgate de uma princesa das garras de um dragão temível, que afinal é do sexo feminino e tem uma paixão pelo asno. Mais tarde é preciso salvá-la das mãos de um príncipe de baixa estatura e carácter ainda mais rasteiro. O primeiro filme da série Shrek, realizado por Andrew Adamson e Vicky Jenson, é uma deliciosa comédia de animação que foi muito justamente um sucesso global. Tem várias continuações, todas disponíveis na Netflix e todas de uma qualidade, se não igual, pelo menos muito próxima da do original. 

The Incredibles, superhero movies

The Incredibles: Os Super-Heróis (2004)

Esta parece uma família normal, a viver a sua vidinha rotineira nos subúrbios. Mas não: os Parr são super-heróis que não devem usar os seus super-poderes no meio de civis. Já se está mesmo a ver que, neste filme de Brad Bird, eles não vão respeitar as regras e usar a super-velocidade e a força para salvar a cidade de Metroville. Pelo caminho, ganharam dois Óscores, incluindo o de melhor filme de animação.

Publicidade
Best kids movies on Netflix - Wallace & Gromit, Curse of the Were-Rabbit

Wallace & Gromit A Maldição do Coelhomem (2005)

A primeira longa-metragem de Wallace e o seu cão Gromit, as míticas personagens dos estúdios Aardman, conta com ilustres no elenco de voz, como Helena Bonham Carter e Ralph Fiennes, na versão original, ou Nuno Markl, em Portugal. Com realização de Steve Box e Nick Park, esta produção anglo-americana levou para casa o Óscar num ano em que também estavam apontados desenhos animados como Noiva Cadáver (de Tim Burton) e O Castelo Andante (de Hayao Miyazaki). O que diz muito sobre o seu real valor.

Madagascar

Madagáscar (2005)

Os animais do jardim zoológico de Central Park são bem tratados e levam uma vida boa, dentro dos possíveis. Porém, os bichos não foram feitos para viver em cativeiro e, certo dia, um grupo foge do zoo e vai parar a Madagáscar. O que não se revela tão bom como estavam à espera, neste filme de Eric Darnell e Tom McGrath, com um elenco vocal de luxo que, na versão original, inclui Ben Stiller, Chris Rock, Sacha Baron Cohen ou Andy Richter. Em Portugal também não nos podemos queixar: estão aqui Bruno Nogueira e os Gatos Fedorentos. A história não acabou aqui, e as suas continuações também se encontram na Netflix.

Publicidade
NOM NOM NOM Grin and bear Kung Fu Panda.

O Panda do Kung Fu (2008)

Porque a vida também é feita de animais fofinhos, lutas muito vagamente orientais e piadas em rajada. Dentro do género, o filme de Mark Osborne e John Stevenson continua a ser imbatível. A história é de um panda gordo e preguiçoso, Po, que por um daqueles acasos do destino e das comédias de animação se vê no lugar de um mestre do Kung Fu, o grande Dragão Guerreiro, e fica com o futuro de uma comunidade inteira nas suas patas. Seria para um público mais adulto um prazer culpado se não fosse tudo tão divertido. O Netflix tem também disponível a continuação, mas o original é o melhor.

704.fi.x600.monsters.jpg

Monstros vs Aliens (2009)

Susan é atingida por um meteorito no dia do seu casamento, e em resultado do acidente começa (naturalmente) a transformar-se num gigante com mais de 15 metros. Ao mesmo tempo, o governo americano está a braços com um super-cérebro alienígena que quer (mais uma vez naturalmente) controlar a Terra. Juntando dois mais dois, as autoridades mobilizam Susan para salvar o planeta e a civilização tal como a conhecemos. Conrad Vernon, produtor da série Shrek e realizador, entre outros, de Salsicha Party é o cérebro 100 por cento humano por detrás deste divertidíssimo Monstros vs Aliens.

Publicidade
a origem dos guardioes

A Origem dos Guardiões (2012)

Quando o espírito maligno Pitch lança um ataque à Terra, os Guardiões – compostos pelo Pai Natal, o Coelho da Páscoa, a Fada dos Dentes e outros ilustres do imaginário colectivo – unem-se para proteger a inocência das crianças por todo o mundo. Chris Pine, Alec Baldwin, Jude Law, Hugh Jackman ou Isla Fisher são alguns dos actores que emprestam a voz às personagens desta produção da Dreamworks nomeada para Melhor Filme de Animação nos Globos de Ouro norte-americanos.

Wreck-it Ralph, Best and worst Disney movies

Força Ralph (2012)

À noite, num salão de jogos vazio, o vilão de um videojogo – Ralph (inspirado no enorme John C Reilly, que aliás lhe dá voz na versão original norte-americana) – decide mudar de carreira. Embora carregado de nostalgia, referências pop e saudades dos jogos de 8-bits, Força Ralph acaba por ser revigorante: uma história sincera sobre como encontrar a nossa própria identidade.

Publicidade
SAUSAGE PARTY

Salsicha Party (2016)

A partir de uma história de Seth Rogen, Evan Goldberg e Jonah Hill, os realizadores Conrad Vernon e Greg Tiernan dirigem uma comédia negra com ambições de fábula religiosa. Os produtos alimentares, no supermercado, convenceram-se que o objectivo da sua existência é serem levados para casa pelos humanos, que encaram como deuses. E é. O que eles não sabem é o que os espera e a violência a que serão sujeitos. Até do dia em que Frank (Seth Rogen) e mais uns quantos ganham consciência da verdade.

zootropolis

Zootrópolis (2016)

Num mundo imaginário habitado por animais antropomórficos, uma coelha chamada Judy sonha ser polícia, uma profissão normalmente destinada a poderosos predadores e um estereótipo que a pequena Judy quer mudar em Zootrópolis. Inicialmente é destacada para a Divisão de Trânsito, mas com a ajuda do vigarista Nick, uma raposa matreira, tem uma missão importante para si e para a comunidade: procurar uma lontra que desapareceu juntamente com outros treze predadores. Com realização de Byron Howard e Rich Moore, foi vencedor de um Óscar para o melhor filme de animação.

Mais Netflix

Filmes

11 filmes originais Netflix que tem de ver

Para lá das séries, há muito cinema para ver na Netflix, que tem apostado cada vez mais em filmes. Começou com os documentários, depois com os filmes de autor e, mais recentemente, entrou no campeonato de Hollywood. Seja com filmes como Bright, protagonizado por Will Smith, ou Aniquilação, do escritor e realizador Alex Garland (Ex Machina), que acabou abandonado pela Paramount antes da estreia – felizmente, a Netfix não deixou escapar e acabou a produzir o filme de ficção científica que tem Natalie Portman à cabeça. Contas feitas, os filmes com a chancela da Netflix já são muitos. Na ficção, estes são os que não pode perder. 

Filmes

Dez séries originais Netflix que tem de ver

Não há volta a dar: a criação (ou pelo menos a aquisição) de conteúdos originais é a grande aposta da Netflix. Assim se explicam negócios como a compra da editora de banda desenhada Millarworld, de Mark Millar, ou os contratos milionários para produção de conteúdos exclusivos assinados com vários criadores. Mas, antes de todos estes desenvolvimentos, houve House of Cards, a série de intriga política protagonizada por Kevin Spacey e adquirida pela Netflix no início da década, que em 2013 confirmou a validade deste modelo. Desde então estrearam-se dezenas de séries originais Netflix (ou mais ou menos originais), de Orange Is The New Black a The End of the F***ing World. 

Publicidade
Filmes

Filmes que ganharam o Óscar de Melhor Filme e que pode ver na Netflix

Nunca é tarde para se pôr a par dos filmes que no passado foram eleitos os melhores do ano pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. Todos os títulos desta lista ganharam o Óscar de Melhor Filme. Estão na Netflix e são bons à primeira, à segunda e à terceira. Mas não se esqueça que o catálogo do serviço de streaming vai sofrendo alterações e por isso alguns filmes desaparecem ao fim de algum tempo. Ou seja, não se deixe dormir e ponha o cinema em dia. Aproveite para rever agora estes filmes vencedores do Óscar. 

Publicidade