Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Nove filmes de super-heróis que ganharam Óscares
Superman

Nove filmes de super-heróis que ganharam Óscares

Hollywood pertence cada vez mais aos super-heróis. Recordamos os filmes de super-heróis que ganharam Óscares

Por Editores da Time Out Lisboa
Publicidade

Hollywood pertence cada vez mais aos super-heróis. Ou pelo menos aos seus filmes. São eles que dominam as bilheteiras, o discurso online e as capas das revistas da especialidade. Durante muito tempo, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas resistiu a esta investida e foi possível contar os filmes de super-heróis que ganharam Óscares com os dedos de uma mão, mas até isso parece estar a mudar. 

No ano passado, a adaptação de Black Panther, produzida por Kevin Feige e realizada por Ryan Coogler, foi indicada para sete prémios, incluindo Melhor Filme, e havia mais produções do género entre os nomeados. Este ano, o filme com mais nomeações, inclusivamente nas principais categorias, e um dos principais favoritos é o Joker de Todd Phillips, que não sendo um filme de super-heróis convencional se inspira num dos mais famosos super-vilões da banda desenhada americana.

Recomendado: Óscares 2020

Nove filmes de super-heróis que ganharam Óscares

'Super-Homem: O Filme', de Richard Donner (1978)

Sem ser aqui que tudo começou, é verdade que o filme dirigido por Richard Donner e protagonizado por Christopher Reeve foi o primeiro em que o Super-Homem realmente voou, não se limitando a saltitar como na série de televisão dos anos 50 (e na banda desenhada original). Não admira que tenha vencido o Óscar de Melhores Efeitos Especiais, mas também esteve nomeado nas categorias de Melhor Edição, Melhor Mistura de Som e Melhor Banda Sonora Original.

'Batman', de Tim Burton (1989)

Mais de dez anos depois da vitória de Super-Homem, o Filme, o outro grande herói dos comics americanos valeu à DC uma segunda estatueta dourada. O mérito foi principalmente de Tim Burton, que pegou no Batman, envolveu-o em ambiente gótico e, com um toque de génio e outro de bizarria, fez um dos melhores filmes do género. Pelo caminho, arrecadou um Óscar de Melhor Direcção de Arte.

Publicidade

'Homem-Aranha 2', de Sam Raimi (2004)

Neste filme de 2004, o Homem-Aranha (Tobey Maguire) enfrenta um novo vilão, o Dr. Octopus (Alfred Molina), ao mesmo tempo que lida com os problemas domésticos da tia May e com o afastamento da sua amada Mary Jane (Kirsten Dunst) e do melhor amigo, Harry Osborn (James Franco), cujo pai morreu na fita original. No meio disto tudo, o segundo capítulo da trilogia do Homem-Aranha de Sam Raimi recebeu o Óscar de Melhores Efeitos Especiais. 

'The Incredibles: Os Super-Heróis', de Brad Bird (2004)

Produzido pela Pixar, The Incredibles: Os Super Heróis foi, em simultâneo, uma experiência e uma aventura para os seus criadores. Partindo da banda desenhada, Brad Bird recusou uma personagem pré-existente e criou de raiz esta família inspirando-se aqui e ali. Mais, não se fez rogado na introdução de detalhes, quase piscadelas de olho cinéfilas, para entreter os adultos. E levou para casa os Óscares de Melhor Filme Animado de Longa-Metragem e Edição de Som.

Publicidade

'O Cavaleiro das Trevas', de Christopher Nolan (2008)

O Cavaleiro das Trevas foi o filme de super-heróis com mais nomeações na história dos Óscares até este ano, quando o Joker de Todd Phillips o ultrapassou. Curiosamente, ou não, o Joker também é uma peça fulcral da película de Christopher Nolan – há até quem diga que é ele, e não o Batman, o personagem principal. Das oito nomeações, levou para casa dois prémios, nomeadamente o de Melhor Actor Secundário, dado postumamente a Heath Ledger pelo seu Joker, e o de Melhor Edição de Som.

'Big Hero 6 – Os Novos Heróis', Don Hall e Chris Williams (2014)

Dez anos depois de The Incredibles: Os Super-Heróis, um filme de super-heróis voltou a arrecadar o Óscar de Melhor Filme Animado de Longa-Metragem. Desta feita, a história passa-se em San Fransokyo (uma fusão de São Francisco com Tóquio), onde um miúdo crominho em robótica decide treinar Baymax, o seu robô gorducho e em baixo de forma, para lutar contra os pequenos e malvados microbôs.

Publicidade

'Esquadrão Suicida', de David Ayer (2016)

Parece estranho, mas é verdade: este medíocre filme de David Ayer foi um dos poucos do género a levar um Óscar para casa. Ganhou na categoria de Melhor Caracterização e, tendo em conta o trabalho e o tempo que foi necessário para aproximar o elenco dos seus congéneres na banda desenhada (ou afastar, no caso do Joker de Jared Leto), o prémio foi merecido.

'Homem-Aranha: No Universo Aranha', de Bob Persichetti, Peter Ramsey e Rodney Rothman (2018)

The Incredibles 2: Os Super-Heróis era o principal candidato ao Óscar de Melhor Filme Animado de Longa-Metragem, no ano passado, mas foi ultrapassado por outro filme de super-heróis. Mais concretamente, por uma longa-metragem de animação digital que tem como herói não só o novo Homem-Aranha, o jovem Miles Morales, sucessor de Peter Parker, como também uma série de outros Homens-Aranha, trazidos inadvertidamente das suas respectivas dimensões paralelas pelo acelerador de partículas do Rei do Crime, que destabilizou o espaço-tempo.

Publicidade

'Black Panther', de Ryan Coogler (2018)

A adaptação de Black Panther, realizada por Ryan Coogler e com um elenco maioritariamente negro, algo pouco habitual num filme desta dimensão, foi um triunfo em várias frentes. Não só foi um dos mais bem-sucedidos filmes do género do ponto de vista comercial, como foi elogiado pela crítica. E levou para casa inúmeros prémios, incluindo três Óscares – Melhor Banda Sonora Original, Melhor Guarda-roupa e Melhor Cenografia – em sete nomeações.

A caminho dos Óscares

Titanic
©DR

Os filmes que ganharam mais Óscares

Filmes

Antes da cerimónia de entrega dos Óscares, que se realiza a 9 de Fevereiro, em Los Angeles, recordamos alguns dos filmes com o maior número de estatuetas no currículo. O clássico Ben-Hur, realizado em 1959 por William Wyler, Titanic (1997), de James Cameron, e a terceira parte da trilogia O Senhor dos Anéis, rodada por Peter Jackson e estreada em 2003, lideram a lista dos recordistas de Óscares na história do cinema, com 11 prémios.

Meryl Streep nos Globos de Ouro 2017
©Image Group LA/HFPA

As actrizes e os actores com mais Óscares

Filmes

Foram muitos os actores e actrizes que, desde 1929, ganharam um Óscar. Pouco mais de 40 conseguiram levar para casa duas estatuetas da Academia ao longo da sua carreira. Mas mais do que isso? Quase nenhuns. Estes foram os actores e actrizes que ganharam mais Óscares até hoje.

Publicidade
Hitchcock Truffaut
©DR

Grandes realizadores que nunca ganharam o Óscar

Filmes

Já se sabe que nem sempre os melhores realizadores (e os melhores actores e os melhores filmes) são aqueles que ganham os Óscares, e já por muitas ocasiões as estatuetas de Hollywood foram parar às pessoas erradas, deixando de mãos a abanar quem as merecia. Conheça os grandes realizadores que nunca ganharam o Óscar (de melhor realizador).

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade