A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
  1. Filme, Cinema, Documentário, She Dies Tomorrow (2020)
    ©DRShe Dies Tomorrow de Amy Steinmetz
  2. Filme, Cinema, Documentário, Nous (2021)
    ©DRNous de Alice Diop
  3. Filme, Cinema, Drama, A Última Primavera (2020)
    ©DRA Última Primavera de Isabel Lamberti
  4. Filme, Cinema, Drama, No Taxi de Jack
    ©DRNo Taxi de Jack de Susana Nobre
  5. Filme, Cinema, Documentário, Ney à Flor da Pele (2020)
    ©DRNey à Flor da Pele de Felipe Nepomuceno
  6. Filme, Cinema, Documentário, Summer of Soul (2021)
    ©DRSummer of Soul de Questlove
  7. Filme, Cinema, Documentário, Gaza mon Amour (2020)
    ©DRGaza mon Amour de Arab e Tarzan Nasser

IndieLisboa: 10 filmes a não perder

Seleccionámos as melhores propostas do IndieLisboa, que ocupa vários espaços da cidade até 6 de Setembro. Sarah Maldoror é a cineasta em destaque.

Escrito por
Eurico de Barros
Publicidade

Transferido da Primavera, quando habitualmente se realiza, para o Verão, por causa da pandemia, o IndieLisboa abre a sua 18.ª edição a 21 de Agosto, encerrando a 6 de Setembro. O festival mostra este ano mais de 200 filmes nos cinemas São Jorge e Ideal, na Culturgest, na Cinemateca e na Biblioteca do Palácio Galveias, destacando a obra integral da cineasta e activista francesa Sarah Maldoror, que faleceu em 2020 (e foi mulher de Mário Pinto de Andrade, um dos fundadores do MPLA); e os filmes do realizador colombiano Camilo Restrepo. Haverá ainda os habituais debates, workshops, masterclasses, encontros e um programa para os mais novos na secção IndieJúnior.

Recomendado: Cinema alternativo em Lisboa esta semana

IndieLisboa: 10 filmes a não perder

‘Nous’, de Alice Diop

Neste documentário, a realizadora Alice Diop foi apanhar o comboio RER B, que cruza Paris até aos seus subúrbios, para fazer o retrato de alguns dos seus passageiros (nos quais se inclui) e tentar detectar as coisas que os dividem mas também as que os unem. E através delas, todos os franceses.

Competição Internacional. Cinema Ideal. Sáb, 28 de Agosto, 22.00; São Jorge. Qui, 2 de Setembro, 18.15.

‘A Última Primavera’, de Isabel Lamberti

A família Gabarra-Mendoza é uma das várias que vai ter de deixar os terrenos nos arredores de Madrid onde tinham construído as suas casas ilegais, depois daqueles terem sido vendidos. Cada um dos seus membros vai lidar de maneira diferente com a transição, a burocracia e a nova situação que os espera.

Competição Internacional. Cinema Ideal. Dom, 29 de Agosto, 22.00.

Publicidade

‘No Táxi do Jack’, de Susana Nobre

Chama-se Joaquim Calçada mas todos lhe chamam Jack, porque esteve emigrado nos EUA antes do 25 de Abril, onde foi taxista. Regressado a Portugal, Jack vive em Alhandra, tem agora 63 anos e está à beira da reforma, e recorda, para a câmara de Susana Nobre, as histórias vividas quando era emigrante.

Competição Nacional. Culturgest. Sex, 3 de Setembro, 21.45.

‘Los Conductos’, de Camilo Restrepo

O cineasta colombiano Camilo Restrepo, cujos filmes se interessam pelas franjas da sociedade e têm um forte peso político-social é uma das figuras em destaque neste IndieLisboa 2021. Los Conductos tem como protagonista Pinky, um homem que fugiu a uma seita e que se vê assombrado por recordações violentas.

Foco Silvestre. São Jorge. Qui, 26 de Agosto, 18.45.

Publicidade

‘A Cidade dos Abismos’, de Priscyla Bettim e Renato Coelho

Maya e Glória são mulheres trans e grandes amigas, e dirigem-se na véspera de Natal a um consultório clandestino para que Maya ponha silicone nas mamas. Quando saem de lá chove e refugiam-se num bar onde encontram o dono, um refugiado nigeriano, e uma rapariga farta de discutir com o namorado.

Foco Silvestre. Cinema Ideal. Qui, 26 de Agosto, 22.00; São Jorge. Qui, 2 de Setembro, 21.30.

‘Ney à Flor da Pele’, de Felipe Nepomuceno

É toda a vida artística de Ney Matogrosso que este documentário antológico se propõe abranger, usando só imagens de arquivo, desde que o cantor se tornou conhecido nos Secos e Molhados, na década de 70, até aos nossos dias, avaliando o impacto da sua música, espectáculos, ideias e opiniões.

IndieMusic. Culturgest. Sáb, 28 de Agosto, 19.00; Biblioteca do Palácio Galveias. Sex, 3 de Setembro, 21.15.

Publicidade

‘A Távola de Rocha’, de Samuel Barbosa

Assistente de Paulo Rocha durante dez anos, Samuel Barbosa dedica esta sua primeira longa-metragem ao autor de Os Verdes Anos e um dos nomes do Cinema Novo português. O realizador fala com actores que trabalharam com Paulo Rocha e conta a sua própria experiência de rodagem com ele.

Director’s Cut. Cinemateca. Sáb, 28 de Agosto, 19.00; Seg, 30 de Agosto, 21.30.

‘She Dies Tomorrow’, de Amy Steinmetz

Amy é uma rapariga que acaba de comprar uma casa e está plenamente convencida de que vai morrer no dia seguinte. A sua amiga Jane visita-a e fica convencida de que lhe vai acontecer o mesmo e, por sua vez, passa esta sinistra sensação a outras pessoas. Amy Steinmetz junta nesta fita terror psicológico e humor negro absurdo.

Boca do Inferno. Culturgest. Sáb, 28 de Agosto, 21.45.

Publicidade

‘Summer of Soul’, de Questlove

Stevie Wonder, Nina Simone, Gladys Knight and the Pips e B.B. King foram alguns dos artistas que actuaram no Festival Cultural de Harlem, que se realizou no Verão de 1969 e celebrou a música, a cultura e a moda negra, ao longo de seis semanas. As imagens deste documentário sobre o acontecimento são inéditas.

Sessões Especiais. São Jorge. Sáb, 21 de Agosto, 21.00. Culturgest. Dom, 29 de Agosto, 21.45.

‘Gaza mon Amour’, de Arab e Tarzan Nasser

Passado em Gaza nos nossos dias, este filme dos irmãos Nasser, uma co-produção portuguesa, centra-se em Issa, um pescador sexagenário que está secretamente apaixonado por Issa, uma vendedora do mercado local. Um dia, Issa apanha nas suas redes uma velha estátua fálica de Apolo e convence-se de que esta descoberta vai mudar a sua vida para sempre.

Sessões Especiais. Culturgest. Seg, 30 de Agosto, 21.45.

Mais cinema

Todos os filmes de Quentin Tarantino, do melhor ao pior
  • Filmes

Desde que se estreou em grande estilo com Cães Danados, em 1992, e sobretudo depois da estreia de Pulp Fiction, dois anos mais tarde, Quentin Tarantino tornou-se um dos mais populares realizadores americanos. Nesta lista encontra todos os seus filmes, do melhor (Jackie Brown) ao pior (Sacanas sem Lei).

Onze comédias sobre férias catastróficas
  • Filmes

Todos já tivemos férias de Verão que não correram como esperávamos. Nestes filmes cómicos em que as famílias estão particular e naturalmente em foco, as férias estivais são arruinadas pelos mais diversos motivos, desde familiares e amigos metediços, trapalhões ou insuportáveis, até aos desastres mais variados e das mais diversas dimensões. 

Publicidade
  • Filmes

Lobisomens, assassinos psicopatas, tubarões, entidades maléficas milenares ou um simples equívoco que se revela fatal: há de tudo nos filmes que seleccionámos para mostrar como o terror pode brotar na mais banal das situações, como é o caso de umas aprazíveis férias com familiares ou amigos, que acabam por se transformar em pesadelos. 

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade