A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
A Viagem de Pedro
Time Out PortugalA Viagem de Pedro

IndieLisboa: oito filmes a não perder

Examinámos à lupa a enorme oferta do IndieLisboa 2022 e sugerimos oito títulos saídos das várias secções do festival, abrangendo ficções e documentários.

Escrito por
Eurico de Barros
Publicidade

Entre 28 de Abril e 8 de Maio, o IndieLisboa regressa às telas da capital com a sua 19.ª edição, que retoma o calendário pré-pandemia, propondo cerca de 250 filmes, entre longas e curtas-metragens, distribuídas pelas habituais secções, para serem vistas na Culturgest, Cinemas São Jorge e Ideal, e Cinemateca Portuguesa, com uma extensão ao Palácio Galveias. Destaque este ano para a competição nacional de longas-metragens, que, com nove filmes, é a maior de sempre do festival, incluindo primeiras obras e títulos de realizadores já conhecidos. Seleccionámos oito fitas de entre a vasta e variada programação do Indie 2022.

Recomendado: Cinema alternativo em Lisboa esta semana

IndieLisboa: oito filmes a não perder

Mato Seco em Chamas

De Joana Pimenta e Adirley Queirós

Um documentário luso-brasileiro situado em Ceilândia, nos arredores de Brasília, e que segue Léa, Chitara e Andreia, que ganham a vida a vender petróleo tirado aos oleodutos da cidade, que depois transformam em gasolina e vendem aos motociclistas da zona.

Competição Internacional / Competição Nacional. Cinema São Jorge, Sala Manoel de Oliveira. 3 de Maio. 21.30 | Cinema Ideal. 7 de Maio. 22.00

O Trio em Mi Bemol

De Rita Azevedo Gomes

A realizadora portuguesa Rita Azevedo Gomes adapta aqui ao cinema a única peça de teatro escrita por Eric Rohmer. A história passa-se ao longo das quatro estações do ano, centrada num casal que tem uma história romântica comum e não pára de se reencontrar e de se voltar a apaixonar. Com Rita Durão e Pierre Léon.

Competição Nacional. Cinema São Jorge, Sala Manoel de Oliveira. 5 de Maio. 21.30 | Culturgest. 7 de Maio. 18.15

Publicidade

The History of the Civil War

De Dziga Vertov

Este documentário de propaganda realizado pelo pioneiro do cinema soviético Dziga Vertov, sobre a guerra civil russa entre “vermelhos” e “brancos” após a revolução bolchevista, foi fragmentado para uso em noticiários após a sua estreia, em 1922. Só agora surge na íntegra, graças ao trabalho de reconstrução feito pelo académico Nikolai Izvolov.

Director’s Cut. Cinemateca. 30 de Abril. 15.30

A Viagem de Pedro

De Laís Bodansky

Em 1831, D. Pedro deixa o Brasil independente rumo à Europa, para preparar o confronto com o seu irmão Miguel pelo trono de Portugal. Este filme, que encerra o Indie, imagina como terá sido a viagem de barco de D. Pedro, entre membros da corte, militares, criados e escravos, e põe-no a reviver uma série de momentos da sua vida e a imaginar discussões com D. Miguel. Interpretações de Cauã Reymond, Victoria Guerra, Luísa Cruz e João Lagarto.

Sessões Especiais. Culturgest. 8 de Maio. 21.30

Publicidade

She Will

De Charlotte Colbert

Alice Krige, Malcolm McDowell e Rupert Everett são os principais intérpretes deste filme produzido por Dario Argento. Uma mulher parte para um retiro rural na Escócia com a sua jovem enfermeira, para recuperar de uma dupla mastectomia. Uma vez lá, começa a questionar e a enfrentar traumas do seu passado, desenvolvendo ao mesmo tempo um laço com a enfermeira.

Boca do Inferno. Cinema São Jorge, Sala Manoel de Oliveira. 30 de Abril. 19.00

Cow

De Andrea Arnold

A realizadora inglesa Andrea Arnold (Sinal de Alerta, Aquário, American Honey) abandona a ficção em que se consagrou para seguir neste documentário (que assinala a sua estreia neste género) uma vaca, Luma, no seu dia a dia no ambiente mecanizado e confinado da quinta onde se encontra com outras da sua espécie para dar leite, desde a mais tenra idade até aos seus últimos dias de vida.

Silvestre. Cinema Ideal. 3 de Maio. 22.00

Publicidade

Rewind and Play

De Alain Gomis

No Outono de 1969, o lendário pianista de jazz americano Thelonious Monk acabou a sua digressão pela Europa com um concerto em Paris. O realizador francês Alain Gomis recorda-a em Rewind and Play, a partir de uma entrevista dada então por Monk à televisão francesa em que este fala dos estereótipos com que se deparou e da falta de consideração com que então foi tratado.

IndieMusic. Cinema Ideal. 29 de Abril. 22.00 | Culturgest. 8 de Maio. 22.00

Nude on the Moon

De Doris Wishman

Única mulher a trabalhar no cinema de temática nudista e de sexploitation durante várias décadas, a americana Doris Wishman tem uma retrospectiva neste IndieLisboa, composta por dez títulos. Rodado em 1961, este Nude on the Moon é uma ficção científica de baixíssimo orçamento, como eram todos os seus filmes, em que os astronautas de uma missão à Lua lá descobrem uma sociedade pastoral composta unicamente por mulheres telepatas que andam todas nuas.

Retrospectiva. Cinemateca. 29 de Abril. 21.30 | Cinemateca. 6 de Maio. 21.30

Mais cinema

Todos os filmes de Quentin Tarantino, do melhor ao pior
  • Filmes

Desde que se estreou em grande estilo com Cães Danados, em 1992, e sobretudo depois da estreia de Pulp Fiction, dois anos mais tarde, Quentin Tarantino tornou-se um dos mais populares realizadores americanos. Nesta lista encontra todos os seus filmes, do melhor (Jackie Brown) ao pior (Sacanas sem Lei).

Onze comédias sobre férias catastróficas
  • Filmes

Todos já tivemos férias de Verão que não correram como esperávamos. Nestes filmes cómicos em que as famílias estão particular e naturalmente em foco, as férias estivais são arruinadas pelos mais diversos motivos, desde familiares e amigos metediços, trapalhões ou insuportáveis, até aos desastres mais variados e das mais diversas dimensões. 

Publicidade
  • Filmes

Lobisomens, assassinos psicopatas, tubarões, entidades maléficas milenares ou um simples equívoco que se revela fatal: há de tudo nos filmes que seleccionámos para mostrar como o terror pode brotar na mais banal das situações, como é o caso de umas aprazíveis férias com familiares ou amigos, que acabam por se transformar em pesadelos. 

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade