A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Valentine's day movie
Cooper e Roberts na versão de Garry Marshall

Seis filmes sobre o Dia dos Namorados

Ainda não tem planos para o São Valentim? Aproveite para ficar em casa a ver um destes filmes sobre o Dia dos Namorados

Escrito por
Eurico de Barros
Publicidade

Nem só de comédias românticas se fazem as fitas dedicadas à data, porque há também dramas indie e até animações com Charlie Brown e Snoopy. Nesta meia dúzia de filmes sobre o Dia dos Namorados, encontra ainda nomes como Julia Roberts, Bradley Cooper, Anthony Michael Hall, Shirley McLaine, Nia Vardalos ou Ann Hathaway. Prepare-se para uma sessão de cinema no escurinho do quarto ou da sala de estar e para rir, chorar ou comover-se na companhia do seu namorado ou da sua namorada. Para o mood perfeito, o melhor é arranjar umas mantas, umas velas cheirosas e um bom vinho.

Recomendado: Bares românticos em Lisboa para impressionar num encontro

Seis filmes sobre o Dia dos Namorados

‘On Valentine’s Day’, de Ken Harrison (1986)

Este drama passado nos EUA do início do século XX é a adaptação ao cinema de uma das peças de um ciclo de nove, da autoria do dramaturgo e argumentista Horton Foote, todas passadas na mesma cidade do Texas, Harrison, e abrangendo várias gerações da mesma família. A história centra-se num jovem casal, Horace e Elizabeth Robedeaux, que fugiram no Dia dos Namorados para se casarem, contra a vontade do pai dela, e um ano depois esperam o primeiro filho.

‘A Charlie Brown Valentine’, de Bill Melendez (2002)

Primeira animação dos Peanuts produzida após a morte do seu criador, Charles M. Schulz, A Charlie Brown Valentine apanha Charlie Brown a pensar como é que há-de ganhar coragem para falar à menina ruiva pela qual está apaixonado e como aproveitar o Dia dos Namorados em seu favor. Toda a gente está entusiasmada com a data e há uma festa temática na escola, na qual Snoopy quer participar. Problema: só deixam entrar crianças, e Snoopy é um cão.

Publicidade

‘Funny Valentine’, de Jeff Oppenheim (2005)

Anthony Michael Hall é o principal intérprete desta comédia romântica, onde interpreta Josh, um argumentista que se instala em Nova Iorque em busca de sucesso e de amor, com a ajuda de dois amigos alegadamente peritos em relações sentimentais. Mas quanto mais conselhos estes lhe dão, mais as coisas correm mal a Josh. Até que, num Dia dos Namorados, conhece uma jovem e bonita mãe solteira. Só que esta não quer ter absolutamente mais nada a ver com o amor.

‘Eu Odeio o Dia dos Namorados’, de Nia Vardalos (2009)

Nia Vardalos, (Viram-se Gregos para Casar), escreve, realiza e desempenha o principal papel desta comédia, personificando Genevieve Gernier, uma florista de Manhattan que tem uma regra muito especial para a sua vida sentimental: não sai com um homem mais do que cinco vezes, para evitar envolver-se numa relação séria. E detesta mesmo o Dia dos Namorados. Até começar a sair com o novo dono do restaurante vizinho da sua loja.

Publicidade

‘Dia dos Namorados’, de Garry Marshall (2010)

Garry Marshall, o realizador de Um Sonho de Mulher, assina esta fita passada em Los Angeles, que entrelaça várias histórias submetidas a um mesmo tema: os problemas relacionados com o Dia dos Namorados e as suas obrigações e pressões, envolvendo uma série de homens e mulheres de diversas idades, várias proveniências sociais e com as mais diferentes profissões. Julia Roberts, Bradley Cooper, Shirley MacLaine, Jamie Fox, Anne Hathaway e Patrick Dempsey são alguns dos intérpretes.

‘Obvious Child’, de Gillian Robespierre (2014)

Donna, uma comediante de stand-up, é rejeitada pelo namorado, que lhe anuncia que se apaixonou por uma das amigas dela. Nessa mesma noite, Donna vai para a cama com Max, que conheceu no clube de comédia onde actua, e deixa-o na manhã seguinte sem se despedir ou deixar um contacto. Semanas depois, descobre que está grávida e escolhe o Dia dos Namorados para fazer um aborto. Mas Max conseguiu entretanto encontrá-la. Uma comédia dramática indie que foge aos clichês do tema e da data.

O romance está no ar

  • Filmes

Ah, o amor. O romance, a paixão, as caras metades e tudo o mais que cabe na temática. Opções não faltam no serviço de streaming para viver o tema intensamente; quer seja de forma pegajosa ou não tanto, a Netflix conta com diversidade suficiente para agradar a todos os lados da barricada. Prepare-se para uma maratona séria de romantismo.

Publicidade
Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade