Sete filmes de Michael Fassbender

Michael Fassbender acabou de comprar uma casa avaliada em 2 milhões de euros em Alfama. Desculpa perfeita para recuperar 7 das suas melhores interpretações

Assassin's Creed

Primeiro foi Monica Bellucci. Agora Michael Fassbender. A chuva de estrelas que tem adquirido casas de luxo em Portugal nos últimos anos não pára de crescer. E ainda bem. Sobretudo quando falamos de sex symbols como estes dois. Com sorte, até podem ser vizinhos. 

O actor metade irlandês metade alemão comprou o apartamento mais caro do Palácio Santa Helena, em Alfama, avaliado em 2 milhões de euros. O palácio construído no século XVI foi transformado num complexo de apartamentos de luxo e situa-se perto da Rua da Escolas Gerais, adianta a Globo

São 400 metros quadrados divididos por um T5 duplex com vista para o Tejo. Tudo o que se quer. Nós, em conjunto, só queremos ter vista para Fassbender. E se a isso se juntar Bellucci...melhor. 

Dito isto, achámos por bem recuperar a carreira do actor de 40 anos. em alguns dos filmes em que participou. Desculpa perfeita para ver ou rever os melhores filmes de Michael Fassbender.

Ora seja bem-vindo. 

Sete filmes de Michael Fassbender

Fome (2008)

Um filme certamente perturbador. Escrito por Enda Walsh e Steve McQueen (que assume também o papel de realizador) Fome aborda a Greve de Fome Irlandesa de 1981, protagonizado por um grupo de prisioneiros irlandeses republicanos nas prisões da Irlanda do Norte. Michael Fassbender é Bobby Sands, um dos dinamizadores desta luta. Um enredo violento, com muita sujidade, que o actor irlandês interpreta, sobretudo no que à sua capacidade física diz respeito, de forma soberba. 

Sacanas Sem Lei (2009)

Tarantino é sempre Tarantino. Como Fassbender é sempre Fassbender. Em Sacanas Sem Lei interpreta o tenente inglês Archie Hicox, que se une a um grupo de militares judeus norte-americanos que são deixados em França (que em plena Segunda Guerra Mundial estava dominada pelos nazis) de forma secreta com o intuito de matar os principais líderes do exército alemão. Grupo bárbaro, diríamos, que mata nazis com uma brutalidade atroz. O que até se entende. E tudo isso confere a este filme de guerra um humor raro. 

Publicidade

Um Método Perigoso (2011)

Uma história entre a violência física e mental. Um Método Perigoso conta a história de Sabina Spielrein, uma física que chega a um hospital psiquiátrico em Zurique perturbada, a sofrer de histeria e que se torna a nova paciente do brilhante psicanalista suíço Carl Jung (Fassbender). Não é uma paciente como os outros, um estudo de caso, que Jung partilha com o seu grande amigo Sigmund Freud. A realização é de David Cronenberg, num enredo com factos reais. A coisa só se adensa quando Jung percebe que o trauma de Sabina está relacionado com o facto de o seu pai a ter espancado, em criança, com ela sempre nua. De seguida, tudo se confunde e precipita. 

Vergonha (2011)

Mais uma parceria incrível entre Steve McQueen e Michael Fassbender. Brandon Sullivan (Fassbender) é um ninfomaníaco com problemas sérios, daqueles que nem sequer aguentam não ver pornografia e não se masturbar no próprio local do trabalho. Brandon não consegue manter uma relação duradoura, tem encontros frequentes com prostitutas e quando recebe a visita da irmã Sissy (Carey Mulligan) uma cantora que está em Nova Iorque para uma série de concertos, o caldo entorna-se. Mais uma prova da enorme capacidade de Fassbender. 

Publicidade

Prometheus (2012)

Esta é a versão android de Michael Fassbender. David, o robot que toma conta da nave Prometheus, uma espécie de capataz que vai ganhando emoções, as suas próprias causas e que, por isso, pode bem fazer as escolhas erradas. O filme de Ridley Scott enquadra-se na saga de Alien, sendo uma prequela do filme de 1979. Retomar este enrendo, onde também participam Noomi Rapace, Idris Elba, Guy Pearce ou Charlize Theron, vem em boa altura, agora que já conhecemos imagens do próximo Alien: Covenant, que estreia este mês. 

12 Anos Escravo (2013)

Eis a história de Solomon Northup (Chiwetel Ejiofor), um afro-americano que nasceu livre e que em 1841 foi raptado em Washington D.C. e vendido para a escravatura. Teve 12 anos no Louisiana, nas plantações de Edwin Epps (Michael Fassbender), um homem agressivo e sem escrúpulos, brilhantemente interpretado pelo nosso amigo que comprou casa em Alfama. Acrescente-se ainda a genial realização de Steve McQueen, que, mais uma vez, combina lindamente com Fassbender. E o restanto elenco é de chorar por mais: Lupita Nyong’o, Benedict Cumberbatch, Paul Giamatti, Sarah Paulson e Brad Pitt. 

 

Publicidade

Steve Jobs (2015)

Para o fim, reservamos o Michael Fassbender em modo nerd tecnológico e guru inventor. Calhou-lhe a si interpretar um dos maiores nomes da inovação do século XX, Steve Jobs, fundador da Apple. O filme, com realização de Danny Boyle, cobre 14 anos da vida do empreendedor e da vida da sua empresa, centrando-se em três momentos distintos, que coincidem com o lançamento de três produtos vitais para a Apple: Apple Macintosh, NeXT Computer e o iMac. Maçã que todos viríamos a trincar.

Os melhores filmes de...

George Clooney

Policiais, filmes de guerra, de FC, comédias, dramas: George Clooney está em casa em todos os géneros e também se aventura na realização com sucesso. + Leia a crítica a Suburbicon

Ler mais
Por Eurico de Barros

Scarlett Johansson

Scarlett Johansson começou a fazer filmes quando ainda era criança e já foi dirigida por nomes como Woody Allen, Sofia Coppola ou Spike Jonze, tendo entrado em comédias, dramas, produções de época ou de ficção científica. Desta vez é a estrela de Ghost in the Shell, um dos filmes mais esperados de 2017. 

Ler mais
Por Eurico de Barros
Publicidade

Tom Hanks

Uma dezena de filmes com Tom Hanks, que, em conjunto, ilustram as qualidades deste actor com enorme apelo popular, à-vontade na comédia como no o drama e que se tem passeado por muitos géneros e por obras de dimensões muito díspares.

Ler mais
Por Eurico de Barros

Meryl Streep

Faça lá as contas: 80 papéis, 19 nomeações aos Óscares, 3 vitórias. Se isto não merece um prémio de carreira, então não sabemos o que merece. A 74ª edição dos Globos de Ouro distinguiu Meryl Streep, de 67 anos, com o prémio Cecil B. DeMille. Enquanto o discurso da actriz norte-americana se tornou viral, nós fomos à procura dos seus 10 melhores filmes.    Recomendado: Os melhores filmes de Carrie Fisher

Ler mais
Por Eurico de Barros
Publicidade

Denzel Washington

Fences é de Denzel Washington com Denzel Washington. E não nos parece demais. Quanto mais Denzel, melhor. É por isso que a lista que pode encontrar já aqui em baixo inclui os seus dez melhores filmes. Dez para não serem vinte. Seja em versão bandido, como em Gangster Americano (2007), seja como detective, em Dia de Treino (2001), este senhor tem o nosso carinho. Assim dita a história.

Ler mais
Por Miguel Branco

Natalie Portman

Ver os melhores filmes de Natalie Portman é como uma viagem no tempo através da vida da actriz nomeada para o Óscar pelo desempenho em Jackie. Começamos na sua estreia, com apenas 12 anos, no papel de uma criança que quer ser uma assassina, e viajamos através dos seus 22 anos de carreira. Desde a adolescente problemática de uma pequena cidade à lenda de filmes de acção. Ah, e algures pelo meio ainda estudou em Harvard. 

Ler mais
Por Alyssa Ammirato
Publicidade

Comentários

1 comments
Valentin P

Entao, e o X-men ou Asasin Creed, nao contam?