Sete filmes gay nos Óscares

'Moonlight', filme sobre três fases da vida de um rapaz gay num bairro de Miami, era um dos favoritos dos Óscares, com oito nomeações, e ganhou melhor filme. Descubra outros filmes LGBT que a Academia nomeou

Foto: Cortesia Time Out London Tudo Sobre A Minha Mãe, de Almodóvar

Vale a pena recordar os filmes de temática gay que fizeram história, de Pedro Almodóvar a Ang Lee, este último considerado um dos mais injustiçados de sempre.

Sete filmes gay nos Óscares

Moonlight (2016)

Tem oito nomeações (ao lado de Arrival - O Primeiro Encontro) e é o segundo filme mais nomeado desta edição dos Óscares. A primeira longa-metragem de Barry Jenkis baseia-se na peça de teatro com o mesmo nome de Tarell Alvin McCraney. O filme acompanha três fases da vida de um rapaz gay num bairro machista e problemático de Miami. Já ganhou o Globo de Ouro de Melhor Filme (Drama) e é um dos favoritos ao Óscar este ano.

Os Rapazes não Choram (1999)

Boys Don't Cry valeu a Hilary Swank o Óscar de Melhor Actriz em 2000 — viria a ganhar outro em 2004 com Million Dollar Baby. Chloë Sevigny, no papel secundário, também esteve nomeada. O filme baseia-se na história real e trágica de Teena Brandon, que nasceu no corpo de uma mulher, mas que decidiu mudar de género e trocar de nome para Brandon Teena.

Publicidade

O Segredo de Brokeback Mountain (2005)

É considerada uma das grandes injustiças da história dos Óscares. O Segredo de Brokeback Mountain, sobre a relação entre Jack Twist (Jake Gyllenhaal) e Ennis del Mar (Heath Ledger), dois cowboys na montanha de Brokeback, era o favorito para o Óscar de Melhor Filme em 2006. Acabou por perder para Crash e gerar uma onda de indignação — ainda longe dos tsunamis de indignação nas redes sociais dos dias de hoje. No entanto, Ang Lee ganhou o Óscar de Melhor Realizador e o filme também acabou por ganhar nas categorias de Melhor Banda Sonora e Melhor Argumento Adaptado.

Tudo Sobre a Minha Mãe (1999)

Um dos filmes mais marcantes de Pedro Almodóvar, Tudo Sobre A Minha Mãe, acompanha Manuela (Cecilia Roth) numa viagem a Barcelona em busca do pai do seu filho recém-falecido, que agora se chama Lola. O filme acabou por ganhar o Óscar (e também o Globo de Ouro) de Melhor Filme Estrangeiro em 2000.

Publicidade

Milk (2008)

Em 2008, Gus Van Sant pegou na história do político e activista LGBT Harvey Milk, o primeiro homossexual assumido a ser eleito para um cargo público na Califórnia, para realizar Milk. O filme esteve nomeado para oito Óscares e acabou por vencer em duas categorias: Sean Penn, o protagonista, foi considerado Melhor Actor e o filme também foi distinguido com o Óscar de Melhor Argumento Original.

O Clube de Dallas (2013)

Em O Clube de Dallas, Matthew McConaughey está na pele de Ron Woodroof, um electricista seropositivo que começa a fazer contrabando de medicamentos ilegais para outros infectados nos anos 80. Entre eles está Rayon (Jared Leto), uma transexual. O filme esteve nomeado para seis Óscares em 2014 e venceu três: Melhor Actor (Matthew McConaughey), Melhor Actor Secundário (Jared Leto) e Melhor Caracterização.

Publicidade

Os Miúdos Estão Bem (2010)

Embora não tivesse vencido nenhum Óscar, o filme indie de Lisa Cholodenko esteve nomeado para quatro e foi bem recebido pela crítica e pela audiência. Julianne Moore e Annette Bening (nomeada para Melhor Actriz nesse ano) são um casal lésbico com dois filhos. O filho mais novo quer encontrar o pai biológico (Mark Ruffalo, também nomeado na categoria de Melhor Actor Secundário) e acaba por conseguir.

A caminho dos Óscares

Óscares: dez discursos polémicos

O escândalo rebentou, as denúncias multiplicaram-se e a onda de contestação e apoio assaltou Hollywood com a hashtag #metoo à cabeça. Nos Globos de Ouro já se ouviram discursos fortes, como o de Oprah, e a passadeira vermelha fez-se em tons de negro como forma de protesto. É por isso de esperar discursos controversos na cerimónia dos Óscares deste ano, que acontece a 4 de Março. O que, a bem dizer, até já começa a ser uma tradição. Se nas últimas edições tem sido vulgar, certo é a coisa ter começado há décadas, como vemos nestes dez exemplos.

Ler mais
Por Rui Monteiro

Filmes na Netflix que ganharam o Óscar de Melhor Filme

Todos os filmes desta lista ganharam o Óscar de Melhor Filme. Estão na Netflix e são bons à primeira, à segunda e à terceira. Não se esqueça que o catálogo do serviço de streaming vai sofrendo alterações e por isso alguns filmes desaparecem ao fim de algum tempo. Aproveite para rever agora estes que lhe sugerimos.

Ler mais
Por Renata Lima Lobo
Publicidade

Filmes de animação que ganharam um Óscar

Tem até ao dia 4 de Março, data da 90ª cerimónia dos Óscares, para sentar a família toda no sofá e fazer uma maratona pelos filmes de animação que ganharam a estatueta dourada nos últimos 16 anos. Comédia, suspense, drama, musical, western – vale tudo, desde que meta desenhos animados. Recomendado: Os filmes mais esperados até aos Óscares

Ler mais
Por Vera Moura

Comentários

0 comments