Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Quatro hotéis sustentáveis em Lisboa

Quatro hotéis sustentáveis em Lisboa

A cidade mudou com o turismo e ganhou uma nova consciência em relação ao ambiente. Fique a conhecer quatro espaços hotéis sustentáveis em Lisboa

Por Sebastião Almeida |
Publicidade
Inspira Santa Marta (jacuzzi)
LUIS ANICETO Inspira Santa Marta (jacuzzi)

Energia renovável, iluminação de baixo consumo, torneiras com sensores ou produtos de higiene biodegradável. Estas são algumas das características que encontra nos hotéis sustentáveis de Lisboa. Assumir uma forma de turismo sustentável e ecológica exige muito mais esforço do que apenas os avisos nas paredes para não desperdicar água ou reaproveitar as toalhas. Estes locais em Lisboa estão preocupados com a sustentabilidade. Em alguns hotéis, há bicicletas gratuitas para os hóspedes e a água é servida em garrafas de vidro recicladas e reutilizáveis. Alguns só usam materiais reciclados nas decorações e espécies de plantas endémicas nacionais e outros realizam acções de sensibilização para hóspedes. Conheça estes hotéis sustentáveis em Lisboa.

Recomendado: Cinco filmes sobre alterações climáticas

 

Quatro hotéis sustentáveis em Lisboa

Hotéis

Inspira Santa Marta Hotel

Avenida da Liberdade/Príncipe Real

O Inspira Santa Marta apareceu em 2010, discreto, ao lado do Palácio dos Condes de Redondo, onde está instalada a Universidade Autónoma desde os anos 1980. O seu conceito "doing the right thing" rege-se por três pilares: susntentabilidade ambiental, responsabilidade social e desenvolvimento sustentável. Nas casas de banho separa-se o lixo e os produtos de higiene são todos biodegradáveis. 21 dos quartos têm chão de cortiça, o que reduz o consumo energético e à mesa só é servida água filtrada em garrafas reutilizáveis. O restaurante é gluten free. E a energia provém de eólicas certificadas pela EDP e de 70m2 de painéis solares e termoacumuladores.   

Hotéis

Neya Lisboa Hotel

Lisboa
3 /5 estrelas

O prédio não é feito de cartão reciclado, naturalmente, mas houve sempre o cuidado de escolher materiais de origem vegetal para a decoração e, ao mesmo tempo, insistir na educação ambiental dos hóspedes, lembrando-os dos gastos desnecessários de água, do uso abusivo de toalhas e até dos gastos de energia que um simples carregador esquecido na tomada implica. A eco-responsabilidade do hotel estende-se também ao restaurante Viva Lisboa, com uma ementa mediterrânica elaborada a partir de produtos sazonais e de origem local. Lá não são usadas palhinhas de plástico e toda a energia é proveniente de fontes 100% renováveis. Aos hóspedes são disponibilizadas bicicletas gratuitamente. Os produtos não consumidos no restaurante são doados a instituições de solidariedade. 

Publicidade
Hotéis

Altis Avenida Hotel

Santa Maria Maior
4 /5 estrelas

No sítio onde acaba a Avenida da Liberdade e começa o Rossio, o edifício do Altis continua a ser um dos mais valiosos exemplos da passagem da corrente modernista por Lisboa e é, por dentro e por fora, um digníssimo representante do glamour da década de 40. A preocupação com a sustentabilidade está bem presente nas políticas do hotel e por isso é que só se usa papel reciclado, separam-se os resíduos para reciclagem, reaproveitam-se chinelos de quarto e a água é filtrada e engarrafada no hotel. A comida que sobra é encaminhada para o programa Zero Desperdício, que pretende aproveitar os bens alimentares que acabam no lixo. 

Booking.com
Hotéis, Albergues

Impact House

Estrela/Lapa/Santos

Localizado num bairro tradicional de Lisboa, este hostel ecologicamente sustentável tem parcerias com várias instituições sociais e reduziu a gestão de resíduos, tem mobiliário feito de materiais reciclados, uma mercearia biológica e organiza várias oficinas de resíduos zero. O hostel disponibiliza dormitórios ou quartos duplos e individuais privativos, todos com acesso Wi-Fi gratuito e casas de banho partilhadas. Entre as comodidades partilhadas da propriedade, há uma área de estar, duas varandas com sofás e redes de descanso, bem como um amplo terraço. Todos os dias é servido um pequeno-almoço continental na propriedade. Há sessões de ioga gratuitas três vezes por semana. O hostel inclui ainda uma horta vertical.

Lisboa verde

Sála
©Manuel Manso
Restaurantes

23 restaurantes sustentáveis em Lisboa

Sazonal, biológico, sustentável, saudável. Os quatro conceitos andam de mãos dadas quando falamos de comida feita com produtos frescos. Há restaurantes em Lisboa que andam a tentar ser mais amigos do ambiente, ainda que não seja fácil dizer sem amarras e assumir-se como restaurante sustentável — o chef João Sá, do restaurante SÁLA, alerta que nenhum "restaurante num grande centro urbano é sustentável a nível ambiental", porque há "consumo eléctrico, água, gás", uma série de elementos impossíveis de controlar. Ainda assim, há práticas para minimizar o impacto brutal e estes restaurantes estão a tentar contornar estes gastos. Porque comer bem também é sustentável, marque mesa num destes restaurantes. Recomendado: Encha a despensa nas melhores lojas para comprar a granel em Lisboa

mouraria composta da renovar a mouraria
Fotografia: Inês Félix
Coisas para fazer

Eles criam bom ambiente: projectos sustentáveis em Lisboa

Lisboa tem toneladas de lixo para tratar e milhares de mentes para moldar. Embora haja cada vez mais humanos preocupados com o planeta Terra, não é tarefa fácil reverter os danos causados desde a Revolução Industrial. Há quem atire a toalha ao chão, quem questione mesmo o aquecimento global (não vamos apontar nomes), mas também há quem não desista e faça a sua parte na luta por um mundo mais verde e, por arrasto, com uma esperança de vida mais longa. Conheça algumas das ideias sustentáveis nascidas e criadas em Lisboa, uma cidade cada vez mais ecológica. E respirável. Estes são os projectos sustentáveis em Lisboa que deve conhecer. Recomendado: Os 21 melhores parques e jardins em Lisboa

Publicidade
passeio de bicicleta
Fotografia: Arlindo Camacho
Coisas para fazer

Conheça as apps essenciais para uma Lisboa mais verde

Lisboa está cada vez mais verde, já o sabemos. Da introdução de serviços de bicicletas partilhadas ao consequente aumento dos percursos cicláveis, passando pelos projectos arquitectónicos que prometem mudar a cidade, há muita coisa a acontecer e nem sempre é fácil acompanhar. Com isto, a mentalidade alfacinha parece estar cada vez mais alinhada com os tempos, e ainda que a nível europeu possamos ter de elevar a fasquia, o caminho parece melhor. A tecnologia pode sempre dar um empurrão, e hoje, as aplicações são quem mais ordena nesse campo. 

You may also like

    Publicidade