Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Quintas pedagógicas: leve-os ao campo sem sair da cidade
Quinta pedagógica Armando Villar
©Ana Luzia Quinta Pedagógica Armando Villar

Quintas pedagógicas: leve-os ao campo sem sair da cidade

Burros, ovelhas, porcos e hortas em Lisboa? Sim. Nas quintas pedagógicas à volta da cidade, as crianças podem ver como se está bem no campo.

Por Vera Moura Moura e Raquel Dias da Silva
Publicidade

Entre os enormes arranha-céus e a poucos quilómetros das avenidas cheias de carros e motas, há espaços verdes com animais do campo, hortas biológicas, pomares e actividades rurais que os miúdos nunca pensaram experimentar, como a lavoura, fazer pão em forno de lenha ou dar banho à bicharada. Se os seus filhos pensam que o leite nasce no pacote e que a fruta vem do supermercado, está na hora de os levar a estas quintas pedagógicas em Lisboa e arredores. No fim, o mais difícil vai ser regressar à cidade.

Recomendado: Piscinas naturais em Portugal para mergulhar na natureza

Quintas pedagógicas: leve-os ao campo sem sair da cidade

Quintinha Pedagógica dos Olivais
Quintinha Pedagógica dos Olivais
©DR

1. Quinta Pedagógica dos Olivais

Miúdos Encarnação

Não é preciso bater continência ao Lanceiro, mas o cavalo esteve ao serviço da Polícia Florestal durante 17 anos, a patrulhar os parques de Monsanto e de Alvalade, por isso respeitinho. A gozar da reforma na Quinta Pedagógica dos Olivais desde 2009, este pura raça lusitano não está sozinho: conta com a companhia do cisne australiano Duque, do burro Bucho e de muitos outros animais como periquitos, faisões, galos, galinhas, codornizes, pavões, ovelhas, porcos, vacas, cabras, bodes, gansos e patos reais. Inscreva os miúdos num dos muitos ateliês que a quinta vai organizando: vão ficar a saber mais de cerâmica e de tosquia e até aprender a fazer pão em forno de lenha. É capaz de dar jeito para o pequeno-almoço de toda a família, não lhe parece?

Ter-Sex 09.00-17.30 e Sáb-Dom e feriados 10.00-17.30. Grátis. Actividades mediante inscrição.

Reserva Burros da Aldeia do Magoito
Reserva Burros da Aldeia do Magoito
©Reserva Burros da Aldeia do Magoito

2. Burros do Magoito

Miúdos Sintra

Os passeios de burro pela Serra de Sintra organizados por Jorge Correia começaram por ser uma brincadeira, mas transformaram-se numa coisa mesmo a sério: uma quinta pedagógica enorme, onde há póneis, coelhos, porcos e ovelhas. Os burros continuam a ser as estrelas da companhia: o Tico e o Teco até já foram à escola (literalmente, a uma escola da vila). Há espaço para festas de aniversário e asinoterapia para crianças com necessidades especiais educativas (perturbações do espectro do autismo e Síndrome de Down, por exemplo). Já na loja pode aproveitar para levar umas lembranças para casa, como sabonetes ou cremes corporais e de rosto de leite de burra.

Todas as actividades requerem marcação prévia através de e-mail (info@burrosdomagoito.com) ou por telefone (927 758 757). 40€/criança para o programa de família (gratuito para pais e acompanhantes).

Publicidade
quinta do pisão
quinta do pisão
©DR

3. Quinta do Pisão

Atracções Quintas Sintra

A Quinta do Pisão compreende um total de 380 hectares no Parque Natural Sintra-Cascais. Não é coisa pouca, portanto, aquilo que tem para apresentar aos miúdos que gostem da natureza. Aqui há cavalos, ovelhas, burros lanudos – para passeios – e outros animais selvagens como coelhos ou perdizes. Pode lá ir colher alimentos directamente da terra, aprender mais sobre a flora da zona, fazer passeios a pé, de bicicleta e até de segway. Importante é ir.

Seg-Sáb 09.00-21.00. Grátis. Reservas de actividades por telefone (215 811 750).

Quinta Pedagógica Zé Pinto
Quinta Pedagógica Zé Pinto
©DR

4. Quinta Pedagógica Zé Pinto

Miúdos Campolide

Não acha que está na hora de eles conhecerem outros cereais para além das Estrelitas e do Chocapic? Passem pela quinta do Zé Pinto, que ao longo de dois hectares tem trigo duro, trigo mole, cevada e tremocilha. Os miúdos podem aprender como uma semente se desenvolve até chegar ao prato e ver as geringonças que se usam na lavoura, como a alfaia e a grade de discos. Mais divertido é quando chegam à horta da Tia Alice e todos enterram as mãos na terra. Ervilhas e favas disputam o espaço com couves, tomates, beringelas, morangos, melancias e ervas aromáticas. Os vizinhos são prédios muito altos, mas na Quinta do Zé Pinto mais parece que se está longe, muito longe da cidade.

Sob marcação por e-mail (quintazepinto@gmail.com) ou por telefone (968 495 699). 

Publicidade
quintas pedagógicas
quintas pedagógicas
Quinta Pedagógica da Cária

5. Quinta Pedagógica da Caria

Coisas para fazer Grande Lisboa

É um esticão mas vale a pena. A 40 minutos de Lisboa, a Quinta Pedagógica da Caria orgulha-se de proporcionar experiências sensoriais através de visitas guiadas, workshops e dos produtos de agricultura biológica à venda. Na horta, encontra legumes e aromáticas e pode recebê-los semanalmente num cabaz de produtos frescos da época, sem ter de se preocupar em ir à mercearia. Há ainda um estábulo, com ovelhas, cabras, galináceos e os amistosos burros Louro e Estrela, que podem ser escovados e alimentados pelos miúdos. Já no parque infantil, com uma pista de carro a pedais, a diversão também é garantida. Se ainda tiver energia, sempre pode fazer observação de aves: há águias-de-asa-redonda, alvéolas-brancas, andorinhas-de-beirais, bicos-de-lacre, pintassilgos e muito mais.

Ter-Sex 14.30-18.00 e Sáb 10.00-18.00. Marcação por e-mail (quinta.caria.bio@gmail.com) ou por telefone (918 919 044). 4,50-12,50€. Grátis até aos três anos.

Lugar dos Pernilongos
Lugar dos Pernilongos
Fotografia: Bruno Rodrigues/ Lugar dos Pernilongos

6. Lugar dos Pernilongos

Atracções Quintas Grande Lisboa

A quase dez quilómetros de Setúbal, a Herdade de Gâmbia desenvolve-se ao longo da margem direita da Ribeira da Marateca, com uma área de cerca de 600 hectares. E tem uma quinta pedagógica com várias actividades para pais e filhos. O programa foi reorganizado, para respeitar o distanciamento social entre diferentes grupos, mas cada família continua a ter a oportunidade de passar uma tarde ou manhã no campo. O melhor: esta proposta dá direito a um mapa da herdade, uma manta, para estender e piquenicar a seu bel-prazer, e uma visita aos animais, que poderão alimentar e mimar.

Seg-Sex 09.00-17.00 e Sáb-Dom 11.00-19.00. 8€-10/participante. Grátis para crianças com menos de dois anos. Inscrições através de e-mail (lugardospernilongos@gmail.com).

Publicidade
Quintinha Pedagógica de Monserrate
Quintinha Pedagógica de Monserrate
©DR

7. Quintinha de Monserrate

Miúdos Sintra

O seu filho não tira os olhos da televisão, passa as tardes a jogar no tablet e mexe melhor no computador que o informático lá da empresa? Está na hora de lhe mostrar o que é a vida agrícola. A Quintinha Pedagógica de Monserrate, a menos de três quilómetros do centro histórico de Sintra, recria o pitoresco ambiente campestre da região e convida os mais novos a brincarem aos agricultores. Até pode ser palco de festas de anos, com o tema Aniversário Saloio. Para os mais velhos também há programas, como sessões de horticultura biológica, onde aprendem a gerir uma horta.

Seg-Dom 09.00-19.00. 6,50€-8€. Mais informações através de e-mail (info@parquesdesintra.pt) ou por telefone (219 237 300).

Com os miúdos em Lisboa

crianças
© Mike Fox / Unsplash

Fim-de-semana perfeito em família

Miúdos

Se por um lado, não faltam ideias para entreter os miúdos dentro de casa, por outro a agenda infantil continua preenchida e inclui sessões de leitura, workshops, aulas e até visitas guiadas. Explore estas sugestões para encher o seu sábado e domingo, até as crianças ficarem sem pilha e ser quase hora de voltar para a cama outra vez.

Gulbenkian
©Márcia Lessa

Os melhores parques e jardins em Lisboa

Atracções Parques e jardins

Agora que pode arejar as ideias, tenha preferência pelo ar puro e pelos espaços que pintam a cidade de verde. Mas evite por agora os parques infantis (brincar na relva também é divertido), os circuitos desportivos ou as mesas comunitárias para piqueniques. Do jardim da Estrela ao pulmão verde de Lisboa – falamos do Monsanto, pois claro –, espaços verdes não faltam na cidade.

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade