Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right É sexta-feira!

É sexta-feira!

São as melhores coisas para fazer à sexta-feira. Este é o programa das festas no arranque do fim-de-semana

Musa
©Ana Viotti Musa
Por Editores da Time Out Lisboa |
Publicidade

Está cansado da longa semana de trabalho? Farto de aturar o chefe? Farto desta organização semanal que só nos dá dois dias de fim-de-semana? Pois. Nós também. Vai daí, decidimos fazer de todas as sextas-feiras uma loucura pegada, uma corrida com várias paragens para consumo ou recuperação de forças. Ao mesmo tempo pode sempre vingar-se do cansaço com estas coisas para fazer: desde festas para passar o dia de sábado de ressaca a programas mais pacíficos e sossegados para toda a família. É como quiser. Não há desculpas para não entrar em grande no fim-de-semana. 

Recomendado: Fim-de-semana perfeito em Lisboa

É sexta-feira!

1
Musa
©Ana Viotti
Coisas para fazer

Carnaval na Musa

Musa, Marvila

De sexta, 21, a segunda, 24, Marvila ganha tom carnavalesco na Musa que se enche de rodas de samba, blocos e batucadas. Logo na sexta (22.30) há Samba do Barril, um festim à volta de um barril (é para beber) com Diogo Xocó (voz, guitarra e percussão), Márcio Lima (voz, guitarra e flauta), Zezinho Gotalipe (bateria e percussão) e todos os que se quiserem juntar com os seus instrumentos. No sábado, Rafael Henrique Victório -- aka Farofa -- salta para trás da mesa de mistura e dá bailinho com música brasileira (22.30).  Segunda é dia do bloco Baque do Tejo (20.30) invandir a Musa com ritmos brasileiros, para depois dar lugar a Sheila Piranha e às sonoridades africanas para abanar tudo o que tem. Para encher o bandulho, o chef Pedro Monteiro faz-lhe caldo de abóbora, bolinhos de bacalhau, coxinhas e escondidinho de carne ou veggie.  Rua do Açúcar, 83. Sex-Sáb e Seg. Entrada livre.

2
Pedro Coquenão
Duarte Drago
Coisas para fazer

Alojamento Artístico Local

Casa Intendente, Intendente

A Casa Independente transforma-se num Alojamento Artístico Local durante o mês de Fevereiro, e o responsável é Pedro Coquenão que se muda para a casa e leva consigo uma exposição, uma rádio e um musical. Pode ver “Neon Colonialismo” por todos os cantos da casa – sendo que a exposição se estende também à Galeria da Junta de Freguesia de Arroios, mesmo ao lado – e ouvir a rádio Normal. Além disso, todas as sextas e sábados acontece o musical IKOQWE, que nasce das conversas entre Iko (Ikonoklasta, ou Luaty Beirão) e Coqwe (Coquenão). Temas essenciais da vida como a água, a mobilidade ou a sanidade mental são abordados, e remisturados com recolhas sonoras feitas em África entre as décadas de 1920 e 1970, pelo etnomusicólogo britânico Hugh Tracey. O musical acontece todas as sextas e sábados a partir das 23.00.  

Sair à noite em Lisboa

Festas Flow Records em Monsanto
DR
Noite

As melhores festas em Lisboa esta semana

A noite lisboeta está cada vez mais composta, não faltam festas para todas as noites da semana. Estas são as nossas sugestões de festas, de diferentes estilos, que não pode perder. Sendo que, imaginamos, não vai conseguir ir a todas. Se conseguir, damos-lhe uma taça. 

Incógnito
Fotografia: Ana Luzia
Noite

Discotecas em Lisboa. Quando cai a madrugada na cidade

Instituições lendárias que já conheceram diferentes encarnações e formatos, em busca de um lugar ao sol (ou ao luar, para sermos mais rigorosos). Quando cai a noite na cidade, e a jornada nocturna se arrasta como manda o figurino, a peregrinação de foliões passa necessariamente por aqui.

Publicidade
Publicidade