A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Vítor Sobral, Marina de Cascais
NELSON SIZIFREDOO brunch do novo Balcão da Esquina, em Cascais

Vítor Sobral à conquista de Cascais: primeiro a Marina, no Verão a lota

O Balcão da Esquina, com entrada directa para a mercearia fina Quinta do Saloio, na Marina de Cascais, já está a funcionar, com brunch e refeições leves para toda a família. No Verão, abre a Lota da Esquina, promete o chef.

Escrito por
Vera Moura
Publicidade

Sentado na esplanada do novo Balcão da Esquina, numa das cadeiras com almofadas às riscas azuis e brancas, ao estilo navy, Vítor Sobral toma o pequeno-almoço. Nas costas, o mar e os barcos estacionados na Marina de Cascais, à frente uma tosta de fiambre e um sumo natural, e à volta um projecto que gostava de ter aberto há mais tempo, mas – já podemos dizer em coro? – atrasou devido à pandemia.

Tudo começou com um convite do casal Mauro e Melissa Passini, os brasileiros que levaram a famosa mercearia fina do Estoril Quinta do Saloio para a Marina de Cascais, com o sonho de lhe juntar um restaurante de Vítor Sobral. "Conheço o Saloio há muitos anos. Para um cozinheiro é quase a Disneylândia. Tudo o que é nobre existe aqui, só tem produtos de qualidade", diz o chef. A ideia inicial foi abrir uma Padaria da Esquina, como a que existe em Campo de Ourique, Alvalade ou Restelo, mas o projecto com entrada directa para a loja gourmet, uma esplanada que pode ser fechada nos dias de vento e chuva e um bonito balcão azul foi repensado. "Já íamos ter o pão e a pastelaria da Padaria da Esquina à venda dentro da mercearia, por isso decidimos ir mais longe e criar um conceito para o dia a dia, diferente da oferta que Cascais já tem, muito pensado para as famílias. A criança pode comer uma tosta e um sumo, e o pai um bom bife com um bom copo de vinho. Se alguém quiser alguma coisa muito especial, vamos ali dentro [à Quinta do Saloio] e fazemos", descreve Sobral.

Vítor Sobral
DR

No menu salta à vista o brunch, com pão de fermentação longa, croissant, ovos mexidos, fruta da época, iogurte, granola, bolo, compota, queijo, fiambre, manteiga e sumo de fruta ou café com leite (19,50€). No capítulo das sandes, encontram-se a de rosbife, com creme de abacate e coentros, cebola frita e rúcula em pão de mistura de fermentação longa (9,50€) ou a de panado do mar, com um filete de peixe panado em panko, maionese de wasabi e alface iceberg em pão de trigo de fermentação longa (10,50€). Para quem procura algo mais substancial, há ainda o Burger Balcão da Esquina, com hambúrguer de picanha, queijo cheddar e ketchup de framboesa em pão brioche (12,50€) ou o Hot Dog Marisco da Esquina, com camarão tigre e maionese de trufa em pão brioche (22€, com batata frita). 

"Sinto que o cozinheiro hoje tem uma grande responsabilidade relacionada com a saúde. O pão é um bom exemplo: preocupa-me muito a forma como as pessoas comem", desabafa Vítor Sobral. "Descendo de uma família de agricultores e até aos 15, 16 anos, comi pão feito em casa. Incomodou-me sempre as pessoas não comerem bom pão e as padarias antigas de Lisboa terem desaparecido. Há coisas que, como cozinheiros, podemos mudar. Estou muito desperto para isso", continua. 

Hambúrguer Balcão da Esquina Cascais
NELSON SIZIFREDOBurger Balcão da Esquina

Voltando à ementa do Balcão da Esquina, segue-se a Ora Bolas, uma parte dedicada a bowls, com a Árabe à cabeça, com peito de frango, hummus, tabbouleh, tahin, bímis e pepino (12€) e muitas outras: com atum e arroz de sushi (13€), tártaro de novilho (17€, mais 10€ com extra de caviar siberiano), ou ceviche de peixe branco marinado (16,50€). Depois é a vez dos Ovos "Bem ditos", todos com molho hollandaise e tosta – podem ser acompanhados de salmão fumado, rosbife, abacate e coentros ou cogumelos e trufa (8,50€).

Balcão da Esquina Vítor Sobral
NELSON SIZIFREDOBife da Esquina

Aberto durante todo o dia, o Balcão da Esquina tem ainda várias opções para picar, dos clássicos rissóis de camarão e croquetes de vitela (1,85€) a dips como pão de queijo com geleia de goiabada, tiras de frango frito com creme de abacate e limão, ou dadinhos de tapioca com geleia de pimentos (6,50€), com paragem nas tábuas de queijos ou enchidos vindos directamente da irresistível charcutaria da Quinta do Saloio (19,80€). Quem não abre mão do garfo e da faca, conta com o Bife da Esquina: entrecosto de novilho com manteiga de ervas e batata frita (26,50€).

Para rematar em doce há tarte de chocolate e caramelo salgado (5,50€) ou creme queimado com framboesa macerada (6€) e a lista de bebidas é extensa, a condizer com os diferentes tipos de refeição que se podem fazer ali ao longo de todo o dia: dos chás, cafés e sumos naturais aos cocktails, cervejas e vinhos.  

O Balcão não é o único projecto de Vítor Sobral em Cascais. Mesmo a tempo do Verão, ainda sem data certa, abre a Lota da Esquina, um grande restaurante com um piso dedicado ao peixe, outro "à terra e fogo" e ainda uma esplanada com capacidade para 300 pessoas, revela o chef. "Estudei na Escola de Hotelaria do Estoril e esta zona tinha uma dinâmica muito grande que se perdeu. Há um grande potencial." E Sobral sabe como aproveitá-lo.     

Marina de Cascais, Avenida Rei Humberto II Itália – Casa de São Bernardo, Loja 1 (Cascais). Qua e Qui 11.00-19.00, Sex 11.00-21.00, Sáb 10.00-21.00 e Dom 10.00-19.00

+ Novo festival em Cascais harmoniza cervejas artesanais e gastronomia do Médio Oriente

+ Além da pintura, há mais Menez para descobrir em exposição em Cascais

Últimas notícias

    Publicidade