As melhores novas sopas em Lisboa

Apresentamos-lhe oito novas sopas para devorar o Inverno à colher.
creme de marisco, sapateira, camarão e ovas
Fotografia: Manuel Manso Creme de marisco do Rossio
Por Inês Garcia |
Publicidade

Frio ou calor, não há estômago que não fique mais aconchegado com uma sopinha. Neste lote de oito, todas parte de novas cartas de restaurantes da cidade, há caldos asiáticos ou sopas tradicionais portuguesas para encher e aquecer. 

As melhores novas sopas em Lisboa

suimono
©DR
Restaurantes

Suimono

icon-location-pin Belém

Primeiro a excentricidade: para comer esta sopa, tem de comer todo o menu. Mas vale bem a pena. Suimono é um caldo japonês translúcido, que permite ver todos os ingredientes. Paulo Morais faz um diferente todos os meses – é o terceiro momento dos menus de degustação (há três, entre 60€ e 100€). O de Janeiro é feito com caldo de perdiz, pato e frango, leva os aromáticos, mochi, ameijola, nabiças, cogumelos, cenoura, casca de limão galego e shitaki seco.

A Time Out diz
canja de galinha  com quinoa
©DR
Restaurantes

Canja de galinha com quinoa

icon-location-pin São Sebastião

Há quem diga que canja é sopa de doente, mas não vá nisso. A base é o caldo onde é cozida a carne, ao qual se junta arroz ou massa dependendo da região. No Chickinho, um novo serviço de entrega ao domicílio de frango de churrasco e loja para take-away, a canja é feita com quinoa. “É uma alternativa mais saudável. Fazemos tudo da maneira tradicional mas não leva gordura nenhuma”, diz José Maria Cotta, um dos sócios. 3€

Publicidade
sopa grão com espinafres clufe life to go
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

Grão com espinafres

icon-location-pin Avenidas Novas

O clube brasileiro da comida do bem para levar começa o ano com um cardápio de novas sopas, todas sem glúten e com baixas calorias. Todos os dias rodam (a ementa é anunciada diariamente nas redes sociais) – esta é de grão com espinafres, mas há também uma nova sopa thai, com batata doce de polpa amarela e uma data de especiarias, uma rosa forte com beterraba e manjericão, uma de couve-flor com noz moscada ou de feijão branco com couve. 2,50€ 

i-bobun
©DR
Restaurantes

I-Bobun

icon-location-pin Intendente

É um dos novos pratos vegetarianos e apesar de estar nas entradas é certo que vai ficar de estômago cheio. Chama-se I-bobun – Bobun é o nome da sopa original do Vietname, um dos países que influencia o menu, o I é relativo ao nome do restaurante, que fez a sua versão da sopa. É feita com caldo miso, tofu, ovo, cogumelos shimeji e pack shoi. Leva ainda noodles, de um dos supermercados orientais vizinhos. 7€

A Time Out diz
Publicidade
sopa tom yum, café principe real, memo hotel
©DR
Noite

Tom Yum

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Tome atenção ao desenho da malagueta na carta, que esta sopa faz jus à origem tailandesa e é bem picante. O caldo é aguado mas nem por isso menos saboroso, até porque leva uma data de ervas aromáticas: é feito com coentros, erva-príncipe, lima kafir, galanga, leite de coco e malaguetas frescas. Pode levar mais ou menos vegetais e diferentes proteínas. A versão do chef Vasco Lello tem camarão e cogumelos. 6€

A Time Out diz
aveludado de castanha e perdiz
Fotografia: Francisco Santos
Restaurantes, Português

Aveludado de castanha e perdiz

icon-location-pin Belém

“É aconchegante mas macia. Quem a come não fica nem enjoado nem muito cheio”, começa por dizer Ricardo Benedito, o chef do Topo Belém. A castanha é deixada a cozer algum tempo, com manteiga e chalota, e depois triturada e passada no blender, para ficar mesmo macia. Depois é adicionada a perdiz desfiada, juntando o sabor de caça, ligeiramente picante, ao adocicado da castanha. 4,5€

Publicidade
creme de cenoura com pesto e amendoa torrada, do balção do henrique sá pessoa
Fotografia: Manuel Manso
Compras

Creme de cenoura com pesto e amêndoa torrada

icon-location-pin São Sebastião

Henrique Sá Pessoa quis que o seu espaço na nova experiência gourmet do El Corte Inglés fosse o mais português possível, ainda que com um twist aqui e ali. Só tem uma sopa e é bem boa para aconchegar: é um creme de cenoura que seria um básico bom se fosse simples, mas que leva, já depois de finalizada, um pesto de coentros e amêndoa torrada que lhe dá uma textura nova. 5€

A Time Out diz
creme de marisco, sapateira, camarão e ovas
Fotografia: Manuel Manso
Hotéis

Creme de marisco, sapateira, camarão e ovas

icon-location-pin Santa Maria Maior

O menu de Inverno do chef João Correia, do restaurante no topo do hotel Altis Avenida, trabalha os produtos sazonais e os sabores tradicionais portugueses, por isso não podia faltar um bom creme de marisco. O prato chega com o camarão alinhado com a sapateira, as ovas e as folhas de capuchinha e o creme é servido já na mesa. Além deste há um outro creme, de cogumelos, com cogumelos recheados com salsa. 11€

A Time Out diz

Mais comfort food

Groundburguer - Hamburguer
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes

Os melhores restaurantes de comfort food em Lisboa

Há dias em que não há salada, prato com nome francês ou comidinha da avó que nos valha. Deprimido, ressacado ou só a precisar de repor os níveis de gordura no organismo? Então dispense as grandes redes de restaurntes de fast food e rume a um destes três restaurantes de comfort food para devorar hambúrgueres, salsichas e batatas fritas. No final da refeição, o mundo vai parecer-lhe um lugar muito melhor. 

tripas do dom feijão, tema  526
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

O melhor da cozinha tradicional portuguesa em Lisboa

Demos uma volta ao país sem sair da cidade e reunimos uma colecção de grandes exemplares da cozinha tradicional portuguesa, região por região, servidos nos restaurantes de Lisboa. É muito provável que a sua comida de conforto esteja aqui. Esta é a nossa zona de conforto. 

Publicidade
Jorge d'Amália
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes

Tascas a não perder em Lisboa

O que é uma tasca? O dicionário diz-nos que é "um estabelecimento modesto que vende bebidas e refeições", mas também nos ensina que "tasca" é o nome do "utensílio em que se espadela o linho". Para que não haja dúvidas: estamos a falar dos restaurantes. 

Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com