Cinco novos pratos para provar no SushiCorner

À carta de sempre, o SushiCorner juntou agora burritos feitos com sushi ou pokés. Prove um destes cinco novos pratos.
Burrito de sushi
Agencia Zero Fotografia Burrito de sushi
Por Inês Garcia |
Publicidade

Os espaços SushiCorner, do grupo SushiCafé, são sempre uma opção japonesa segura dentro de food court (em alguns espaços, como o dos Armazéns do Chiado, até esquecemos que estamos num espaço comercial, com a vista para o Castelo). Tem menus e combinados mais clássicos e de preço acessível mas o chef Daniel Rente, responsável pelas cozinhas japonesas do grupo, criou uns “complementos” para modernizar as opções. “Os clientes estão muito habituados à carta mas tentamos ir fazendo alguns acrescentos pontualmente. Temos rolos de sushi diferentes, com carácter. Mantivemos os vencedores e criámos alguns novos”, explica.

O salmon don passa agora a chamar-se poké e há opções light como o tártaro de atum, massas de curgete e a possibilidade de substituir o arroz do temaki por rúcula. O mais moderno é, porém, o burrito de sushi. Nas sobremesas há um novo cheesecake de chá verde. Escolha um destes novos cinco pratos para provar no SushiCorner.

Recomendado: Os melhores restaurantes japoneses em Lisboa

Cinco novos pratos para provar no SushiCorner

Agencia Zero Fotografia

Burrito Bossa-Nova

O Bossa-Nova é um dos três novos burritos que Daniel Rente acrescentou à carta dos espaços SushiCorner. Tem tempura de espargos, salmão fumado, alface, cenoura, cornichons e maionese japonesa. E devem ser comidos como um verdadeiro burrito mexicano, portanto nada de pedir para o fatiarem como um rolito de sushi. Acompanha com batata doce frita. Há também o burrito Ebi Satori, com tártaro de camarão, ou o Tuna Lotus, com atum, abacate, raíz de lótus e pimentos vermelhos.

Preço: 8,95€

Agencia Zero Fotografia

Carpaccio de corvina

Para o shiro ussuzukuri, um carpaccio de corvina, pegaram nos sabores tipicamente mediterrânicos: estes pedaços de corvina fatiada de forma muito fina levam azeite, coentros, flor de sal e malagueta. Faz parte das novas entradas.

Preço: 4,50€

Publicidade
Agencia Zero Fotografia

Salmão caramelo

Antes de mais nada: este rolo não só não é uma sobremesa como nem sequer é muito doce. Chegam à mesa numa tábua com peças com salmão, queijo Filadélfia (mas pouco), laranja a dar-lhe um toque cítrico e fresco, e um molho de caramelo. 

Preço: 6,25€

Agencia Zero Fotografia

Tártaro de atum

O tártaro de atum é um clássico que fica sempre bem: o atum chega picadinho com abacate, óleo de sésamo, molho ponzu e umas fajitas de wonton que fazem lembrar os coscorões do Natal. Pegue num cubito do peixe e coma-o com uma dessas folhas finas de massa de farinha de trigo e ovos.

Preço: 5,50€

Publicidade
sushi corner
Agencia Zero Fotografia

Poké SushiCorner

"Os nossos pokés têm poucos molhos e não há muita fusão", garante Daniel Rente sobre as três malgas da carta. Esta, com o nome da casa, tem pedaços de tofu frito, abacate, cubos de corvina, salmão e atum, laranja, manga e abacate. 

Preço: 8,95€

Restaurantes para almoçar em Lisboa

2018
©Miguel Manso
Restaurantes

Restaurantes com menus de almoço em Lisboa: não há almoços grátis mas quase

Há restaurantes que lhes chamam menus executivos e há quem opte pelo velhinho menu de almoço, quase sempre disponível nos dias úteis. Nomenclaturas à parte, o que importa é saber que até em restaurantes com estrela Michelin pode pagar com duas notas de vinte euros e receber troco. Aqui ficam dez sugestões de restaurantes onde ao almoço é mesmo mais barato. 

Publicidade
Solar dos Presuntos - Cozido à Portuguesa
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes

Os melhores restaurantes de cozinha tradicional em Lisboa

Do Minho ao Algarve, do interior ao litoral – não é preciso sair de Lisboa para experimentar os melhores sabores da cozinha portuguesa. Açordas, bacalhaus, rissóis e pataniscas. Entremeadas, croquetes, cozidos e empadões – o que não falta nestes restaurantes de cozinha tradicional em Lisboa são especialidades do país inteiro.    

Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com