A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Cavalariça Lisboa
Luis Ferraz

Restaurantes com menus de almoço em Lisboa

Bem sabemos que não há almoços grátis. Mas pelo menos há menus de almoço a bom preço, todos os dias da semana.

Escrito por
Cláudia Lima Carvalho
Publicidade

Nem sempre há tempo e nem sempre dá jeito, mas é possível trocar a marmita por uma refeição num bom restaurante sem ter de gastar um dinheirão. Há restaurantes que lhes chamam menus executivos e há quem opte pelo velhinho menu de almoço, quase sempre disponível nos dias úteis. Nomenclaturas à parte, o que importa é saber que até em restaurantes de fine dining encontra opções amigas da carteira. E o melhor de tudo é que acaba a provar, em muitos destes sítios, pratos especiais e do dia, disponíveis em exclusivo para os almoços. Estes menus de almoço são, por vezes, a maneira mais económica de conhecer um restaurante.

Recomendado: Os melhores restaurantes em Alvalade

Restaurantes com menus de almoço em Lisboa

  • Restaurantes
  • Chiado

Seja no Chiado, no Parque das Nações ou em Cascais, no Cantinho do Avillez o almoço é o compromisso perfeito para quem quer conhecer o restaurante onde José Avillez faz uma “cozinha simples, mas sofisticada” sem perder o controlo dos gastos. Por 15€, tem direito a couvert, prato principal, café ou chá – por 17,50€ pode acrescentar uma entrada ou sobremesa e por 20€ tem o menu completo. Na lista encontra pratos afamados da casa como os croquetes com arroz de grelos ou o ovo cozinhado a baixa temperatura e azeitonas explosivas.

Preço: 15€

  • Coisas para fazer
  • Aulas e workshops
  • Cais do Sodré

Quem já teve oportunidade de participar numa Chef’s Table Experience sabe que não se trata de um mero almoço, mas sim de uma oportunidade de ver o chef a cozinhar ao vivo e a cores e de aprender qualquer coisinha. Para as próximas semanas estão previstos pratos com assinatura do chef Miguel Mesquita, como as gambas grelhadas ou o atum braseado com migas de tomate e alecrim. Por 15€ tem direito a couvert, prato, copo de vinho e sobremesa.

Preço: 15€

Publicidade
  • Restaurantes
  • Chiado/Cais do Sodré
  • preço 3 de 4

Se há restaurante onde vale a pena aventurar-se pela carta, deixando-se surpreender na descoberta de sabores, é no Cavalariça Lisboa, irmão mais novo do Cavalariça Comporta. Bruno Caseiro está no espaço do antigo Optimista – e se primeiro se aventurou com um pop-up, agora está para ficar até que nasça o restaurante no Chiado, o que só deverá acontecer no próximo ano. Os almoços, com um menu fixo de 25€, são uma óptima forma, e mais em conta, de explorar a cozinha do chef. A oferta pode mudar semanalmente, conforme a sazonalidade, mas o menu de almoço inclui sempre três pratos à escolha, entre entradas e principais, de uma selecção feita a partir da carta. Com sorte, apanha os deliciosos tortellini de galinha com queijo de São Jorge e salsa, ou o frango do campo, que acompanha com couve coração e jus.

Preço: 25€

  • Restaurantes
  • Baixa Pombalina

Desde que abriu, em 2014, que a Tasca Kome de Yuko Yamamoto nos tem ensinado como a gastronomia japonesa é um mundo para além do sushi, dando-nos a comer pratos fiéis e tradicionais do Japão, feitos com os produtos da época. Os menus de almoço ficam por 12,50€ e incluem sempre uma sopa miso, um prato que pode ser de carne, peixe ou vegetais e arroz. Ora pode comer um frango frito marinado em molho de ostra, como um salmão grelhado marinado em miso, uma tempura de camarão sobre arroz, ou uma massa soba fria com cogumelos. De quarta-feira a sábado, aos almoços há sempre a opção de pedir um sushi set por 18€.

Preço: 12,50€

Publicidade
  • Restaurantes
  • Italiano
  • Cais do Sodré
  • preço 2 de 4

No novo, e bonito, restaurante italiano que traça a história de Sophia e da sua avó Isabella, uma nonna italiana, o menu de almoço é a recente aposta e não há nada que tenha ficado de fora. Estão lá as receitas da avó, feitas de forma mais saudável, e as pizzas. A refeição começa sempre com o couvert – uma focaccia de batata com dip de pimentos assados e beringela com alecrim fumado e azeitonas marinadas – e segue o caminho que quiser. Tanto pode escolher uma pizza, como a de mozarela de búfala fresca e tomate cherry, como um prato de massa fresca com molho de tomate e burrata trufada ou uma pappardelle fresca com bolonhesa da Sophia. O menu inclui ainda bebida e café.

Preço: 16€

  • Restaurantes
  • Asiático contemporâneo
  • Cais do Sodré
  • preço 2 de 4

Há refeições capazes de nos pôr do outro lado do mundo numa garfada – nem que seja a suspirar e a imaginar como seria se lá estivéssemos realmente. No SOI, restaurante de street food asiática, a viagem pode ser diária, uma vez que o menu executivo, que inclui bebida e café, propõe um prato de um país diferente a cada dia. À segunda-feira, por exemplo, há uma salada exótica do Laos, com frango, vegetais, fruta e noodles; à quarta um caril rendang tailandês; e à sexta um lombinho de porco salteado com gengibre, cogumelos, abacaxi e molho de ostra saído do receituário chinês.

Preço: 12,50€

Publicidade
  • Restaurantes
  • Italiano
  • Xabregas
  • preço 1 de 4

Cozinheira de mão cheia, Erica Porru tem a quem sair, ou não fosse filha de Maria Paola Porru, que fundou o Casanostra, o mítico italiano do Bairro Alto, e o Casanova, as pizzas do rio. No Clube de Vídeo, situado mesmo em frente ao Hub Criativo do Beato, está livre de regras. No menu do dia entra o que lhe apetecer cozinhar, dependendo também do que houver no mercado e no frio. Há sempre um prato vegetariano e não costumam faltar as lasanhas. Antes disso, há couvert e sopa. Nas contas, entra ainda a sobremesa, onde se destaca a mousse de chocolate já elogiada pelo nosso crítico Alfredo Lacerda.

Preço: 12€

Mais restaurantes em Lisboa

  • Restaurantes
  • Português

A restauração está finalmente de portas abertas. Seja na esplanada ou no interior. Foram longos meses afastados das mesas e dos balcões e o que os comensais querem agora é encher a barriga. E qual a melhor forma de o fazer se não regressando aos clássicos de sempre, aos estabelecimentos que cobrem as mesas com um simples individual de papel texturado, aos restaurantes em que o guardanapo é entalado no copo e em que o aroma do receituário nacional circula no ar.

  • Restaurantes

A cidade é cada vez mais dos turistas, dizem, mas ainda há sítios que se mantêm com toda a resiliência como cantinas diárias para o almoço dos lisboetas. Comer fora não tem de ser caro e na cidade existem verdadeiros achados entre alguns dos restaurantes baratos em Lisboa. Pense num prato rico, em comida saborosa e atendimento simpático — às vezes até familiar. Fazem-se literalmente negócios da China, da Índia, da Argentina, bem portugueses e outros completamente vegetarianos. Para encher a barriga sem esvaziar a carteira, este barato não lhe vai sair caro: estes são os melhores restaurantes em Lisboa até 10 euros. Ou menos. 

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade