A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Baobá
Gabriell Vieira

Nos novos cafés em Lisboa não se bebem apenas bicas

Não vivemos sem café, mas uma bica às vezes já não nos chega. Felizmente, nos novos cafés em Lisboa há muito para provar.

Escrito por
Cláudia Lima Carvalho
Publicidade

O café de especialidade tem vindo a ganhar terreno e prova disso são os novos cafés em Lisboa que dedicam cada vez mais espaço da carta a este universo. Ao mesmo tempo, também não descuram a comida que servem para acompanhar, de simples bolos a tostas compostas e bagels gulosos. Com esplanadas acolhedoras em zonas diferentes da cidade, nestes cafés o tempo passa devagar. São óptimas soluções para trabalhar ou estudar, mas tabém para beber um café rápido. Em alguns, ainda pode aprender mais sobre o café de especialidade. Quem sabe não vire barista por um dia. 

Recomendado: Os melhores novos restaurantes em Lisboa

  • Restaurantes
  • Cafés
  • Cais do Sodré

São cada vez mais as cafetarias dedicadas ao café de especialidade em Lisboa, mas poucas funcionarão como a Baobá, que abriu recentemente ao lado do elevador da Bica. O nome é o mesmo da Fazenda Baobá, no Brasil, em São Sebastião da Grama, no estado de São Paulo, de onde chegam os grãos verdes. A torra é feita neste espaço em Lisboa e tudo é explicado aos clientes com uma simpatia desarmante. A Baobá é uma cafetaria para se estar sem pressas, onde também é possível comer umas tostas ou uns bolos.

  • Restaurantes
  • Cafés
  • Avenida da Liberdade/Príncipe Real

A vista para a cozinha da Bread & Friends, no número 8 da Avenida Fontes Pereira de Melo, faz parar quem passa. É que o chef de padaria, Tiago Vaz, entra ao serviço pelas 03.30 (quatro horas antes do horário de abertura, às 07.30) e é possível vê-lo a trabalhar a partir da rua. Lá dentro, a paisagem estende-se, com uma das paredes em vidro. A ideia é tornar o processo totalmente transparente e convidar os clientes a acompanhar a produção, tanto do pão de fermentação longa como da pastelaria de assinatura. O conceito é do grupo Sana, que não se esqueceu do hábito bem português de beber café e apostou também numa máquina de torrefacção, instalada mesmo à entrada do espaço. 

Publicidade
  • Restaurantes
  • Chiado/Cais do Sodré

Não fosse a esplanada à porta e o Flat Café, na Travessa do Cabral, passaria provavelmente despercebido. O espaço é pequeno, mas grande o suficiente para a russa Varvara Kroz materializar o desejo antigo de abrir um café com as tostas que descobriu há cinco anos numa viagem à Escandinávia. Ser mais um café de brunch nunca foi o caminho que quis seguir, até porque há muito tempo que Varvara sabia que queria fazer as tostas escandinavas, também conhecidas como smørrebrød, e que de forma simples se podem descrever como umas tostas abertas cobertas de ingredientes frescos. Mais perto do tradicional, há três: a tosta com gravlax e queijo creme (6€), a de camarão e maionese caseira (4,80€), e a de rosbife e dijon (4,60€). E depois há adaptações a Portugal. Exemplo disso é a tosta com bacalhau ao vapor e creme de batata (4,30€) ou de polvo com tomilho e batata doce (4,90€). Para acompanhar, a aposta vai para o café de especialidade, os vinhos naturais e a cerveja artesanal. 

  • Restaurantes
  • Cafés
  • Chiado/Cais do Sodré

O Café Joyeux é um projecto solidário vindo de França, onde já conta com cinco espaços, e chega a Portugal, mais concretamente a São Bento, mesmo em frente à Assembleia, pela Associação VilacomVida. O objectivo? Provar “que é possível empregar estas pessoas e ter um negócio de sucesso”, diz Filipa Pinto Coelho, presidente da IPSS. “Tem sido uma alegria enorme porque percebemos que, de facto, estas pessoas estão preparadas, entusiasmadas, e os clientes também estão a sentir esta alegria e este amor que se vive aqui”, afirma. Aqui, são garantidos o pequeno-almoço, almoço e lanche, com opções típicas de cafetaria, saladas, quiches e também pratos do dia. Também está à venda merchandising do projecto, que acaba por reverter para a missão.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Cafés
  • Lisboa

Entrar no novo Thank You Mama, nos Anjos, é como entrar na cozinha lá de casa. Cheira a chocolate e a café. No centro, há uma ilha de madeira com bancos altos, atrás estão o lavatório e a loiça e à frente, junto à janela, umas mesas que convidam a ficar para mais uma chávena. Neste espaço informal, mas bonito, que contempla ainda uma sala para artistas exporem os seus trabalhos e para workshops relacionados com a transformação dos grãos de café e cacau, todos são bem-vindos, incluindo amigos de quatro patas. Aqui, a estrela é o café, mas há bagels e babka para acompanhar.

Mais novidades gastronómicas

  • Restaurantes
  • Italiano

Do risotto e das pizzas em forno de lenha à massa fresca, não esquecendo a burrata, o tiramisù e as bebidas típicas, como o limoncello, o aperol ou o negroni. Os portugueses ainda dizem "ciao" e "prego" à gastronomia vinda de Itália, que continua a ser uma das favoritas e indispensáveis na oferta da cidade. Prova disso são os vários restaurantes italianos em Lisboa que apareceram nos últimos tempos e aos quais não faltam clientes, ansiosos por uma boa dose de hidratos de carbono.

  • Restaurantes
  • Japonês

A vida retoma a (quase) normalidade e as novidades gastronómicas sucedem-se em Lisboa. Nos últimos meses, apareceram na cidade e arredores novos restaurantes japoneses que prometem dar que falar – na verdade, alguns já têm dado e a prova disso é a dificuldade em arranjar mesa. Há propostas arrojadas onde reina a fusão e casas onde manda a tradição, sem grandes espalhafatos. Há preços em conta, mas também contas que podem pesar mais porque os restaurantes não são todos iguais – e ainda bem que assim é.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade