Os melhores sítios de grab&go em Lisboa

Nestes sete sítios de grab&go em Lisboa é só pegar na comida e pôr-se a andar para um miradouro ou jardim qualquer.
©Duarte Drago Ink Farm Food
Publicidade

Estes sete sítios não lhe entregam a comida à porta de casa (se preferir não se mexer do sofá, espreite antes as melhores entregas ao domícilio em Lisboa), dizem-lhe antes para pegar e levar para um miradouro, um jardim ou seguir viagem para outro compromisso: não têm filas de espera intermináveis para conseguir arranjar uma mesa com vista à janela e são prós na arte de embalar. Há desde crepes bem recheados e sem glúten, empanadas argentinas, saladas com mais ou menos camadas, comida israelita e, claro, a pizza à fatia, melhor amiga do grab&go.

Recomendado: Os 21 melhores parques e jardins em Lisboa

Os melhores sítios de grab&go em Lisboa

Ink Farm Food
©Duarte Drago
Restaurantes

Ink Farm Food

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

Igal não acredita em restaurantes, em sítios com lugares sentados onde se vai ficando a comer e beber. Quando veio de Israel para Lisboa, veio com ideias muito fixas: abrir cinco espaços em cinco anos, todos com propostas gastronómicas diferentes, mas todos com o conceito de grab & go, só com meia dúzia de cadeiras para aqueles que ainda preferem ficar sentados e sossegados no lugar. Este Ink Farm Food, ao pé do Miradouro de Santa Catarina, na Bica, serve comida de rua israelita, orgânica, vegetariana e vegan. O falafel (3€) é “o melhor do mundo”, garante Igal, que veio de Israel há três meses e lá, todos os sítios onde comeu este salgado feito com grão de bico, desiludiram-no. Aqui há também shaskshuka (7€ no pão) e uma couve-flor assada. 

empanadas union
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes, Argentino

Union

icon-location-pin Grande Lisboa

A janela verde-água com letras garrafais amarelas e vermelhas não passa despercebida no coração da Mouraria, onde João David vende empanadas argentinas, mais especificamente da região de Tucumán. A receita é familiar e há cinco variedades: vitela, galinha, espinafres e queijo, cebola e queijo e atum (2,50€ cada). Não há nada produzido no espaço – o interior são apenas 15 m2 com um forno, onde as empanadas são postas a cada meia hora para estarem sempre quentes. Pode ainda levar congeladas (1,50€ cada). 

Publicidade
Sama Sama
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes

Sama Sama

Os crepes triangulares que  Malte Kochen faz nesta pequena crêperie do Cais do Sodré são sem glúten (com farinha de milho) ou vegan (sem ovo e com leite de arroz) e têm sempre uma mistura de três queijos à volta, uma receita que importou de Galway, na Irlanda, onde o irlandês Mick as faz num mercado todas as semanas. O espaço funciona também como juice bar e tem quatro sumos de fruta prensados a frio. É grab & go mas pode comer ao balcão ou beber um copo de vinho orgânico. 

Club Life to Go
Manuel Manso
Restaurantes

Club Life to Go

icon-location-pin Avenidas Novas

Este clube saudável na Avenida Elias Garcia é um sucesso em São Paulo, no Brasil, muito por causa das redes sociais, onde é partilhado o cardápio da semana –o menu varia todos os dias e repete na semana seguinte. Todo o espaço está pensado para pegar e levar, com todas as refeições em caixas, prontas a comer, em enormes vitrines. Tudo tem calorias e ingredientes assinalados, para garantir que sabe o que está a comer. Não se esqueça de pedir uma coxinha fit ou a versão saudável do snickers.

Publicidade
take fresh
Manuel Manso
Restaurantes

Take Fresh

icon-location-pin Grande Lisboa

A loja é pequenina e está toda pensada para pegar e levar. A ideia começou nos Estados Unidos, onde Patrícia e João se encantaram com uma máquina de venda automática de comida saudável que andam a projectar cá para pôr num centro comercial. Enquanto isso não acontece, têm snacks saudáveis e saladas enfrascadas em camadas e com um recipiente com a quantidade de molho certa (vêm com talheres biodegradáveis). Há ainda pudins de chia e energy balls. 

Pizza à Pezzi
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes, Italiano

Pizza a Pezzi

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Maria Paola Porru, dona dos gigantes Casanostra e Casanova, atirou-se, em 2010, para um estilo de pizza pouco comum entre os lisboetas, mas muito apreciado em Itália: a pizza al taglio. Isto é, em fatias rectangulares ou quadradas, do tamanho que o cliente quiser, vendidas a peso. Entre as nossas favoritas estão a de batata com alecrim, a caprese, com mozzarella de búfala e a de ricotta com salsicha napolitana. 

Publicidade
Pizzeria Romana Al Taglio
©DR
Restaurantes, Pizza

Pizzeria Romana Al Taglio

icon-location-pin Baixa Pombalina

"O segredo está na massa", escreveu a nossa crítica Marta Brown sobre esta pizza alta e de fermentação longa a que deu quatro estrelas. É um porto seguro em plena baixa, onde se encontram pizzas vegetarianas, vegan ou com combinações clássicas, como a amatriciana, a boscaiola ou uma simples bianca para quem se perde por uma boa massa.

A Time Out diz

Verão nos restaurantes em Lisboa

zazah
©Arlindo Camacho
Restaurantes

Três novos pratos para provar no Zazah este Verão

Moisés Franco quis que a cozinha do Zazah, o restaurante que chefia deste Outubro no Príncipe Real, fosse essencialmente internacional e para partilhar – os croquetes de alheira de caça que se mantêm na nova carta de Verão, são aliás um best-seller e o crítico da Time Out Alfredo Lacerda ficou surpreendido com o recheio e o crocante do polme feito com queijo parmesão. Houve uns quantos upgrades a pratos que já existiram, caso do tachinho de cogumelos-ostra agora servido também com pão, mas a nova leva de pratos traz mais elementos do mar e da terra. Prove estes três novos pratos e não se esqueça de, no fim, pedir os gulosos cones de brigadeiro Três Marias, que ninguém se atreve a tirar da carta de sobremesas (leva brigadeiro de chocolate negro, branco e flor de sal). 

memmo principe real
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

Três novos pratos para o calor no Café Príncipe Real

A viagem pela lusofonia e pelos países em que os portugueses deixaram a sua influência continua a ser o foco na carta de jantar para o Verão no Café Príncipe Real. O restaurante do hotel Memmo Príncipe Real acrescentou alguns novos pratos de influência sul-americana, africana e asiática à sua carta, mantendo best sellers como o escabeche de perdiz ou o tártaro de salmão. Para além da renovada carta de jantar, o espaço do terraço tem agora carta própria, para poder sentar ao final da tarte, assistir a um jogo do Mundial e ir pedindo salgados como os que estão na carta do restaurante – há croquetes de pato, camarão ou chamuças –, hambúrgueres ou tábuas de queijos e enchidos. À noite, dentro do restaurante com vista sobre a casaria lisboeta pode pedir estes três novos pratos. 

Publicidade
FORNERIA
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

Três novos pratos para provar na Forneria este Verão

Este italiano do Parque das Nações é conhecido pelas pizzas e com razão: o seu pizzaiolo, Vítor Cunha, é famoso pela massa ao estilo romano, feita à frente de toda a sala num grande forno. Dá para ficar a assistir ao espectáculo da montagem das pizzas enquanto nos encostamos ao bar, à entrada da sala, onde agora se começam a servir alguns novos cocktails, mais frescos, com lâminas de gelo.Mas nem só de pizzas vive este restaurante italiano: as massas frescas são feitas na casa e há novas combinações. O mesmo acontece com as bruschettas e até com o couvert que é agora uma focaccina com pesto. Mostramos-lhe três novos pratos que pode provar no Verão na Forneria. 

Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com