Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Quatro restaurantes obrigatórios em Paço de Arcos

Quatro restaurantes obrigatórios em Paço de Arcos

Isaltino Morais quer fazer de Paço de Arcos a “Saint Tropez de Portugal”, com uma nova marina. Por enquanto, as melhores razões para lá chegar estão em terra e envolvem comida.

Os Arcos
Manuel Manso Os Arcos
Por Clara Silva |
Publicidade

Provavelmente, Paço de Arcos é a capital dos almoços de família perto de Lisboa – e difícil é escolher um entre tantos restaurantes. Haverá outras óptimas razões se fazer a uma das mais belas estradas do país – a Marginal – e visitar a localidade no concelho de Oeiras que Isaltino Morais quer transformar na "Saint Tropez de Portugal", mas é à mesa que estão as melhores. Estamos a falar de clássicos como Os Arcos e a Casa Galega, que imunes a modas, e de outros como A Marítima e o Quintada, que conjugam na perfeição esta dupla que todos apreciamos: bom e barato. Toca a marcar mesa. 

Recomendado: Os melhores 149 restaurantes em Lisboa

Quatro restaurantes obrigatórios em Paço de Arcos

1
Os Arcos - Arroz de Lebre
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes

Os Arcos

icon-location-pin Oeiras

Os arcos pombalinos que dão nome ao restaurante a funcionar desde 1967 estão bem à vista de todos, tal como as paredes de pedra e madeira desse período. Com comida tradicional e bom peixe e marisco, Os Arcos são uma instituição para os almoços e jantares de família na Linha. Além da dourada, no capote ou ao sal, o arroz de lebre desfiada (na foto) e a perdiz estufada com castanhas e batatas estão entre as especialidades da casa. Espere um recibo a partir de 25€ por pessoa.

A Time Out diz
2
Casa Galega
Restaurantes

Casa Galega

icon-location-pin Oeiras

Se não conseguiu ir à Galiza nas férias, visite a Casa Galega. A cozinha é de influência galega e basca, mas o restaurante serve todos os pratos da vizinhança: tortilha (6,5€) e mexilhão à espanhola (4,5€), polvo à galega (9,5€), calamares à sevilhana (14€) e uma afamada paelha valenciana (23€) – na foto. 

Publicidade
3
Marítima de Paço de Arcos
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes, Português

Marítima de Paço de Arcos

icon-location-pin Oeiras

Também na Rua Costa Pinto e ao lado dos Arcos, a Marítima de Paço de Arcos, outro dos restaurantes mais populares da zona, faz Alfredo Lacerda, crítico da Time Out, pegar no carro só para ir comer um prato: sardinhas panadas com salada russa. As favas à portuguesa também têm fãs, tal como as fanecas fritas com açorda, nos pratos económicos. O melhor de tudo? O preço dos pratos: 6€. 

4
Quitanda
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes, Frutos do mar

Quitanda

icon-location-pin Oeiras

Se está à procura de peixe fresco mas não quer ir muito longe, a Quitanda pode ser a solução para os seus almoços. No restaurante instalado em pleno Centro Náutico de Paço de Arcos não espere grandes luxos além do peixe e das amêijoas. Apesar de estar em frente ao mar, não espere também grandes vistas. O sítio é popular à hora de almoço, por isso reserve mesa com antecedência (só para mesas até às 13.00). Quanto mais tarde, mais calmo o serviço. Conte com15€ por pessoa.

A Time Out diz

Comer bem em Lisboa

Luminosa by Furnas
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

As melhores cervejarias em Lisboa

Olhe os néons à entrada, cumprimente o empregado de camisa irrepreensível, faça um adeus às lagostas de molho. É por aqui o caminho para as melhores cervejarias em Lisboa, para as antigas, as mais carismáticas e as mais recentes. E ainda lhe arranjamos uma que lhe serve um brunch todos os domingos.

Publicidade
Jorge d'Amália
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes

Tascas a não perder em Lisboa

O que é uma tasca? O dicionário diz-nos que é "um estabelecimento modesto que vende bebidas e refeições", mas também nos ensina que "tasca" é o nome do "utensílio em que se espadela o linho". Para que não haja dúvidas: estamos a falar dos restaurantes. Mas para um restaurante ser uma tasca precisa de cumprir uma série de requisitos.

Publicidade