Restaurantes na Lx Factory a não perder

Uma mini-cidade com tudo o que precisa para ficar bem alimentado. Estes são os restaurantes na Lx Factory que não pode perder.
Rio Maravilha
Fotografia: Manuel Manso Rio Maravilha
Por Inês Garcia |
Publicidade

É um género de condomínio fechado em Alcântara. Uma mini-cidade dentro da cidade, com tudo o que precisa, especialmente para ficar bem alimentado: há uma diversidade imensa de mesas obrigatórias, dos cachorros quentes à comida indiana, para picar ou se deixar ficar com vista para o rio. Mas como empreendimento que é, tem ainda espaços para trabalhar (co-work), para ir às compras para a casa numa das lojas de decoração ou comprar um trapinho novo numa das lojas de roupa, ler um livro na Ler Devagar, comer um bolo no Bolo da Marta ou um brigadeiro na Brigadeirando. Tem até sítio para fazer uma tatuagem, no estúdio de tatuagens Queen of Hearts. Faça o seu próprio roteiro e não passe fome: escolha já um destes restaurantes na Lx Factory para o seu almoço ou jantar.

Recomendado: O melhor de Alcântara

Restaurantes na Lx Factory: o que não pode perder

1
dogs, lx factory
Arlindo Camacho
Restaurantes

Dogs

icon-location-pin Alcântara

Algumas portas ao lado da sua loja Brigadeirando, Carol Henke abriu um altar de cachorros quentes: o Dogs. As salsichas vêm do norte de Portugal e a decoração, onde não faltam neóns, da vizinha Retroshop. A ementa é um verdadeiro canil, com cachorros de todas as raças: do rafeiro ao pastor alemão, com direito até a um cão de loiça. 

2
A Praça
Ana Pereira da Costa
Restaurantes, Português

A Praça

icon-location-pin Alcântara

Os olhos também comem – e comem antes mesmo de os pratos chegarem à mesa. Por isso, é importante dizer que este é um restaurante bonito, com vista para a ponte 25 de Abril... do tecto. Depois, há petiscos clássicos (como pica-pau) e originais (como ninhos de alheira com massa filo), além de pratos portugueses com um toque original. É da maneira que tanto lá pode ir para o picanço como para se atirar a grandes pratos.

A Time Out diz
Publicidade
3
Cocktail Beterraba Rio Maravilha
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes, Fusão

Rio Maravilha

icon-location-pin Alcântara

Sempre se assumiu como restaurante/bar e é difícil dizer em qual das duas vertentes se sai melhor. O terraço trouxe muita gente à procura de festa – e é ver um dia de calor e lá está ele a abarrotar – mas o restaurante é mais do que um sítio giro para almoçar ou jantar. O chef que assumiu a cozinha do restaurante em Abril de 2018 dispensa apresentações: é Hugo Dias de Castro, da Casa de Pasto. Depois de muitas trocas e baldrocas, o chef quer estabilidade no restaurante. No bar há uma data de cocktails clássicos e de autor. É só escolher o que quer beber enquanto vê o sunset.

A Time Out diz
4
Wish Slow Coffee House
© Ana Luzia
Restaurantes, Cafés

Wish Slow Coffee House

icon-location-pin Alcântara

Margarida Eusébio abriu a Wish em 2013, uma concept store com cadernos, caixas e prints de inspiração minimalista. Depois veio esta cafetairia de inspiração nórdica. Além da oferta de cafetaria o café de saco aqui é preparado com todos os cuidados, torrado semanalmente e passado com paciência há bolos que enchem o ar com cheiro doce: poffertjes, as panquecas holandesas pouco maiores do que uma moeda de dois euros. Comem-se bem quentes e cobertas de açúcar em pó. Os bagels e as tábuas de queijos e enchidos também fazem parte do arranjo, assim como o brunches.

Publicidade
5
1300 taberna
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Português

1300 Taberna

icon-location-pin Alcântara

Os lustres e os candeeiros de tecto contrastam com as mesas e cadeiras mais industriais deste restaurante de grandes dimensões da Lx Factory. No 1300 Taberna servem-se pratos contemporâneos, começando pelo ovo a 64 graus com espuma de alho francês com toucinho fumado ou tártaro de peixe do dia mas também lombos de bacalhau grelhados ou cabidela de galinha. Há um menu de degustação com acepipes, duas entradas, dois pratos, uma pré-sobremesa e a dita sobremesa. Termina-se com petit fours (40€ sem bebidas ou 65€ com harmonização de cinco vinhos). 

6
Malaca Too
©DR
Restaurantes, Asiático contemporâneo

Malaca Too

icon-location-pin Alcântara

Ainda os restaurantes asiáticos estavam longe de entrar na 
moda e já Yoon Chin Lai, no 
seu primeiro Café Malaca, apresentava gyosas, caris verdes, sopas tomyam e afins. A mudança para a LX Factory foi radical, e com ela vieram muito mais lugares e mais pratos, sempre da Indonésia, Tailândia, Vietname e Malásia, o seu país de origem.

A Time Out diz
Publicidade
7
Chef Nino
©Leonardo Ribeiro
Restaurantes

Chef Nino

icon-location-pin Alcântara

É café e restaurante, serve refeições ligeiras durante a semana e pequenos-almoços das 10.30 às 12.00 todos os dias. Aos sábados, domingos e feriados aposta no brunch: por 12,50€ tem direito a pão, croissant, manteigas e compotas, uma sopa, um petisco, um ovo, uma salada, um iogurte e ainda escolher entre queijo da Ilha e marmelada, salada caprese ou outros petiscos do dia. Está incluído o sumo natural ou chá de menta. Falta ainda falar dos gelados caseiros, dos bons crepes e panquecas.

8
a mesa
©DR
Restaurantes, Italiano

A Mesa

icon-location-pin Alcântara

Uma única mesa corrida onde cabem 50 pessoas, toalhas aos quadradinhos como convém num verdadeiro italiano e pizzas finas e estaladiças. É A Mesa, no Lx Factory, um restaurante ideal para toda a família.    

Publicidade
9
cantina lx
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes

Cantina LX

icon-location-pin Alcântara

Já são anos e anos a virar frangos na Lx Factory. E por frangos entendam-se bitoques do acém, postas de bacalhau, polvos à lagareiro e outros tantos pratos de base portuguesa que se servem nesta cantina inspirada no antigo ambiente fabril que aqui existia. É um dos restaurantes pioneiros do espaço.

A Time Out diz
10
Esplanada café na fábrica
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes

Café da Fábrica

icon-location-pin Alcântara

O Café da Fábrica é o ponto de partida na Lx Factory. As luzinhas com ar de enfeite de arraial e os artistas que lá tocam à tarde tornam este café num dos melhores sítios da cidade para a prática do copo ao fim do dia. As mesas compridas estão sempre cheias, a imperial sai sempre gelada e o vinho a copo da casa é agradável. Tem bons petiscos.

Publicidade
11
organii concept store lx factory
Fotografia: Arlindo Camacho
Compras

The Therapist

icon-location-pin Alcântara

Já se estava bem na Lx Factory, mas agora está-se um bocadinho melhor. É que a bela moradia avermelhada dos fundos virou templo eco-friendly, tripartido por novos inquilinos cheios de pinta: o The Therapist é uma lanchonete biológica e centro de terapias alternativas. Serve almoços ligeiros e brunch aos domingos e feriados. Tem ainda a Boa Safra, a casa que defende o design de interiores sustentável com unhas e dentes, e a Organii Concept Store, que, não contente com a abertura da segunda loja dentro da Lx Factory, ainda trouxe com ela um Bio Day Spa.

12
Kitschen LX
©DR
Restaurantes

Kitschen LX

icon-location-pin Alcântara

É um café com decoração kitsch escondido no meio de um co-work na Lx Factory, escolhido por isso como cantina por muitos dos seus habitantes. Tem menu para pequeno-almoço e lanche com cookies, croissants, taças de iogurte grego ou panquecas de banana e aveia, e opções rápidas de almoço, das saladas aos hambúgures.

Publicidade
13
O mural do novo Mez Cais Lx
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes, Mexicano

Mez Cais Lx

icon-location-pin Alcântara

O filho dos restaurantes mexicanos Las Ficheras e Mez Cais nasceu na Lx Factory: é um Mez Cais 2.0, com novos pratos e um ringue de lucha libre no meio da sala. António Durão, Luís Roquette e Manuel Bonneville, amigos de longa data, pegaram no conceito de taqueria mexicana do Mez Cais, aberto no Cais do Sodré, e levaram-no para a Lx Factory, noutra ponta da cidade. Tem o know how do chef Akis Konstantinidis, o grego radicado em Portugal e responsável pelo Las Ficheras, Can the Can e Atari Baby, e Paulo Alves como chef executivo.

14
cucurico
ManuelManso
Restaurantes

Cucurico

icon-location-pin Alcântara

Esta churrasqueira resolve o problema daqueles que só gostam de pernas, só de asas ou só de peitos de frango. Os frangos são assados numas imponentes grelhas de carvão no centro da sala, há molhos de barbecue, picante ou sweet chilli e são servidos inteiros, em metades ou em doses da parte preferida da ave.  

Mais paragens obrigatórias nos bairros de Lisboa

vista miradouro graça
Fotografia: Arlindo Camacho
Coisas para fazer

O melhor da Graça

Não deixe esta colina entregue exclusivamente aos turistas. Reclame para si o melhor das mesas e destinos nocturnos da Graça.

jardim de santos
©Junta de Freguesia da Estrela
Coisas para fazer

O melhor de Santos e Madragoa

Gelatarias, brunchs, mercearias alternativas, bares, restaurantes ou galerias, estas são apenas algumas das categorias que pode encontrar nesta lista quase infindável de atracções em Santos e na vizinha Madragoa, o bairro que tem recebido cada vez mais inquilinos e onde tropeça todos os meses num negócio novo. 

Publicidade
centro de marvila, Praça David Leandro da Silva,
Fotografia: Manuel Manso
Coisas para fazer

Roteiro perfeito em Marvila

Até há pouco tempo, era o ponto cardeal mais desprezado de Lisboa, mas, lentamente, começa a ganhar vida e pontos de interesse. É, aliás, a única zona da cidade em acelerada renovação sem ter o turismo como alavanca. 

Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com