Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Três sítios para beber horchata

Três sítios para beber horchata

Acompanhe o banquete mexicano com uma destas águas frescas, para aliviar o picante da refeição. Eis três restaurantes em Lisboa para beber horchata

Horchata do Paco Bigotes
©Manuel Manso Horchata do Paco Bigotes
Publicidade

Para fazer o pleno num restaurante mexicano, o mais provável é pedir uma margarita ou, se for mais corajoso, arriscar num shot de tequila ou de mezcal (dizem os mexicanos legítimos que esta bebida fumada não provoca ressacas complicadas no dia seguinte), mas tanto chili e malaguetas boas vão pedir muita bebida. A nossa sugestão é que intercale tacos, ceviches ou tostadas com os ditos cocktails mas também com esta água fresca de horchata, feita à base de leite de arroz ou de chufa valenciana, com um travo a canela. Com mais ou menos canela, mas sempre fresca e sem ser muito doce, é uma boa opção para refrescar.

Recomendado: Os melhores restaurantes mexicanos em Lisboa

Três sítios para beber horchata

Paco Bigotes
©Manuel Manso
Restaurantes, Mexicano

Paco Bigotes

icon-location-pin Cascais

Nesta taqueria de bairro em São Pedro do Estoril pode começar a refeição a refrescar-se com água de horchata, a bebida mexicana de arroz e canela (vem com um pauzinho de canela para intensificar o sabor), antes de seguir para as margaritas, da clássica à mais picante. Alivia o fogo dos tacos feitos com tortilhas de milho azul, das tostadas ou do ceviche tropical, com habanero.

Preço: 1,50€

Chérie Paloma
©Manuel Manso
Restaurantes, Mexicano

Chérie Paloma

icon-location-pin Santos

O café-restaurante mexicano para todas as horas do dia serve horchata para acompanhar tanto os pequenos-almoços, com pratos de ovos bem condimentados, os tacos com tortilhas orgânicas ou, ao jantar, os pratos mexicanos mais compostos, como o polvo na brasa ou as carnitas de salmão com cinco especiarias.A bebida fresca está incluída também nas opções dobrunch.

Preço: 3,50€

Publicidade
Coyo taco
©Duarte Drago
Restaurantes, Mexicano

Coyo Taco

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

A bebida de leite de arroz com canela é uma das opções sem álcool do Coyo Taco, o mexicano no Príncipe Real que serve bebidas também à janela (olá margaritas ricas ou micheladas com tomate e pico de gallo). Se preferir entrar e sentar, para uma refeição sempre animada com ritmos latinos, comece com as quesadillas.

Preço: 3€

Os melhores sítios em Lisboa para comer...

Cherie Paloma - Huevos Rancheros
©Manuel Manso
Restaurantes

Huevos rancheros

Um prato com ovos entra logo à partida na categoria de comfort food. Estes não são típicos portugueses mas entram já em vantagem nessa lista. Aconchegam qualquer estômago, quer decida comê-los ao pequeno-almoço, como se faz no México – de onde vem a receita original –, quer os coma a qualquer outra hora do dia. À tortilha de milho que serve de base juntam-se os ovos fritos, cobertos com molho de tomate picante (cujo grau pode variar e fazê-lo gritar Arriva Mexico!). A acompanhar estão habitualmente o feijão, o arroz mexicano ou fatias de abacate, a colorir e a dar pujança ao prato. 

Panquecas do Stanislav
Duarte Drago
Restaurantes

Panquecas

Acha que a sua receita de panquecas é a melhor do mundo? Dê folga à frigideira lá de casa, rume a um destes cafés especialistas em pequenos-almoços e brunches e fique a conhecer boas panquecas, redondas, fofas, leves ou densas, mais altas ou mais baixas, das doces e carregadinhas de chocolate às novas versões fit, feitas com aveia e com muita fruta. Para um grande pequeno-almoço (olá brunch), um almoço diferente (que estas torres de panquecas são bom alimento para o resto do dia e existem até em versões salgadas) ou um lanche como deve ser. 

Publicidade
Hummusbar
©Manuel Manso
Restaurantes, Árabe e Médio Oriente

Hummus

Esta pasta com raízes árabes é feita com grão-de-bico cozido e esmagado, tal qual puré, tahini (pasta de sésamo), umas gotinhas de limão e uns pozinhos de sal. É esta a receita-base, personalizável com um ou outro condimento para mais substância, mas consumida em grandes quantidades como dip para legumes, para sandes típicas em pão pita ou como refeição, complementada com outras iguarias típicas, como os falafel. Nestes três restaurantes em Lisboa, encontra diferentes variedades do hummus, do mais simples àquele com tiras de abacate, com carne picada, beterraba ou pimentos.

Publicidade